Bady Bassitt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Bady Bassitt
Bandeira de Bady Bassitt
Brasão de Bady Bassitt
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 18 de fevereiro de 1959
Fundação 18 de fevereiro de 1959 (58 anos)
Gentílico bassitense
Lema LUCET PER SE
Prefeito(a) Luiz Antonio Tobardini (PPS)
(2017–2020)
Localização
Localização de Bady Bassitt
Localização de Bady Bassitt em São Paulo
Bady Bassitt está localizado em: Brasil
Bady Bassitt
Localização de Bady Bassitt no Brasil
20° 55' 04" S 49° 26' 42" O20° 55' 04" S 49° 26' 42" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião São José do Rio Preto IBGE/2008[1]
Microrregião São José do Rio Preto IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes São José do Rio Preto, Cedral, Potirendaba, Nova Aliança, Mirassol
Distância até a capital 465 km[2]
Características geográficas
Área 108,5 km² [3]
População 14 603 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 134,59 hab./km²
Altitude 510 m
Clima Tropical com estação seca de inverno Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,812 muito elevado PNUD/2000[4]
PIB R$ 192 837 mil IBGE/2009[5]
PIB per capita R$ 13 650,21 IBGE/2009[5]
Página oficial

Bady Bassitt é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 20º55'05" Sul e a uma longitude 49º26'43" Oeste, estando a uma altitude de 510 metros. A cidade tem uma população de 14.603 habitantes (IBGE/2010) e área de 108,5 km².[3]

Bady Bassitt se localiza no norte do estado, a 10 km de São José do Rio Preto.

História[editar | editar código-fonte]

Emblem-scales.svg
A neutralidade deste(a) artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.

Dizia Lourenço da Silva Pontes que seus pais eram proprietários de terras compostas por cinquenta alqueires nas fazendas Borá e Campo e que, quando entraram para abertura do local, era apenas mata virgem e não havia nenhuma estrada. Isso aconteceu na última década do século XIX. Na divisa das duas fazendas havia um córrego, chamado Borboleta, porque havia na passagem da estrada velha enorme quantidade de borboletas que sobrevoavam a margem do rio. Mais tarde, o nome Borboleta foi dado ao povoado que se formaria.

Em 1908, foi aberta uma estrada que ligava o lugar a São José do Rio Preto. Em uma pequena casa, em frente a atual Igreja Central, o português Alberto Branco instalou a primeira venda de secos e molhados. Ele foi o primeiro comerciante a se estabelecer no povoado de Borboleta, em 1912. Por conselho de um amigo, Manoel Antonio da Silva doou um alqueire de suas terras para a fundação do patrimônio de São Sebastião de Borboleta, onde foi construída a primeira capela, em 1914.

O povoado foi fundado em 13 de fevereiro de 1914, por Silva. Já o Distrito de Paz foi criado em 1926, pela lei 2.171, de 27 de dezembro de 1926. A vila de Borboleta foi elevada a patrimônio de distrito de São José do Rio Preto pela lei 2171, de 12 de dezembro de 1926.

Já a criação do município de Borboleta se deu em 1959, pela lei 5285, de 18 de fevereiro de 1959, após intensa campanha de esclarecimento junto aos moradores quanto aos benefícios da independência de Borboleta. Essa campanha foi liderada por moradores mais influentes, tendo à frente o Serventuário da Justiça, titular do Cartório de Paz e Tabelionato de Borboleta, Paulo Augusto da Silva, que redundou em uma aprovação esmagadora no plebiscito levado a efeito. E, o primeiro prefeito foi João Matheus Teles de Menezes. Pela lei 8050, de 1963, ele alterou o nome de Borboleta para Bady Bassitt, em homenagem ao deputado estadual de São José do Rio Preto. Essa alteração incomoda até hoje alguns moradores e ex-moradores mais conservadores. A lei municipal de 25 de abril de 1974, reconheceu oficialmente Antonio Manuel da Silva como fundador do município. [6]

Geografia[editar | editar código-fonte]

É perto de São José do Rio Preto.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Vários córregos cortam a cidade, Córrego Borá, Córrego dos Macacos e o principal é o Córrego Borboleta.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010[3]

População Total: 14.603

  • Urbana: 13.659

Densidade demográfica (hab./km²): 134,54

Taxa de Alfabetização: 96,1%[7]

Dados do Censo - 2000

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 11,83

Expectativa de vida (anos): 73,53

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 1,92

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,812

  • IDH-M Renda: 0,732
  • IDH-M Longevidade: 0,809
  • IDH-M Educação: 0,895

(Fonte: IPEADATA)

Dados do Censo - 2010

População Total: 14.605

Economia[editar | editar código-fonte]

De acordo com dados da Prefeitura Municipal, no ano de 1996 comportava 36 indústrias, 745 casas comerciais e 285 prestadoras de serviços, num total de 1066 empresas.

