Bruna Honório da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bruna Honório
Voleibol
Nome completo Bruna Honório da Silva
Modalidade Voleibol indoor
Nascimento 3 de julho de 1989 (29 anos)
Agudos, SP
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 79 kg Altura: 1,81 m
Clube Brasil Camponesa/Minas
Medalhas
Competidora do  Brasil
Universíada
Prata Cazã 2013 Equipe
Jogos Mundiais Militares
Ouro Mungyeong 2015 Equipe
Campeonato Mundial Militar
Ouro Rio de Janeiro 2014 Equipe
Prata Edmonton 2018 Equipe
Competidora do Unilever/RJ
Campeonato Mundial de Clubes
Prata Zurique 2013 Equipe
Campeonato Sul-Americano de Clubes
Ouro Osasco 2015 Equipe
Ouro Lima 2013 Equipe

Bruna Honório da Silva (Agudos, 3 de julho de 1989) é uma voleibolista indoor brasileira, atuante na posição de oposto, antes desempenhou a de ponteira , com marca de alcance de 300 cm no ataque e 260 cm no bloqueio, e que serviu a seleção brasileira universitária na conquista da medalha de prata na edição da Universíada de 2013 na Rússia, e semifinalista na edição de 2015 na Coreia do Sul; também serviu a seleção brasileira militar na conquista dos títulos do Campeonato Mundial Militar de 2014 no Brasil e dos Jogos Mundiais Militares de 2015 na Coreia do Sul, além do prata obtida na edição do ano de 2018 no Canadá.Em clubes conquistou o bicampeonato em edições do Campeonato Sul-Americano de Clubes, nos anos de 2013 e 2015, sediados no Peru e Brasil, respectivamente, sendo medalhista de prata no Campeonato Mundial de Clubes de 2013 e semifinalista na edição de 2015, ambas na Suíça.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O início da Bruna na prática do voleibol foi por dos seus 13 anos de idade, representando as categorias de base da PM de Agudos, depois migrou para São Paulo onde teve uma passagem pela categoria de base da Associação Brasileira “A Hebraica” de São Paulo, sendo seu primeiro clube profissional[1].Na jornada esportiva 2006-07 foi atleta da Apiv/Piracicaba[2]e por este time conquistou o bicampeonato nos Jogos Abertos do Interior nos anos de 2006 e 2007, primeira divisão[3].

Na sequência representou ao time do São José dos Campos Vôlei [2]na edição do Campeonato Paulista de 2008, época que atuava pelo time tanto na posição de ponteira[4].No período esportivo 2008-09 reforçou a equipe do Cativa/Pomerode/ADP alcançando o vice-campeonato na Liga Nacional de Voleibol de 2008[5]e a quarto posição no Campeonato Catarinense neste ano[6]disputou por este clube a edição da Superliga Brasileira A 2008-09, quando vestia a camisa #3 [7][8]encerrando na décima segunda posição[9].

Na jornada 2009-10 atuou pela Cativa Oppnus/Brusque, contratada para a posição de oposto[10][11] e sagrou-se campeã do Torneio Nacional de Clubes Feminino ou I Copa Cativa/Oppnus de 2009,[12] e também na Liga Nacional de Voleibol em 2009[13][14][15].

Pelo clube da cidade de Brusque conquistou de forma invicta na 49ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) de 2009, a equipe representou a cidade de Pomerode[16][17] e também o título do Campeonato Catarinense de 2009[18]; ela que foi a camisa #1 do time também competiu na Superliga Brasileira A 2009-10[19]e avançou às quartas de final da edição[20] e encerrou na oitava posição[21].

Em 2010 reforçou o Banana Boat/Praia Clube conquistando o título da Liga Nacional de Voleibol de 2010[22][23]. Foi atleta do BMG /São Bernardo[2] e foi semifinalista do Campeonato Paulista de 2010[24], alcançando o vice-campeonato nos Jogos Abertos do Interior em Santos de 2010[25] e disputou a Superliga Brasileira A 2010-11, época que era a camisa #12 do time[26], disputando a fase das quartas de final [27], finalizando na oitava colocação[28][29].

Em 2011 foi contratada pelo Uniara/Araraquara, e disputou por este a edição do Campeonato Paulista[30].Ainda na temporada 2011-12 foi contratada pelo EC Pinheiros[2] e disputou a Superliga Brasileira A correspondente[31]encerrando na nona posição[32].

