A Fogueira das Vaidades

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Fogueira das vaidades.
The Bonfire of the Vanities
A fogueira das vaidades (PT/BR)
 Estados Unidos
1990 •  cor •  125 min 
Direção Brian De Palma
Roteiro Michael Cristofer
Elenco Tom Hanks
Bruce Willis
Melanie Griffith
Morgan Freeman
Kim Cattrall
Género drama
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

A Fogueira das Vaidades (título original The Bonfire of the Vanities), é um filme norte-americano, dirigido por Brian De Palma em 1990, com argumento de Michael Cristofer e baseado em novela de Tom Wolfe.

Para o crítico brasileiro Renzo Mora este filme integra um dos 25 piores de todos os tempos.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Ao se encaminhar com sua amante para Manhattan, um magnata de Wall Street erra o caminho e acaba indo parar no Bronx. Um acidente e um jornalista que espera sua grande chance mudarão para sempre a vida do milionário.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

  • A Fogueira das Vaidades recebeu cinco indicações ao Framboesa de Ouro, nas categorias "Pior Filme", "Pior Diretor", "Pior Atriz" (Melanie Griffith), "Pior Atriz Coadjuvante" (Kim Cattrall) e "Pior Roteiro", mas não venceu em nenhuma delas.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • O contrato do ator F. Murray Abraham, para atuar em A fogueira das vaidades, estipulava que seu nome teria que aparecer logo após o título do filme ou não seria citado nos créditos; como do elenco participavam Tom Hanks, Bruce Willis, Melanie Griffith e Morgan Freeman, que atrairiam um público maior, os produtores do filme optaram pela não-inclusão do nome de Abraham nos créditos.
  • O ator Morgan Freeman recebeu a quantia de dois milhões de dólares pelo papel do "juiz Leonard White".

Referências

  1. Carla Meneghini (9 de setembro de 2009). «Livro brasileiro lista os 25 piores filmes de todos os tempos». G1. Consultado em 22 de outubro de 2015  e
    Marcelo Duarte (28 de setembro de 2009). «Os 25 piores filmes de todos os tempos». Blog do Curioso. Consultado em 22 de outubro de 2015 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]