Atom (editor de texto)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Atom
Atom - Logo
Screenshot of Atom editor.png
Captura de tela do Atom
Desenvolvedor Gareth Flowers
Plataforma Multiplataforma
Modelo do desenvolvimento Livre
Lançamento 25 de junho de 2015 (4 anos)
Versão estável 1.25.0 (15 de março de 2018; há 18 meses[1])
Versão em teste 1.26.0-beta0 (15 de março de 2018; há 18 meses[1])
Idioma(s) Inglês
Linguagem C++, JavaScript, HTML e CSS
Sistema operacional Linux, macOS e Windows
Gênero(s) Editor de texto, IDE
Licença MIT
Estado do desenvolvimento Ativo
Tamanho
Página oficial atom.io

Atom é um editor de texto de código aberto disponível para as plataformas Linux, macOS e Microsoft Windows, desenvolvido pelo GitHub sob a licença MIT. A ferramenta foi criada usando Electron e tecnologias web como HTML, JavaScript e CSS. Permite a instalação de extensões ("packages") desenvolvidos com Node.js. O editor foi liberado do beta, com a versão 1.0, em 25 de junho de 2015, e a partir daí passou a ser conhecido como "O Editor de Texto Hackeável do Século 21".

Linguagens[editar | editar código-fonte]

Por padrão, os seguintes tipos de arquivos são suportados com realce de sintaxeHTMLCSSLESSSassMarkdownC/C++C#D, GoJavaObjective-CJavaScript, TypeScriptJSONCoffeeScriptPythonPHP, RubyRuby on RailsShell script, ClojurePerlGitMakeProperty List (Apple)TOMLXMLYAMLMustacheJulia e SQL.

Licença[editar | editar código-fonte]

Inicialmente as extensões não incluídas no núcleo do Atom foram lançados sob uma licença de código aberto. Em 6 de maio de 2014, o restante, incluindo a aplicação principal, seu gerenciador de pacotes, bem como sua estrutura de desktop Electron, foram lançados como software livre e aberto sob a licença MIT.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Releases · atom/atom». github.com (em inglês). Consultado em 29 de março de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]