Transferiu-se na jornada 2012-13 para a equipe do Unilever/Sky/RJ e conquistou o título do Campeonato Carioca de 2012[2][33] e conquistou seu primeiro título na correspondente Superliga Brasileira A[34][35]. Pela Unilever/Sky/RJ conquistou seu primeiro ouro no Campeonato Sul-Americano de Clubes em 2013, realizado em Lima. Peru, sendo um dos destaques da competição recebendo o prêmio de melhor bloqueadora[36] [37]obtendo a qualificação para o Campeonato Mundial de Clubes sediado em Zurique, Suíça , quando vestiu a camisa #9[38] alcançando a medalha de prata[39].

Em 2013 foi convocada para representar o país na XXVII edição da Universíada de Verão realizada na cidade de Cazã e vestindo a camisa #3[40] conquistou a medalha de prata[41] Renovou com a Unilever/RJ para as competições da jornada 2013-14[2] e conquistou o bicampeonato na edição do Campeonato Carioca de 2013[42], conquistou seu bicampeonato na Superliga Brasileira A[35][43]e alcançou o bronze na Copa Brasil de 2014 em Maringá,Paraná, após eliminação nas semifinais. Ainda em 2014, com a patente de sargento representou a Seleção Brasileira Militar na 15ª edição do Campeonato Mundial Militar[44], realizado novamente no Rio de Janeiro, sagrando-se campeã da competição[45].

No período esportivo de 2014-15 permaneceu no mesmo clube que utilizou a alcunha “Rexona-Ades/RJ” [2][46]disputou as competições do período 2014-15[47]e conquistou o terceiro título consecutivo do Campeonato Carioca em 2014[48][49]e disputou a Superliga Brasileira A 2014-15 sagrando-se tricampeã nesta competição[50].

No ano de 2015 atuou pelo “Rexona-Ades/RJ” na conquista da medalha de ouro no Campeonato Sul-Americano de Clubes, sediado em Osasco, Brasil[51] e disputou o Campeonato Mundial de Clubes referente a este ano, vestia a camisa #3[52], a equipe encerrou na quarta posição[53]. Ainda em 2015 representou o país em sua segunda edição de Universíada de Verão, desta vez em Gwangju, Coreia do Sul, vestiu a camisa #3, e ao final conquistou o quarto lugar na competição[54][55].Já pela seleção brasileira militar disputou os Jogos Mundiais Militares de 2015, sediado também na Coreia do Sul, na cidade de Mungyeong[56][57][58] e foi nomeada a melhor jogadora da edição (MVP)[59][60]. Foi contratada pelo Vôlei Bauru/Concilig[2]para a temporada de 2015-16[61] e por este disputou a edição da correspondente Superliga Brasileira A[62]finalizando na décima posição.

Renovou com o mesmo time que utilizou a alcunha “Genter/ Vôlei Bauru”[63], conquistou o título da Copa Santiago Seguros de Vôlei, realizada em Bauru[64]; também foi finalista na Copa São Paulo de 2016[65]sagrando-se campeã da Copa São Paulo de 2016[66], conquistando o título dos Jogos Abertos do Interior de São Paulo realizado em Bauru[67] e disputou a Superliga Brasileira A 2016-17 alcançando a quinta posição, sendo a última temporada dela por este clube[68].

Disputou a temporada 2017-18 pelo EC Pinheiros, retornando ao clube após alguns anos[69]conquistando o bicampeonato na Copa São Paulo de 2017[70] e disputou a Superliga Brasileira A correspondente e finalizou na sétima posição, destacando-se individualmente, resgistrando 412 pontos, sendo a terceira maior pontuadora, e foi premiada como melhor saque da competição [71].

Em 2018 representou novamente o Brasil na edição do Campeonato Mundial Militar em Edmonton, Canadá, conquistando a medalha de prata[72]; nesta mesma temporada recebeu convocação para seleção brasileira para disputar a edição da Copa Pan-Americana realizada em Santo Domingo e terminou na quarta posição[73].

Foi anunciada como um dos novos reforços do Camponesa/Minas para o período esportivo 2018-19[74] e sagrou-se campeã da edição do Campeonato Mineiro de 2018, sendo o destaque individual da competição[75][76].

