Brave New World (álbum de Iron Maiden)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brave New World
Álbum de estúdio de Iron Maiden
Lançamento 30 de Maio de 2000
Gravação Abril de 2000, Guillaume Tell Studios, Paris
Gênero(s) Heavy metal
Duração 66:57
Formato(s) CD
Gravadora(s) EMI
Produção Steve Harris/Kevin Shirley
Cronologia de Iron Maiden
Último
Virtual XI
(1998)
Dance of Death
(2003)
Próximo
Singles de Brave New World
  1. "The Wicker Man"
    Lançamento: Abril de 2000
  2. "Out of the Silent Planet"
    Lançamento: 23 de outubro de 2000

Brave New World é o décimo segundo álbum de estúdio da banda britânica de heavy metal Iron Maiden, lançado em 2000. Foi o primeiro álbum de estúdio da banda após o regresso do vocalista Bruce Dickinson, marcando ainda o retorno do guitarrista Adrian Smith e assim a formação com três guitarras. O álbum contém dez faixas, entre elas os singles "The Wicker Man" e "Out of the Silent Planet".

A arte e título do disco fazem referência ao romance homônimo escrito por Aldous Huxley. É o último álbum de estúdio da banda em que Derek Riggs contribui com o desenho da capa – a Nuvem-Eddie da parte de cima –, enquanto a cidade futurista foi construída pelo artista Steve Stone.

Em Brave New World a banda mostra um trabalho similar do que tinha feito nos discos anteriores, The X Factor e Virtual XI. É um álbum com um som mais progressivo, marcando ao mesmo tempo um retorno ao metal tradicional de suas origens, com algumas músicas lembrando trechos de temas de álbuns como Powerslave e Fear of the Dark. Foi bem aceito por público e crítica, vendendo mais de 307.000 cópias nos Estados Unidos até 2008, além de receber Certificação de Ouro do Brasil e no Reino Unido.[1]

Este álbum foi sucedido por uma turnê mundial, pela qual passaram no Brasil durante o Rock in Rio III, onde foi gravado um DVD e CD duplo. No show são tocadas as seis primeiras músicas deste álbum, todas com ótima receptividade por parte do público.

Canções e composição[editar | editar código-fonte]

Brave New World marcou a volta do vocalista Bruce Dickinson (e) e do guitarrista Adrian Smith (d).

Muitas das canções foram escritas antes da The Ed Hunter Tour e foram posteriormente gravadas nos Guillaume Tell Studios, Paris. Foi o primeiro da banda a ser gravado com o produtor Kevin Shirley, e o primeiro que eles gravariam ao vivo em estúdio.[2]

De acordo com uma entrevista com Adrian Smith, "The Nomad", "Dream of Mirrors" e "The Mercenary" foram originalmente compostas para o disco Virtual XI de 1998, e o antigo vocalista Blaze Bayley contribuiu com a letra de "Dream of Mirrors" mas não foi creditado.[3] Steve Harris afirma que começou a trabalhar em "Blood Brothers" nessa época, mas não conseguiu completá-la a tempo de inseri-la no Virtual XI. [4]

"Brave New World" foi a única canção do disco a reaparecer na Dance of Death World Tour, turnê de apoio a seu disco de estúdio seguinte. Nenhuma das faixas fez-se presente durante a A Matter of Life and Death Tour, embora várias delas tenham aparecido no decorrer da The Final Frontier World Tour, com "The Wicker Man", "Ghost of the Navigator", a faixa-título e "Blood Brothers" sendo tocadas durante a parte de 2010.

A canção "Blood Brothers", escrita por Steve Harris em homenagem a seu falecido pai, foi dedicada a Ronnie James Dio durante a primeira parte da tour de The Final Frontier em 2010, após sua morte em 16 de maio. Em 2011, ela foi tocada na Austrália dedicada as vítimas e familiares que foram afetadas pelo terremoto de Christchurch em 22 de fevereiro de 2011. No decorrer da tour, "Blood Brothers" também foi dedicada às vítimas do terremoto e tsunami de Tōhoku no Japão, bem como às revoltas no Egito e Líbia e, posteriormente, às vítimas de atentados na Noruega. Uma performance ao vivo da canção, presente no álbum En Vivo!, foi nomeada ao Grammy Award para melhor performance de rock/metal em 6 de dezembro de 2012.[5]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 3.5 de 5 estrelas.[6]
Blabbermouth.net 5/10[7]
Brave Words & Bloody Knuckles 10.0/10[8]
Classic Rock 4 de 5 estrelas.[9]
Exclaim! Favorável[10]
Kerrang! 5/5[11]
NME 4/10[12]
PopMatters Favorável[13]
Sputnikmusic 4.5/5[14]

