Alfred Werner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alfred Werner Medalha Nobel
Nascimento 12 de dezembro de 1866
Mulhouse
Morte 15 de novembro de 1919 (52 anos)
Zurique
Nacionalidade Suíça Suíço
Alma mater Universidade de Zurique
Prêmios Nobel prize medal.svg Nobel de Química (1913)
Orientador(es) Arthur Rudolf Hantzsch e Marcellin Berthelot
Instituições Universidade de Zurique
Campo(s) Química

Alfred Werner (Mulhouse, 12 de dezembro de 1866Zurique, 15 de novembro de 1919) foi um químico suíço.[1]

Estudou na Universidade de Karlsruhe, Universidade de Zurique e Paris. Foi professor do Collège de France em Paris entre 1890 e 1891, do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique em 1892 e professor de química orgânica da Universidade de Zurique em 1895, ano em que obteve a nacionalidade suíça.

Sua obra científica mais importante se refere à estereoquímica dos compostos de nitrogênio. Em 1893 enunciou a teoria da coordenação ou das valências residuais, deste modo descobrindo os isômeros de muitas combinações metálicas.

Por suas contribuições ao desenvolvimento da estereoquímica recebeu o Nobel de Química de 1913. Foi o primeiro a receber um Prêmio Nobel pela química inorgânica, e o único até 1973.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • "Beiträge zur Theorie der Affinität und Valeur, Lehrbuch der Stereochemie", 1904.
  • "Ueber die Konstitution und Konfiguration von Verbindungen höherer Ordnung", 1914.

Referências


Precedido por
Victor Grignard e Paul Sabatier
Nobel de Química
1913
Sucedido por
Theodore William Richards


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alfred Werner
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.