Títulos e resultados[editar | editar código-fonte]

Premiações individuais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Lívia Delunardo (26 de janeiro de 2018). «Perfil Bruna Honório da Silva». Hansports.com (em portugues). Consultado em 8 de junho de 2018. 
  2. a b c d e f g h «Perfil Bruna Honório da Silva». Hansports.com (em portugues). Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 8 de junho de 2018 
  3. a b c «Conheça o perfil de todas as jogadoras e comissão da Unilever 12/13». Melhor do Vôlei (em portugues). 24 de setembro de 2012. Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 8 de junho de 2018 
  4. «Com determinação, equipe joseense vence Paulistano». FPV (em portugues). 20 de junho de 2008. Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 27 de fevereiro de 2018 
  5. a b «CATIVA/POMERODE-ADP FICA COM VICE CAMPEONATO DA LIGA NACIONAL». FCV. 2 de setembro de 2008. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  6. a b «Estadual Adulto Feminino / 2008-DECISÃO TERCEIRO LUGAR». FCV. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  7. «FICHA COMPLETA - ESCALAÇÃO SUPERLIGA FEMININACATIVA/POMERODE/ADP- CATIVA/POMERODE». CBV. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  8. «Vôlei Futuro vence a primeira no grupo A». FPV. 9 de novembro de 2008. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  9. «15 ANOS DE SUPERLIGA–08/09 -Selecionar: Classificação Geral- 2008/2009 – XV Superliga-Feminino». CBV. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  10. Adriano Assis (1 de julho de 2009). «SC Vôlei contrata levantadora Karine Guerra». Consultado em 8 de junho de 2018. 
  11. «Vários títulos em 2009 estimulam Cativa/Oppnus a chegar com garra na Superliga Feminina». Revista Fator Brasil. 5 de dezembro de 2009. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  12. a b «Cativa/Oppnus é campeã invicta do Torneio Nacional de Clubes». FCV. 27 de outubro de 2009. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  13. a b «Liga Nacional de Voleibol de 2009». CBV. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  14. «Cativa é finalista da Liga Nacional». Rádio Cidade AM 850. 15 de agosto de 2009. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  15. «Cativa/Santa Catarina vence São Bernardo e conquista a Liga Nacional Feminina de vôlei». Clic RBS. 15 de agosto de 2009. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  16. a b Fernando Doesse (21 de novembro de 2011). «Coluna Fernando Doesse-Final de semana-Vôlei de ouro». Consultado em 8 de junho de 2018. 
  17. «Estadual–Chapecó-boletim final jasc 2009 chapeco.pdf-Pág.44». FCV. 21 de novembro de 2011. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  18. a b «Estadual Adulto Fem. / 2009-Etapa Final». FCV. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  19. «SUPERLIGA 2009/2010- FICHA COMPLETA - ESCALAÇÃO SUPERLIGA FEMININA-CATIVA/OPNNUS». CBV. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  20. «VOLEIBOL-Resultados/Classificação-SUPERLIGA FEMININA 2009/2010- RESULTADOS-CLASSIFICAÇÃO- EQUIPE-QUARTAS-DE-FINAL» (PDF). CBV. 31 de março de 2010. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  21. «NOVOS RECORDES NA SUPERLIGA 09/10-Selecionar: Classificação Geral-2009/2010–XVI Superliga-Feminino». CBV. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  22. a b «LNV 2010-RESULTADOS-FEMININO-FASE FINAL». CBV. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  23. «Praia Clube vence Pomerode e leva o ouro na Liga Nacional de Vôlei-Mineiras fecharam a partida em 3 sets a 1». ZH-Zero Hora. 21 de agosto de 2010. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  24. «Pinheiros/Mackenzie e Vôlei Futuro decidem o título do Paulista 2010». FPV (em portugues). 29 de novembro de 2010. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  25. a b «Pela primeira vez Araçatuba é ouro no vôlei». Photo&Grafia.com (em portugues). 14 de novembro de 2010. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  26. «SUPERLIGA 2010/2011- FICHA COMPLETA - ESCALAÇÃO SUPERLIGA FEMININA- BMG/SÃO BERNARDO». CBV (em portugues). Consultado em 8 de junho de 2018. 
  27. «Unilever bate BMG São Bernardo e está em mais uma semifinal». FPV (em portugues). 30 de março de 2011. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  28. «VOLEIBOL-Resultados / Classificação- SUPERLIGA FEMININA 2010/2011» (PDF). CBV (em portugues). 22 de março de 2010. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  29. «UM NOVO CAMPEÃO – 10/11-Selecionar: Classificação Geral-2010/2011 – XVII Superliga-Feminino». CBV (em portugues). Consultado em 8 de junho de 2018. 