As resenhas sobre o disco foram majoritariamente positivas. Uma certa animosidade das críticas deve-se ao fato da volta de Bruce Dickinson e Adrian Smith à banda, que anteriormente gravara dois discos gravados com Blaze Bayley.[14] A Kerrang! descreveu-o como "verdadeiramente imponente. Majestoso. Bombástico. Titânico. Tão gloriosamente intimidador que você praticamente consegue sentir sua respiração em suas narinas".[11] O Sputnikmusic descreveu-o como "um dos melhores álbuns da banda; ao lado de Powerslave, Somewhere in Time e Piece of Mind" e " definitivamente o álbum mais fácil de apreciar desde os dias de glória da banda".[14] A Classic Rock afirmou que, embora "possa não ser um grande avanço, certamente consegue regredir até a época do auge do Iron Maiden".[9]

O AllMusic foi levemente mais crítico com o álbum, afirmando que "não é um Number of the Beast", apesar de dizer que "como álbum de retorno, sua excelência é inavegável" e, no final, deu uma nota positivo ao disco.[6]

A NME foi extremamente desfavorável em relação ao disco, argumentando que "o 'desprendimento do mundo exterior' do passado da banda manteve-os seguros por muitos anos, mas agora a faz parecer um pouco obsoleta". A revista também comparou a banda a grupos contemporâneos como Korn e Slipknot e sentiu que o Iron Maiden "não era mais o maior sacerdote das artes negras, e viu-os como quase inocentes em comparação".[12] O Blabbermouth.net também deu uma avaliação negativa, alegando que a banda soava como "cansada ou sem inspiração", concluindo que "[Brave New World] falhará em deixar uma marca duradoura na face da atual cena do metal".[7]

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "The Wicker Man"   Dickinson, Smith, Harris 4:35
2. "Ghost of the Navigator"   Dickinson, Gers, Harris 6:50
3. "Brave New World"   Dickinson, Murray, Harris 6:18
4. "Blood Brothers"   Harris 7:14
5. "The Mercenary"   Gers, Harris 4:42
6. "Dream of Mirrors"   Gers, Harris 9:21
7. "The Fallen Angel"   Smith Harris 4:00
8. "The Nomad"   Murray, Harris 9:05
9. "Out of the Silent Planet"   Dickinson, Gers, Harris 6:25
10. "The Thin Line Between Love & Hate"   Murray, Harris 8:27

Créditos[editar | editar código-fonte]

Paradas[editar | editar código-fonte]

Certificações[editar | editar código-fonte]

País Certificação Vendas
Alemanha Alemanha Ouro[41] 150.000+
Brasil Brasil Ouro[42] 100.000+
Canadá Canada Ouro[43] 50.000+
Finlândia Finlândia Ouro 16,316+
Grécia Grécia Ouro 15,000+
Polónia Polônia Ouro[44] 50.000+
Reino Unido Reino Unido Ouro[45] 100.000+
Suécia Suécia Ouro[46] 40.000+

