Apeadeiro de Donas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Donas
BSicon BAHN.svg
Identificação:[1] 53520 DON (Donas)
Denominação: Apeadeiro de Donas
Classificação: A (apeadeiro)[2]
Linha(s): Linha da Beira Baixa (PK 144,930)
Coordenadas:
40° 07′ 57,13″ N, 7° 28′ 24,51″ O
Concelho: bandeiraFundão
Serviços: Logo CP 2.svgBSicon LSTR orange.svgR
Equipamentos: Telefones públicos Sala de espera
Acesso para pessoas de mobilidade reduzida
Website:

O Apeadeiro de Donas é uma gare ferroviária da Linha da Beira Baixa, que serve a localidade de Donas, no Distrito de Castelo Branco, em Portugal.

Caracterização[editar | editar código-fonte]

Localização e acessos[editar | editar código-fonte]

Esta interface tem acesso pela Rua do Loureiro, junto à localidade de Donas.[3]

Intercidades Lisboa-Covilhã circulando junto a Donas, em 2009 (antes da eletrificação: locomotiva diesel n.º 1935).

História[editar | editar código-fonte]

Este apeadeiro situa-se no troço entre as Estações de Abrantes e Covilhã da Linha da Beira Baixa, que entrou ao serviço no dia 6 de Setembro de 1891, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses.[4]

Uma portaria de 17 de Junho de 1936 do Ministério das Obras Públicas e Comunicações, publicada no Diário do Governo n.º 147, II Série, de 26 de Junho, aprovou o projecto da Companhia dos Caminhos de Ferro para o Apeadeiro de Donas, no PK 144,932 da Linha da Beira Baixa, como estava indicado no desenho n.º 10:735.[5] A portaria também autorizou a expropriação de quatro parcelas de terreno, com a superfície total de 249,65 m², situadas à direita da via férrea, entre os PK 144,867.70 e 114,978.20.[5] Estas quatro parcelas foram cedidas gratuitamente pelos seus proprietários, João Pinto, Alvaro Navarro, Francisco Navarro e Luis Conceição.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. (I.E.T. 50/56) 56.º Aditamento à Instrução de Exploração Técnica N.º 50 : Rede Ferroviária Nacional. IMTT, 2011.10.20
  2. Instrução de exploração técnica nº 2 : Índice dos textos regulamentares em vigor. IMTT, 2012.11.06
  3. «Donas - Linha da Beira Baixa». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 5 de Abril de 2017 
  4. TORRES, Carlos Manitto (16 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1682). pp. 61–64. Consultado em 2 de Janeiro de 2013 
  5. a b c «Parte Oficial» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 49 (1178). 16 de Janeiro de 1937. p. 66-67. Consultado em 5 de Abril de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.