Bairro de São João de Deus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicionasse esta.

O Bairro de São João de Deus, foi um bairro portuense, já demolido, que se situava na freguesia de Campanhã. Chegou a ter cerca de 6 mil habitantes e foi um dos mais estigmatizados do Grande Porto, muitas vezes identificado na imprensa como "supermercado da droga" ou o "Tarrafal".

Nos últimos anos, a Câmara Municipal do Porto tem vindo a empreender numerosas acções de reabilitação do bairro que têm incluído demolições dos edifícios mais antigos e degradados, despejos e realojamentos forçados de alguns dos seus habitantes. Estas acções têm gerado muita controvérsia.

Para as situações mais gritantes de exclusão, nasceu em 1999 o projecto ARRIMO (Apoiar, Reduzir Riscos e Integrar, Motivando e Orientando), uma equipa de intervenção directa que percorre o bairro, satisfazendo as necessidades básicas dos toxicodependentes: fornecendo refeições, cuidados de enfermagem, troca de seringas, etc.

No dia 16 de dezembro de 2008 foi demolido o último bloco, colocando assim fim a um pesadelo social e urbano.[1]

Referências

  1. «Bairro S. João de Deus - uma "história" de miséria e sofrimento». Câmara Municipal do Porto. Consultado em 5 de novembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Lugares e Bairros, integrado no Projecto Grande Porto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.