  30. «Equipes do Vôlei Futuro vencem por 3 sets a 0 na estréia do Campeonato Paulista». FPV (em portugues). 22 de agosto de 2011. Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 27 de fevereiro de 2018 
  31. «Esporte Clube Pinheiros - Time Feminino da Superliga 2011/2012». CBV (em portugues). 16 de dezembro de 2011. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  32. «SUPERLIGA FEMININA 2011/2012 CLASSIFICACAO». CBV (em portugues). Consultado em 8 de junho de 2018. 
  33. a b «Unilever conquista décimo campeonato carioca de vôlei». Notícia nahora.com (em portugues). 8 de outubro de 2012. Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 7 de agosto de 2017 
  34. a b «Superliga 2012/2013- CLASSIFICAÇÃO- SUPERLIGA FEMININA». CBV (em portugues). Consultado em 8 de junho de 2018. 
  35. a b «Bicampeã com a Unilever, Bruna festeja espaço e aprendizado com Bernardinho». O Dia (em portugues). 28 de abril de 2014. Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 8 de junho de 2018 
  36. «Unilever conquista inédito título sul-americano e garante vaga no Mundial». Local da Comunicação (em portugues). 6 de maio de 2013. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  37. a b «SUDAMERICANO DE CLUBES: Unilever gaña el título y el cupo al Mundial». CSV (em espanhol). 6 de maio de 2013. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  38. «FIVB Women's Club Volleyball Championship-Zurich 2013- TEAM COMPOSITION-UNI/Unilever Volei». FIVB (em ingles). Consultado em 8 de junho de 2018. 
  39. «FIVB Women's Club Volleyball Championship-Zurich 2013- FINAL RANKING». FIVB (em ingles). Consultado em 8 de junho de 2018. 
  40. «Universiada Kazan 2013-Volleyball Women- Preliminary-Pool B-Match Results» (PDF). Euro Sport. 10 de julho de 2013. Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada (PDF) em 28 de fevereiro de 2018 
  41. «Brasil perde para a Rússia na final do Vôlei Feminino da Universíade de Kazan». Clic RBS. 15 de julho de 2013. Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 28 de fevereiro de 2018 
  42. a b «Unilever é campeã carioca e iguala marca histórica». Extra.Globo.com (em portugues). 29 de setembro de 2013. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  43. a b «Superliga Feminina 2013/2014—Campeã da Superliga Feminina». CBV (em portugues). Consultado em 8 de junho de 2018. }
  44. «Brasil vence Canadá na estreia do Mundial Militar». Melhor do Vôlei (em portugues). 5 de agosto de 2014. Consultado em 9 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 9 de junho de 2018 
  45. «Seleção brasileira é tetracampeã mundial de vôlei feminino». Noticiário do Exército (em portugues). Consultado em 8 de junho de 2018. 
  46. Daniel Bortoletto (28 de agosto de 2014). «Unilever sem estrangeiras». Consultado em 8 de junho de 2018. 
  47. Daniel Bortoletto (4 de junho de 2014). «Unilever sem estrangeiras» (em portugues). Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 28 de fevereiro de 2018 
  48. a b «Rexona-AdeS vence Fluminense e leva o Carioca pela 12ª vez». Melhor do Vôlei (em portugues). 29 de outubro de 2015. Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 28 de fevereiro de 2018 
  49. «Rexona-Ades vence o Canto do Rio e conquista o 11º título carioca». CBV. 28 de outubro de 2014. Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 28 de fevereiro de 2018 
  50. a b «Superliga Feminina de Vôlei 2014/2015: Rexona-Ades vence o Molico-Nestlé e é o campeão da Superliga feminina de vôlei 2014/2015». News Portal Bragança.com (em portugues). 26 de abril de 2015. Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 28 de fevereiro de 2018 
  51. «SUDAMERICANO DE CLUBES: Rexona Ades es campeón». CSV (em espanhol). 8 de fevereiro de 2015. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  52. «Women´s Club World Championship 2015- Teams-Rexona Ades Rio de Janeiro». FIVB (em ingles). Consultado em 8 de junho de 2018. 
  53. a b «Women´s Club World Championship 2015- Final Standing». FIVB (em ingles). Consultado em 8 de junho de 2018. 
  54. a b «VOLLEYBALL-WOMEN'S-BRONZE MEDAL MATCH 47-MATCH RESULTS [P2]» (PDF). FIVB (em ingles). 11 de julho de 2015. Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada (PDF) em 24 de setembro de 2015 
