A Meiga Elizeth nº 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
este artigo não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
A Meiga Elizeth nº 2
Álbum de estúdio de Elizeth Cardoso
Lançamento 1962
Gênero(s) Samba-canção
Samba
Gravadora(s) Copacabana
Cronologia de Elizeth Cardoso
Sax Voz nº 2
(1961)
A Meiga Elizeth nº 3
(1963)

A Meiga Elizeth nº 2 é o décimo primeiro álbum de estúdio da cantora brasileira Elizeth Cardoso.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. Deixa Andar (Jujuba)
  2. Revelação (Pernambuco / Marino Pinto)
  3. Moeda Quebrada (Luis Reis / Haroldo Barbosa)
  4. Ninguém Sabe de Nós (Moacyr Silva / Antônio Maria)
  5. Esmola (João Roberto Kelly)
  6. Meu Amanhã (Roberto Menescal / Aloysio de Oliveira)
  7. Tudo É Magnífico (Luis Reis / Haroldo Barbosa)
  8. Seu Olhar (Laís Antunes)
  9. Vagalumeando (Paulo Roberto)
  10. Nossa Vez de Amar (Toso Gomes / Manoel da Conceição)
  11. Cansei de Ilusões (Tito Madi)
  12. A Flor do Amor (Joluz / Waltel Branco)
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Elizeth Cardoso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.