Albert Nobbs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Albert Nobbs
Poster oficial
 Irlanda
 Reino Unido

2011 •  cor •  113 minutos min 
Direção Rodrigo García
Produção Glenn Close
Bonnie Curtis
Julie Lynn
Alan Moloney
Produção executiva Pierre-Francois Bernet
Roteiro Glenn Close
John Banville
Elenco Glenn Close
Mia Wasikowska
Aaron Johnson
Janet McTeer
Jonathan Rhys Meyers
Brendan Gleeson
Maria Doyle Kennedy
Gênero Drama
Música Brian Byrne
Direção de fotografia Michael McDonough
Figurino Pierre-Yves Gayraud
Edição Steven Weisberg
Companhia(s) produtora(s) Chrysalis Films
Parallel Film Productions
Mockingbird Pictures
WestEnd Films
Lançamento Estados Unidos 2 de setembro de 2011
Portugal 23 de fevereiro de 2012
Brasil 16 de abril de 2012 [1]
Idioma Inglês
Orçamento € 6.000.000[2]
Receita $3,231,614 (janeiro de 2012)

Albert Nobbs é um filme dramático de 2011, produzido pela Irlanda e o Reino Unido. É protagonizado por Glenn Close e dirigido por Rodrigo García. A história é baseada num conto do romancista irlandês George Moore.

O filme recebeu diferentes críticas, mas os desempenhos de Glenn Close e Janet McTeer foram elogiados e ambos foram nomeados para os Oscares da Academia nas categorias de Melhor Atriz e Melhor Atriz Secundária, respetivamente. As atrizes receberam também nomeações para os Globos de Ouro e o Screen Actors Guild Award. O filme também foi indicado para o Oscar de Melhor Maquilhagem.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Albert Nobbs (Glenn Close) é uma mulher que vive como um homem, por forma a encontrar trabalho na conservadora sociedade irlandesa do século XIX. Depois de viver fazendo-se passar por um homem de trinta anos, Albert, trabalhando como um garçom de hotel, é conhecido pela sua extremosa dedicação ao trabalho, bem como pela sua personalidade introvertida. Albert foi poupando algum dinheiro com o objetivo de poder comprar uma loja para ela.

A firmeza com que Albert encara o trabalho de Albert é abalada pela chegada repentina de Hubert Page (Janet McTeer), um pintor contratado pela Sr.ª Baker (Pauline Collins), a proprietária do hotel. Albert fica chocado por saber que Hubert ficará no seu quarto, enquanto trabalhar no hotel. Na sua primeira noite, Hubert descobre o segredo de Albert, mas promete mantê-lo, para alívio deste. No dia seguinte, Hubert revela que ela também é uma mulher. Hubert deixa o hotel pouco depois, mas não sem antes revelar que ela tem uma esposa chamada Cathleen, uma costureira.

Enquanto isso, o recentemente desempregado Joe Mackins (Aaron Johnson) chega ao hotel para reparar a caldeira. Helen Dawes (Mia Wasikowska), empregada do hotel, enamora-se por ele, e eles rapidamente se tornam amantes. No entanto, a natureza controladora e o alcoolismo de Joe em breve se tornam evidentes.

Albert visita Hubert na sua casa e encontra Cathleen (Bronagh Gallagher). Albert conta a Hubert a sua história: Albert nasceu filha de uma prostituta e foi criada num convento, antes de ser expulsa após a morte da sua mãe. Uma noite, quando ela tinha 15 anos, ela foi brutalmente violada e espancada por um grupo de homens. Logo depois, ela encontrou um fato em segunda mão e, para encontrar trabalho e se sentir realizada pessoalmente, ela decidiu transformar-se num homem.

Acreditando que Helen seria a esposa ideal para gerir uma loja com ele, Albert pede a Helen para sair com ela. Helen recusa, mas Joe, acreditando que Albert lhe dará o dinheiro que poderia ajudar o casal a imigrar para os Estados Unidos, incentivá-la a aceitar. Helen concorda em ficar com Albert, que compra presentes caros a Helen para agradá-la. Helen sente-se desconfortável com Albert e o plano que Joe a obrigou a executar. Albert revela a Helen que quer comprar uma loja, embora Helen só quer deixar a Irlanda para ir viver para a América.