  55. «Meninas do vôlei caem para o Japão e ficam sem o bronze na Universíade». GloboEsporte.com. 11 de julho de 2015. Consultado em 8 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 9 de junho de 2018 
  56. «Brasil vence a Venezuela e está na final dos Jogos Mundias Militares». Melhor do Vôlei. 7 de outubro de 2015. Consultado em 9 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 26 de abril de 2017 
  57. Franco, Nádia (11 de outubro de 2015). «Jogos Mundiais Militares: Brasil ganha ouro no voleibol masculino e feminino». Ministério da Defesa. Consultado em 9 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 26 de abril de 2017 
  58. «Results of Women's Gold Medal Match». CISM (em inglês). Korea2015mwg.org. Consultado em 9 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 11 de outubro de 2015 
  59. a b «Dia 9 dos JMM: futebol e vôlei faturam três ouros; no boxe, prata e sangue». globoesporte.com. Grupo Globo. 10 de outubro de 2015. Consultado em 9 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 11 de outubro de 2015 
  60. «Melhor do Mundial Militar, bauruense Bruna Honório agora foca o Paulista». globoesporte.com. Grupo Globo. 11 de outubro de 2015. Consultado em 9 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 13 de outubro de 2015 
  61. «Concilig Vôlei Bauru contrata oposta Bruna Honório». FPV. 2 de junho de 2015. Consultado em 9 de junho de 2018. 
  62. «Em jogo histórico e emocionante, Concilig Vôlei Bauru derrota o Rexona Ades». FPV. 18 de novembro de 2015. Consultado em 9 de junho de 2018. 
  63. «Bauru começa a montar time para a próxima temporada e anuncia a primeira renovação». Melhor do Vôlei (em portugues). 9 de março de 2016. Consultado em 9 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 9 de junho de 2018 
  64. a b «Concilig Bauru conquista o segundo título da temporada 2016/17». Melhor do Vôlei. 22 de agosto de 2016. Consultado em 9 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 9 de junho de 2018 
  65. «Concilig Vôlei Bauru vence Sesi-SP com bela virada e faz final da Copa São Paulo contra o Vôlei Nestlé/Osasco». FPV. 30 de julho de 2016. Consultado em 9 de junho de 2018. 
  66. a b «Renovado, Vôlei Bauru vence Osasco e é campeão da Copa São Paulo». GloboEsporte.com. 3 de agosto de 2016. Consultado em 9 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 9 de junho de 2018 
  67. a b «De virada, Concilig Vôlei Bauru conquista o título dos Jogos Abertos do Interior». FPV. 23 de setembro de 2016. Consultado em 9 de junho de 2018. 
  68. «Vôlei Bauru confirma saídas de Bruna Honório e Mari Cassemiro». GloboEsporte.com. 19 de abril de 2017. Consultado em 9 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 9 de junho de 2018 
  69. «Vôlei Bauru encara Pinheiros no Paulista e será homenageado». FPV. 21 de agosto de 2018. Consultado em 9 de junho de 2018. 
  70. a b «Pinheiros vence Barueri e é campeão da Copa São Paulo». Melhor do Vôlei (em portugues). 29 de julho de 2017. Consultado em 9 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 9 de junho de 2018 
  71. a b «Tandara é a MVP da Superliga 2017/2018. Confira as premiações individuais». Melhor do Vôlei. 22 de abril de 2018. Consultado em 9 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 23 de abril de 2018 
  72. «Seleção militar masculina de voleibol é campeã mundial e seleção feminina leva medalha de prata». Ministério da Defesa (em portugues). 4 de junho de 2018. Consultado em 9 de junho de 2018. 
  73. a b «Estados Unidos gana sexto título en Copa Panamericana». NORCECA (em espanhol). 15 de julho de 2018. Consultado em 8 de novembro de 2018. 
  74. «Minas anuncia contratação da oposta Bruna Honório e renovação com Carol Gattaz». O Estado de Minas (em portugues). 23 de abril de 2018. Consultado em 9 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 9 de junho de 2018 
  75. a b Rodrigo Gini (7 de novembro de 2018). «Minas Tênis supera o Praia Clube e fica com o título no Mineiro Adulto Feminino de Vôlei». Hoje Em Dia. Consultado em 7 de novembro de 2018.. Cópia arquivada em 7 de novembro de 2018 
  76. a b Júnior Barbosa (8 de novembro de 2018). «Minas celebra bicampeonato estadual diante da torcida». Melhor do Vôlei (em portugues). Consultado em 8 de novembro de 2018.. Cópia arquivada em 8 de novembro de 2018