Seventh Son of a Seventh Son

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Seventh Son of a Seventh Son
Álbum de estúdio de Iron Maiden
Lançamento Estados Unidos 11 de Abril de 1988
Gravação Musicland Studios em Munique, Alemanha (1987 - Março de 1988)
Gênero(s) Heavy metal
Duração 43:57
Gravadora(s) EMI
Produção Martin Birch
Cronologia de Iron Maiden
Último
Somewhere in Time
(1986)
No Prayer for the Dying
(1990)
Próximo
Singles de Seventh Son of a Seventh Son
  1. "Can I Play with Madness"
    Lançamento: 20 de março de 1988
  2. "The Evil That Men Do"
    Lançamento: 1 de agosto de 1988
  3. "The Clairvoyant"
    Lançamento: 7 de novembro de 1988
  4. "Infinite Dreams (ao vivo)"
    Lançamento: 6 de novembro de 1989

Seventh Son of a Seventh Son é o sétimo álbum de estúdio da banda de heavy metal Iron Maiden. Foi lançado em 11 de abril de 1988 pela gravadora EMI, e foi o último com o guitarrista Adrian Smith antes de sua saída, que depois só voltou para a banda em 1999. Junto com Somewhere in Time, Seventh Son of a Seventh Son, é um dos álbuns em que a banda usa sintetizadores e teclados. Ademais, foi o segundo disco da banda a chegar ao topo das paradas musicais inglesas.

Em 1998 foi relançado junto com um CD bônus.

Temática[editar | editar código-fonte]

Seventh Son é um álbum conceitual que traz a lenda do sétimo filho do sétimo filho, que teria poderes sobrenaturais, partindo da história de uma criança enviada para ser um representante do bem ou do mal na terra. No lado lírico, o álbum gira em torno de diversas questões filosóficas: bem contra o mal, visões proféticas, misticismo, reencarnação e vida após a morte. Estilisticamente, Seventh Son of a Seventh Son desenvolve o estilo de Somewhere in Time (1986) e continua a exploração lírica da banda de temas relacionados ao poder, misticismo e ocultismo. Como em todos os álbuns do Iron Maiden, Steve Harris participa da composições de quase todas as faixas do álbum.

Seventh Son of a Seventh Son world tour[editar | editar código-fonte]

A 7th Tour of a 7th Tour foi a turnê de apoio do álbum. Nela, a banda tocou ao redor da Europa e nos Estados Unidos; seu principal show foi o realizado no Monsters of Rock, o qual foi filmado e divulgado junto com o álbum.

Entre 2012-2014 a banda fez a Maiden England World Tour, uma tour baseada a original de 1988, que passou por América e Europa.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AllMusic 4.5 de 5 estrelas.[1]
Kerrang! 5/5[2]
Rock Hard 9.0/10[3]
Sputnikmusic 4.0/5[4]

O álbum recebeu fortes críticas positivas desde seu lançamento, com o AllMusic dando nota 4.5 de 5, dizendo que a adição de teclados "restaurou a crise que algumas vezes era perdida na produção brilhante do álbum anterior" e que posicionava-se "entre seus melhores trabalhos".[1] O Sputnikmusic classificou com uma nota 4 de 5, e, enquanto afirmava que "a banda tem lançamentos melhores, como Powerslave e Somewhere in Time", eles acrescentavam que "liricamente, era um dos melhores trabalhos do Maiden".[4] Em 2005, o álbum foi ranqueado na posição 305 no livro The 500 Greatest Rock & Metal Albums of All Time da revista Rock Hard.[5]

Embora Geoff Barton tenha declarado que resenhas contemporâneas continham "uma reação definitiva contra a ênfase que a banda dava em pretensões de prog-rock", e que "um crítico... crucificou o Maiden por Seventh Son... e acusou-os de terem regredido ao estilo dos prog rockers dos anos 70[6] do Genesis", a Kerrang foi extremamente positiva sobre o lançamento, dando uma nota máxima e afirmando que "[com Seventh Son of a Seventh Son] Iron Maiden levou o rock de volta a sua direção e a seu orgulho" e que a gravação "eventualmente será louvada juntamente a discos antológicos como Tommy, Tubular Bells e Dark Side of the Moon."[2]

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Moonchild"   Adrian Smith, Bruce Dickinson 5:39
2. "Infinite Dreams"   Steve Harris 6:09
3. "Can I Play with Madness"   Smith/Dickinson/Harris 3:31
4. "The Evil That Men Do"   Smith/Dickinson/Harris 4:34
5. "Seventh Son of a Seventh Son"   Harris 9:53
6. "The Prophecy"   Dave Murray, Harris 5:05
7. "The Clairvoyant"   Harris 4:27
8. "Only the Good Die Young"   Harris/Dickinson 4:41
Duração total:
43:57

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Desempenho nas paradas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Now That's What I Call Music 11
por vários artistas
Álbum mais vendido do Reino Unido
30 de abril de 1988 – 6 de Maio de 1988
Sucedido por
The Innocents por Erasure

Certificações[editar | editar código-fonte]

País Certificação Vendas
 Canadá Platina - Music Canada[35] 100.000
 Alemanha Ouro - BM[36] 250.000+
Suíça Ouro - IFPI Suíça[37] 25.000
 Reino Unido Ouro - BPI[38] 100.000
 Estados Unidos Ouro - RIAA 500.000+