A febre tifóide começa a espalhar-se rapidamente por Dublin, e quando alguns funcionários ficam doentes, os clientes evitam o hotel, o que causa sérios problemas financeiros. Albert fica doente, mas logo recupera, e apesar de Helen não ter sido afetada pela doença, ela descobre que está grávida de Joe. A notícia assusta Joe, pois ele teme que se torne como o seu pai (que abusou Joe em criança). Albert vai para casa de Hubert e descobre que Cathleen morreu, o que deixou Hubert devastado. Em sua homenagem, Albert e Hubert vestem os vestidos feitos por Cathleen e saem juntos. Embora ambos se sintam extremamente desconfortáveis, por um breve momento, Albert sente-se livre e abraça a sua identidade antiga.

Mais tarde, Albert descobre que Helen está grávida e oferece-se para casar com ela. Helen recusa, acreditando que Albert não a ama, embora ele confirme o seu receio de que Joe vai abandoná-la, a ela e à criança, e irá para a América sozinho. Mais tarde, naquela noite, quando Joe e Helen brigam um com o outro, Albert intervém. Ele ataca fisicamente Joe quando este tenta ferir Helen num acesso de raiva; Joe lança Albert contra a parede, que bate com a cabeça, e morre pouco depois um acidente vascular cerebral.

A Sr.ª Baker descobre o esconderijo onde Albert guardava o dinheiro e usá-lo para revitalizar o hotel. Nos meses seguintes, Joe parte para a América e Helen, dá à luz um filho, Albert Joseph. A Sr.ª Baker contrata Hubert para pintar todo o hotel. Hubert encontra-se novamente com Helen, que não sabe o que fazer e revela que vai se separar do seu filho, abandonando-o na rua. Hubert olha para ela e diz: "Nós não podemos fazer isso agora, pois não?", dando a entender que ela vai cuidar de Helen no lugar de Albert.

Produção[editar | editar código-fonte]

Glenn Close já havia interpretado o personagem principal numa produção de teatro em 1982,[3] tendo passado 15 anos a tentar transformar a história em filme.[4][5] Além de seu papel de protagonista, Close também foi uma das produtoras e co-roteirista com John Banville.[5]

A produção estava programada para começar em julho de 2010, mas foi adiada até dezembro, quando Mia Wasikowska e Aaron Johnson substituiram Amanda Seyfried e Orlando Bloom.[6] As filmagens começaram em 13 de dezembro, em Dublin e em Wicklow.[4]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção[editar | editar código-fonte]

O filme estreou no Festival de Cinema de Telluride, no estado americano do Colorado em 2 de setembro de 2011, embora somente em janeiro de 2012 tenha estreado nos cinemas mundiais, em 245 locais.[7] A 29 de janeiro de 2012, o filme tinha arrecadado $746,417 dólares.[8] Em Portugal, o filme estreará a 23 de fevereiro de 2012, e no Brasil a estreia está marcada para 16 de abril do mesmo ano.

Prémios[editar | editar código-fonte]