Não podemos negar que há um desenvolvimento considerável num município de aproximadamente 15 mil habitantes. Todavia, o que observamos em Bady Bassitt é que esse potencial oferecido por sua localização não tem sido tão valorizado, por parte de seus representantes, principalmente ao longo da BR-153.[8]

Estrutura urbana[editar | editar código-fonte]

Transporte[editar | editar código-fonte]

O município é cortado pela quarta maior rodovia do país, a BR-153 (Transbrasiliana), que a liga ao Pólo Regional de São José do Rio Preto, uma dos maiores do interior do estado de São Paulo.

O município de Bady Bassitt é privilegiado pela sua localização geográfica. A vizinhança com São José do Rio Preto, aliada ao fato de ser cortado por uma das mais importantes rodovias federais do país, a BR-153, faz com que seja um importante pólo de investimento industrial.[9]

O acesso ao pólo (São José do Rio Preto - 7 km) é feita por transporte rodoviário (BR-153).

Não há transporte aéreo, e nem transporte ferroviário.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

Igreja Católica[editar | editar código-fonte]

A Paróquia São Sebastião pertence a Diocese de São José do Rio Preto.

Futebol[editar | editar código-fonte]

Apesar de pequena a cidade, conta com dois representantes futebolísticos. Um deles, o Bady Bassitt Futebol Clube, além de ser o mais antigo, disputa também na categoria de base, revelando diversos talentos à região. Já o outro é o Veteranos Esporte Clube, cujo status atual é desconhecido.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Bady Bassitt tem os seguintes bairros:

1 - Água Limpa

2 - Água Limpa I

3 - Água Limpa II

4 - Centro

5 - Colina Sul

6 - Conjunto Habitacional Manoel Abreu

7 - Conjunto Habitacional G. Moraes

8 - Distrito Industrial

9 - Distrito Industrial I

10 - Distrito Industrial II

11 - Distrito Industrial III

12 - Distrito Industrial IV

13 - Jardim Bandeirantes

14 - Jardim Cristina Freitas

15 - Jardim das Palmeiras

16 - Jardim Estrela Líbano

17 - Jardim Lourenço Pontes

18 - Jardim Nova Bady

19 - Jardim Panorama

20 - Jardim Primavera

21 - Jardim San Remo

22 - Jardim São Lourenço

23 - Jardim Tropical

24 - Nova Bady

25 - Parque Residencial Água Limpa

26 - Parque Residencial Água Limpa I

27 - Residencial Colinas Sul

28 - Zona Rural

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. «Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista». Consultado em 26 de janeiro de 2011 
  3. a b c d «Censo 2010 IBGE» (PDF). Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 19 de julho de 2011 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 21 dez. 2011 
  6. «Acervo IBGE - Documentação Territorial do Brasil» (PDF). biblioteca.ibge.gov.br. Consultado em 28 de abril de 2012 
  7. «Taxa de Alfabetização 2010» (zip). Censo 2010 IBGE: Indicadores Sociais Municipais. IBGE.gov.br. Consultado em 23 de janeiro de 2012 
  8. MENEGILDO, Fabricio de Souza. Produção do Espaço Urbano, Processo de Aglomerações Urbanas e Eixos de Desenvolvimento: uma caracterização dos municípios de São José do Rio Preto, Mirassol e Bady Bassitt-SP. Presidente Prudente, FCT-UNESP, 2006.
  9. MENEGILDO, Fabricio de Souza. Produção do Espaço Urbano, Processo de Aglomerações Urbanas e Eixos de Desenvolvimento: uma caracterização dos municípios de São José do Rio Preto, Mirassol e Bady Bassitt-SP. Presidente Prudente, FCT-UNESP, 2006.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]