Referências

  1. a b Huey, Steve. Seventh Son of a Seventh Son (em inglês) no Allmusic. Acessado em 26 June 2011.
  2. a b Welch, Chris (16 April 1988). «Seventh Son... Eighth Wonder». Kerrang! [S.l.: s.n.] (183): 18. 
  3. Kühnemund, Götz. «Iron Maiden – 7th Son of a 7th Son». Rock Hard (em German) [S.l.: s.n.] (26). Consultado em 31 May 2013. 
  4. a b Stagno, Mike (4 June 2006). «Iron Maiden – Seventh Son of a Seventh Son». Sputnikmusic. Consultado em 8 July 2012. 
  5. Rock Hard (2005). Michael Rensen, : . Best of Rock & Metal die 500 stärksten Scheiben aller Zeiten (em German) (Königswinter: Heel). p. 90. ISBN 3-89880-517-4. 
  6. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome commercial_break
  7. «Iron Maiden – Seventh Son of a Seventh Son». Ö3 Austria. Austriancharts.at. Consultado em 1 October 2011. 
  8. Pennanen, Timo (2006). Sisältää hitin – levyt ja esittäjät Suomen musiikkilistoilla vuodesta 1972 (em Finnish) 1st ed. (Helsinki: Kustannusosakeyhtiö Otava). p. 166. ISBN 978-951-1-21053-5. 
  9. «Iron Maiden – Seventh Son of a Seventh Son». Media Control Charts (em German). charts.de. Consultado em 1 October 2011. 
  10. «Iron Maiden – Seventh Son of a Seventh Son» (em Japanese). Oricon. Consultado em 11 November 2014. 
  11. «Iron Maiden – Seventh Son of a Seventh Son (album)». MegaCharts (em Dutch). Dutchcharts.nl. Consultado em 1 April 2013. 
  12. «Iron Maiden – Seventh Son of a Seventh Son (album)». Recording Industry Association of New Zealand. Charts.org.nz. Consultado em 1 April 2013. 
  13. a b «Iron Maiden – Seventh Son of a Seventh Son». VG-lista. Norwegiancharts.com. Consultado em 1 October 2011. 
  14. a b «Iron Maiden – Seventh Son of a Seventh Son». Sverigetopplistan. Swedishcharts.com. Consultado em 1 October 2011. 
  15. «Iron Maiden – Seventh Son of a Seventh Son». Swiss Hitparade. Consultado em 1 October 2011. 
  16. «Iron Maiden – UK Chart History». Official Charts Company. Consultado em 23 November 2012. 
  17. Gráfico ilegal entrouall «Iron Maiden – Seventh Son of a Seventh Son» Verifique |url= (Ajuda). Billboard. Consultado em 1 October 2011. 
  18. «Iron Maiden – Seventh Son of a Seventh Son (album)». IFPI Greece. Greekcharts.com. Arquivado desde o original em 23 October 2013. Consultado em 1 April 2013. 
  19. «Iron Maiden – Seventh Son of a Seventh Son (album)». The Official Finnish Charts. Finnishcharts.com. Consultado em 1 April 2013. 
  20. «Iron Maiden > Longplay-Chartverfolgung». Musicline (em German). PhonoNet GmbH. Consultado em 13 June 2011. 
  21. «Iron Maiden – 'Can I Play with Madness'». MegaCharts. Consultado em 1 October 2011. 
  22. «Iron Maiden Single-Chartverfolgung». Media Control Charts (em German). Musicline.de. Consultado em 1 October 2011. 
  23. a b c d «Irish Charts Archive». IRMA. irishcharts.ie. Consultado em 1 October 2011. 
  24. «Iron Maiden – 'Can I Play with Madness'». VG-lista. Norwegiancharts.com. Consultado em 1 October 2011. 
  25. «Iron Maiden – 'Can I Play with Madness'». Sverigetopplistan. swedishcharts.com. Consultado em 1 October 2011. 
  26. «Iron Maiden – 'Can I Play with Madness'». Swiss Hitparade. Consultado em 1 October 2011. 
  27. «Top 40 Official Singles Chart UK Archive 2 April 1988». Official Charts Company. Consultado em 1 October 2011. 
  28. «Iron Maiden – 'The Evil That Men Do'». MegaCharts. Consultado em 1 October 2011. 
  29. «Iron Maiden – 'The Evil That Men Do'». VG-lista. Norwegiancharts.com. Consultado em 1 October 2011. 
  30. «Top 40 Official Singles Chart UK Archive 20 August 1988». Official Charts Company. Consultado em 1 October 2011. 
  31. «Top 40 Official Singles Chart UK Archive 26 November 1988». Official Charts Company. Consultado em 1 October 2011. 
  32. «Top 40 Official Singles Chart UK Archive 25 November 1989». Official Charts Company. Consultado em 1 October 2011. 
  33. «Top 40 Official Albums Chart UK Archive 21 April 1990». Official Charts Company. Consultado em 1 October 2011. 
  34. «Top 40 Official Albums Chart UK Archive 28 April 1990». Official Charts Company. Consultado em 1 October 2011. 
  35. http://www.musiccanada.com/GPSearchResult.aspx?st=Seventh+Son+of+a+Seventh+Son&sa=Iron+Maiden&smt=0
  36. http://www.musikindustrie.de/gold_platin_datenbank/?action=suche&strTitel=Seventh+Son+of+a+Seventh+Son&strInterpret=Iron+Maiden&strTtArt=alben&strAwards=checked
  37. http://www.swisscharts.com/search_certifications.asp?search=Iron+Maiden+Seventh+Son+of+a+Seventh+Son
  38. http://www.bpi.co.uk/certifiedawards/search.aspx
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Iron Maiden é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.