Bocaina (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bocaina
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Bocaina
Bandeira
Brasão de armas de Bocaina
Brasão de armas
Hino
Gentílico bocainense
Localização
Localização de Bocaina em São Paulo
Localização de Bocaina em São Paulo
Bocaina está localizado em: Brasil
Bocaina
Localização de Bocaina no Brasil
Mapa de Bocaina
Coordenadas 22° 08' 09" S 48° 31' 04" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Municípios limítrofes Bariri, Boa Esperança do Sul, Dourado e Jaú
Distância até a capital 300 km
História
Fundação 28 de fevereiro de 1891 (128 anos)
Aniversário 23 de maio
Administração
Prefeito(a) Marco Antonio Giro (Pipoca) (PPS, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 364,044 km²
População total (Censo IBGE/2015[2]) 11 810 hab.
Densidade 32,44 hab./km²
Clima tropical (Aw)
Altitude 514 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,807 muito alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 171 154,612 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 15 718,12
Outras informações
Padroeiro(a) São João Batista

Bocaina é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 22º08'10" sul e a uma longitude 48º31'05" oeste, estando a uma altitude de 580 metros. Sua população estimada em 2015 era de 11.810 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui uma área de 364,044 km².

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

População Total: 10.000

  • Urbana: 8.546
  • Rural: 896
  • Homens: 4.711
  • Mulheres: 4.731

Densidade demográfica (hab./km²): 25,94

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 7,87

Expectativa de vida (anos): 76,21

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,09

Taxa de Alfabetização: 88,33%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,807

  • IDH-M Renda: 0,731
  • IDH-M Longevidade: 0,853
  • IDH-M Educação: 0,837

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O rio Jacaré-Pepira nasce no município de São Pedro.Passa por Brotas (local de esportes radicais em suas águas), segue por Jaú, Dourado, Boa Esperança do Sul, Bocaina, Bariri e desemboca no rio Tietê próximo da barragem de Ibitinga. É considerado um dos poucos rios ainda não poluídos no Estado de São Paulo, com grande flora de matas nativas às suas margens e, ainda, muitas espécies de peixes. O rio Jacaré fica a aproximadamente 6 kms do centro de Bocaina.[carece de fontes?]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia de Bocaina está assentada na lavoura predominantemente canavieira, com uma usina de açúcar e álcool no município; e na produção de equipamentos de proteção individual (EPI), como luvas, aventais e outros, feitos em raspa de couro. Possui um grande número de curtumes e fábricas de luvas. Daí ser considerada a Capital da Luva de Raspa.

Igreja Católica[editar | editar código-fonte]

A igreja Matriz de São João Batista, em Bocaina, é depositária de 13 telas sacras do pintor Benedito Calixto de Jesus. Natural de Itanhaém (1853-1927), Benedito Calixto pintou as telas de Bocaina em 1924 e 1925, consta que foram seus últimos trabalhos. As telas foram recentemente restauradas e estão tombadas pelo Patrimônio Histórico do Estado de São Paulo.

O município pertence à Diocese de São Carlos.

Eventos[editar | editar código-fonte]

  • Capela de São Pedro - Pedro Alexandrino
    Em junho Bocaina festeja o seu padroeiro, São João Batista. Na noite de 23 para o dia 24 de junho, à meia noite, devotos passam descalços sobre o braseiro de uma grande fogueira, atualmente acesa em frente à Igreja Matriz. A Festa de São João começa em meados de junho e termina em meados de julho.
  • Todo dia 1 de maio, dia do trabalho, acontece a "Alvorada", tradição de mais de 100 anos, trazida pelos colonos italianos. Vários músicos de reúnem e a Banda Carlos Gomes (criada pelo maestro Tulio Ghiselli) sai pelas ruas da cidade, de manhã bem cedo, acordando os munícipes, ao som de tradicionais cantigas, como o Hino do Trabalhador, de origem italiana, marchinhas, dobrados. Algumas famílias oferecem café da manhã à banda e seus seguidores, no decorrer do trajeto, que hoje é feito de ônibus, porque a cidade cresceu.

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade foi atendida pela Companhia Telefônica Brasileira (CTB) até 1973[5], quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[6], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[7] para suas operações de telefonia fixa.

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2015». Censo Populacional 2015. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 28 de agosto de 2015. Consultado em 18 de outubro de 2015 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Relação do patrimônio da CTB incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  6. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  7. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 
Serra da Bocaina - Pousada da Terra

Ligações externas[editar | editar código-fonte]