Prémio Categoria Destinatário Resultado
84th Academy Awards Oscar de Melhor Atriz Glenn Close Indicado
Oscar de Melhor Atriz Secundária Janet McTeer Indicado
Oscar de Melhor Maquilhagem Martial Corneville
Lynn Johnson
Matthew W. Mungle
Indicado
AARP's Movies for Grownups Awards Melhor Atriz Glenn Close Venceu
Alliance of Women Film Journalists Melhor Atriz Secundária Janet McTeer Indicado
Prémio Ícone Feminino Glenn Close Venceu
Melhor Atriz em Envelhecimento Glenn Close Indicado
Prémio para o Mais Notório Interesse Amoroso com Diferença de Idades Glenn Close (64), Mia Wasikowska (22) Venceu
AACTA Awards Melhor Atriz Internacional Glenn Close Indicado
Broadcast Film Critics Association Awards Melhor Maquilhagem Lorraine Glynn
Lynn Johnson
Indicado
GLAAD Media Awards Melhor Filme - Estreia Mundial Pendente
Golden Globe Awards Melhor Atriz em Filme Dramático Glenn Close Indicado
Melhor Atriz Secundária em Filme Janet McTeer Indicado
Melhor Canção Original "Lay Your Head Down" por Brian Byrne e Glenn Close Indicado
Independent Spirit Awards Melhor Atriz Secundária Janet McTeer Indicado
Irish Film and Television Awards Melhor Filme Alan Moloney
Bonnie Curtis
Julie Lynn
Glenn Close
Indicado
Melhor Roteiro para Filme John Banville
Glenn Close
Indicado
Melhor Atriz Internacional Glenn Close Venceu
Melhor Ator Secundário em Filme Brendan Gleeson Indicado
Melhor Atriz em Filme Brenda Fricker Indicado
Melhor Atriz Secundária em Filme Maria Doyle Kennedy Indicado
Melhor Maquilhagem e Cabelo Lorraine Glynn
Lynn Johnson
Venceu
Melhor Trilha Sonora Brian Byrne Venceu
Melhor Som Brendan Deasy
Niall Brady
Michelle Cunniffe
Steve Fanagan
Venceu
Los Angeles Film Critics Association Awards Melhor Atriz Secundária Janet McTeer Indicado
Online Film Critics Society Melhor Atriz Secundária Janet McTeer Indicado
Satellite Awards Melhor Atriz em Filme Glenn Close Indicado
Melhor Atriz Secundária Janet McTeer Indicado
Melhor Adaptação George Moore
Glenn Close
John Banville
O roteiro por Gabriella Prekop
Indicado
Melhor Canção Original "Lay Your Head Down" por Brian Byrne e Glenn Close Venceu
Screen Actors Guild Awards Melhor Atriz Glenn Close Indicado
Melhor Atriz Secundária Janet McTeer Indicado
Tokyo International Film Festival Melhor Atriz Glenn Close Venceu
Tokyo Grand Prix Rodrigo García Indicado
Women Film Critics Circle Melhor Filme sobre Mulheres Indicado
Melhores Imagens de Mulheres em Filme Indicado
Coragem no Desempenho - Em papéis pouco convencionais que redefinem radicalmente a imagem da mulher no ecrã Glenn Close Venceu
Trabalho de Mulheres: Melhor Guarda-roupa Indicado
Karen Morley Award - Para melhor exemplificar o lugar da mulher na História ou na sociedade e a procura corajosa da identidade Venceu

Referências

  1. Guia.gazetadopovo.com.br http://guia.gazetadopovo.com.br/cinema/albert-nobbs/3918/  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  2. «'Albert Nobbs' Nabs Irish & International Actors». Irish Film and Television Network. Iftn.ie. 8 de dezembro de 2010. Consultado em 16 de dezembro de 2010 
  3. McGreevy, Ronan (10 de dezembro de 2010). «Close gathers stars in Dublin as celluloid dream to come true». Irish Times (em inglês). Irishtimes.com. Consultado em 16 de dezembro de 2010 
  4. a b «Close: Filming in Dublin a dream». Press Association. Google.com. 9 de dezembro de 2010. Consultado em 16 de dezembro de 2010 
  5. a b Macnab, Geoffrey (27 de janeiro de 2011). «Albert Nobbs». Screen Daily (em inglês). Screendaily.com. Consultado em 30 de janeiro de 2011 
  6. «Mia Wasikowska and Aaron Johnson Join Albert Nobbs». Movieweb.com. 6 de dezembro de 2010. Consultado em 16 de dezembro de 2010 
  7. Weinstein, Joshua L. (29 de janeiro de 2012). «Indie Box Office: Oscar-Nominated 'Albert Nobbs' Opens Strong to Nearly $773K». The Wrap. Reuters 
  8. «Albert Nobbs (2012)». Box Office Mojo (em inglês). Boxofficemojo.com 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]