A Cabra Amalteia com o Infante Júpiter e um Fauno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
A Cabra Amalteia com o Infante Júpiter e um Fauno
Autor Gian Lorenzo Bernini
Data 1625
Técnica Mármore de Carrara
Altura 44 cm
Localização Galleria Borghese, Roma

A Cabra Amalteia com o Infante Júpiter e um Fauno é uma escultura do barroco de Gian Lorenzo Bernini.

O mito da cabra Amalteia é uma lenda herdada da mitologia grega e adaptada posteriormente pelos romanos, que conta que Amalteia é a cabra que alimentou com o seu leite o deus Júpiter, Zeus na mitologia grega, quando criança e que ao brincar com ela, o pequeno deus teria quebrado um de seus chifres. Por gratidão aos cuidados a ele desprendidos, Júpiter transformou este chifre na Cornucópia que é o corno da abundância atribuído como símbolo à maior parte das personificações romanas, que se vê nos reversos das moedas.

O signo do zodíaco Capricórnio também se associa com o mito grego da cabra Amalteia. Zeus colocou-a no céu para honrá-la (Catasterismi). O Capricórnio associa-se também com o Saturno e o deus Aristeu.

Referências[editar | editar código-fonte]