Lavanda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Alfazema)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela personagem da Marvel Comics, veja Alfazema (Marvel Comics).
Como ler uma infocaixa de taxonomiaLavanda
Flores da Lavandula angustifolia
Flores da Lavandula angustifolia
Classificação científica
Reino: Plantae
Filo: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Lamiales
Família: Lamiaceae
Género: Lavandula
L.
Espécies
Ver texto.

As lavandas (em Portugal também conhecidas como alfazemas, mas biologicamente diferentes entre sí. Alfazema- Lavandula latifólia) são plantas do gênero Lavandula, da família Lamiaceae. São pequenos arbustos, perenes, incluindo também as anuais e os subarbustos. As espécies mais usadas como ervas e para ornamentação são a chamada lavanda inglesa e a Lavandula angustifolia (L. officinalis). As espécies ornamentais de lavandula reconhecidas em Portugal são: L. luisieri, L. viridis, L. pedunculata, L. latifolia Medicus e L. multifida L.[1]

As flores de lavanda são usadas para arranjos florais secos. As flores púrpuras e os brotos, de fragrância suave, são utilizados em pot-pourris e também para impedir a presença de insetos e parasitas. O cultivo comercial da planta é para a extração de óleos utilizados como antissépticos, em aromaterapia e na indústria de cosméticos. Como produto terapêutico, em infusão, deve ser evitado o uso contínuo, podendo produzir excitação em dose tóxica.

O óleo essencial da lavanda é obtido da destilação das flores, caules e folhas da espécie Lavandula officinalis. Entre várias substâncias, o óleo apresenta na sua composição o linalol e o acetato de linalila, que conferem a sua fragrância e, ainda, resina, saponina, taninos cumarinas.

As flores de lavanda produzem um néctar abundante que rende um mel de alta qualidade. O mel da variedade lavanda foi produzido inicialmente nos países que cercam o Mediterrâneo e introduzido no mercado mundial como um produto de qualidade superior. A lavanda também é usado como erva isoladamente ou como ingrediente da erva da Provence (França).

Lavandas nativas são encontradas nas Canárias, norte e oeste da África, sul da Europa e no Mediterrâneo, Arábia e Índia.

Os maiores produtores de lavanda são a Bulgária, França, Grã-Bretanha, Austrália e Rússia.

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

I. Subgênero Lavandula Upson & S. Andrews subgen. nov.

i. Seção Lavandula (3 espécies)
subsppp. angustifolia, pyrenaica
Híbridos
ii. Seção Dentatae Suarez-Cerv. & Seoane-Camba (1 espécie)
var. dentata (rosea, albiflora), candicans (persicina) [Batt.]
iii. Seção Stoechas Ging. (3 espécies)
Híbridos de interseção (Dentatae e Lavendula)

II. Subgênero Fabricia (Adams.) Upson & S. Andrews, comb.nov.

iv. Seção Pterostoechas Ging. (16 espécies)
Híbridos
v. Seção Subnudae Chaytor (10 espécies)
vi. Seção Chaetostachys Benth. (2 espécies)
vii. Seção Hasikenses Upson & S. Andrews, sect. nov. (2 espécies)

III. Subgênero Sabaudia (Buscal. & Muschl.) Upson & S. Andrews, comb. et stat. nov.

viii. Seção Sabaudia (Buscal. & Muschl.) Upson & S. Andrews, comb. et stat. nov. (2 espécies)

Referências

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 1 de outubro de 2015. Arquivado do original em 3 de março de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Lavanda
Ícone de esboço Este artigo sobre a ordem Lamiales, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.