Escroto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Escroto
Gray1143.png
O escroto. No lado esquerdo a cavidade da túnica vaginal foi aberta; no lado direito somente as camadas superficiais do cremaster foram removidas.
Gray assunto #258 1237
Vascularização Artéria escrotal anterior e artéria escrotal posterior
Drenagem venosa Veia testicular
Inervação Nervos escrotais posteriores, Ramo genital do nervo genitofemoral, Ramos perineais do nervo cutâneo femoral posterior
Drenagem linfática Linfonodos inguinais superficiais
Precursor Dobras labioescrotais
MeSH Scrotum
Um escroto humano

Em animais do sexo masculino, o escroto ou saco/bolsa testicular é uma bolsa externa de pele e músculo que contém os testículos. É uma extensão do abdómen e está localizado entre o pénis e o ânus. O homólogo no sexo feminino durante o desenvolvimento fetal são os labia majora.

A função do escroto é manter a uma temperatura inferior à do resto do corpo (34,4ºC). O calor excessivo destrói os espermatozoides. Tendo como uma de suas camadas um músculo, o escroto contrai-se e distende-se, conforme seja necessário aumentar ou reduzir, respetivamente, temperatura no seu interior.

Embora a temperatura ideal varie conforme a espécie, nos animais de sangue quente parece haver uma maior necessidade de controlo, e daí a necessidade e evolução do escroto, apesar dos riscos por não oferecer proteção aos testículos.

Ver também[editar | editar código-fonte]