Referências

  1. (17 de maio de 2008) "Iron Men". Billboard 120 (20): 51. Visitado em 1 de janeiro de 2010.
  2. Marshall, Clay (22 April 2000). «Maiden's Back, With Familiar Voice». Billboard [S.l.: s.n.] 112 (17): 12. Consultado em 1 January 2010. 
  3. «Iron Maiden Guitarist Admits Band Used Leftover Ideas». Blabbermouth.net. 13 September 2004. Consultado em 16 August 2010. 
  4. Yates, Rod (28 May 2011). «Best of the Beast». Kerrang! [S.l.: s.n.] (1365): 39. 
  5. Alderslade, Merlin (6 December 2012). «Iron Maiden, Megadeth, Marilyn Manson, Lamb of God Among Grammy Nominees». Metal Hammer. Arquivado desde o original em 4 February 2014. Consultado em 6 December 2012. 
  6. a b Rivadavia, Eduardo. Brave New World (álbum de Iron Maiden) (em inglês) no Allmusic. Acessado em 18 June 2011.
  7. a b Krgin, Borivoj. «Iron Maiden – Brave New World». Blabbermouth.net. Consultado em 13 November 2012. 
  8. Henderson, Tim. «Iron Maiden – Brave New World». BW&BK. Consultado em 16 September 2012. 
  9. a b «Iron Maiden: Brave New World». Classic Rock [S.l.: s.n.] (15): 68–69. June 2000. 
  10. Palmerston, Sean. «Iron Maiden – Brave New World». Exclaim!. Consultado em 18 September 2012. 
  11. a b «Iron Maiden – Brave New World». Kerrang!. 27 May 2000. Consultado em 18 June 2011. 
  12. a b «Brave New World». NME. 13 June 2000. Consultado em 1 August 2012. 
  13. Joseph, Benn. «Iron Maiden: Brave New World». PopMatters. Consultado em 30 March 2012. 
  14. a b c Stagno, Mike (12 August 2006). «Iron Maiden – Brave New World». Sputnikmusic. Consultado em 18 June 2011. 
  15. «Iron Maiden – Brave New World (album)». ARIA Charts. Australian-charts.com. Consultado em 14 April 2013. 
  16. «Iron Maiden – Brave New World». Ö3 Austria Top 40 (em German). austriancharts.at. Consultado em 26 September 2011. 
  17. «Iron Maiden – Brave New World» (em Dutch). Ultratop. Consultado em 14 April 2013. 
  18. «Iron Maiden – Brave New World» (em French). Ultratop. Consultado em 14 April 2013. 
  19. «Iron Maiden – Brave New World». The Official Finnish Charts. Finnishcharts.com. Consultado em 26 September 2011. 
  20. «Iron Maiden > Longplay-Chartverfolgung». Media Control Charts (em German). Musicline.de. Consultado em 13 June 2011. 
  21. «Iron Maiden – Brave New World (album)». Federazione Industria Musicale Italiana. Italiancharts.com. Consultado em 14 April 2013. 
  22. «メガデス-Oricon Style ミュージック» (em Japanese). Oricon. Consultado em 15 November 2008. 
  23. «Iron Maiden – Brave New World (album)». MegaCharts (em Dutch). Dutchcharts.nl. Consultado em 14 April 2013. 
  24. «Iron Maiden – Brave New World». VG-lista. norwegiancharts.com. Consultado em 26 September 2011. 
  25. «Iron Maiden – Brave New World». Sverigetopplistan. swedishcharts.com. Consultado em 26 September 2011. 
  26. «Iron Maiden – Brave New World». Swiss Hitparade. Consultado em 26 September 2011. 
  27. «Iron Maiden UK Chart History». Official Charts Company. Consultado em 23 November 2012. 
  28. Gráfico ilegal entrouall «Brave New World – Iron Maiden (2000)» Verifique |url= (Ajuda). Billboard. Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 19 January 2013. 
  29. «Iron Maiden – Brave New World (album)». IFPI Greece. Greekcharts.com. Consultado em 14 April 2013. 
  30. «Iron Maiden Billboard Singles». AllMusic. Rovi Corporation. Consultado em 26 September 2011. 
  31. a b «Discographie Iron Maiden» (em Dutch). MegaCharts. Consultado em 26 September 2011. 
  32. a b «Iron Maiden discography». The Official Finnish Charts. Finnishcharts.com. Consultado em 26 September 2011. 
  33. a b «Discographie Iron Maiden». SNEP (em French). Lescharts.com. Consultado em 26 September 2011. 
  34. a b «Iron Maiden Single-Chartverfolgung». Media Control Charts (em German). Musicline.de. Consultado em 26 September 2011. 
  35. a b «Iron Maiden songs». FIMI. Italiancharts.com. Consultado em 26 September 2011. 
  36. «Iron Maiden discography». VG-lista. Norwegiancharts.com. Consultado em 26 September 2011. 
  37. a b «Iron Maiden discography». Sverigetopplistan. Swedishcharts.com. Consultado em 26 September 2011. 
  38. «Iron Maiden – 'The Wicker Man'». Swiss Hitparade. Consultado em 26 September 2011. 
  39. «Top 40 Official Singles Chart UK Archive 20 May 2000». Official Charts Company. Consultado em 27 August 2013. 
  40. «Top 40 Official Singles Chart UK Archive 4 November 2000». Official Charts Company. Consultado em 27 August 2013. 
  41. (em alemão). Musikindustrie.de http://www.musikindustrie.de/gold_platin_datenbank/?action=suche&strTitel=Brave+New+World&strInterpret=Iron+Maiden&strTtArt=alben&strAwards=checked.  Falta o |titulo= (Ajuda)
  42. «ABPD». Abpd.org.br. 
  43. «Music Canada Gold & Platinum certifications for». Cria.ca. Outubro de 2006. 
  44. «ZPAV gold certification list» (em inglês). Zpav.pl. Consultado em 29 de dezembro de 2008. 
  45. «BPI» (em inglês). Bpi.co.uk. 
  46. «Swedish Albums Chart». Sverigetopplistan.se.