Chengdu J-10

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
J-10 Dragão Vigoroso
F-10 Vanguarda
Picto infobox Mig 29.png
Descrição
Tipo / Missão Caça de combate multi-missão, com motor turbofan de pós-combustão, monomotor monoplano
País de origem  República Popular da China
Fabricante Chengdu Aircraft Industry Corporation
Período de produção 2002-presente
Quantidade produzida Até fevereiro de 2014, +264 unidade(s)
Custo unitário RMB ¥190 milhões (US$27,84 milhões, em 2010)
Desenvolvido de Chengdu J-9
Primeiro voo em 23 de março de 1998 (17 anos)
Introduzido em 2005
Variantes
  • J-10A
  • J-10B
  • F-10 Vanguarda
Tripulação 1
Carga útil 6 000 kg (13 200 lb)
Especificações (Modelo: J-10A)
Dimensões
Comprimento 15,49 m (50,8 ft)
Envergadura 9,75 m (32,0 ft)
Altura 5,43 m (17,8 ft)
Área das asas 39  (420 ft²)
Peso(s)
Peso vazio 9 750 kg (21 500 lb)
Peso carregado 12,400 kg (27,3 lb)
Peso de decolagem 19 277 kg (42 500 lb)
Propulsão
Motor(es) 1 x motor turbofan de pós-combustão Saturn-Lyulka AL-31FN ou WS-10
Empuxo:
  • Empuxo seco: 8 618 kgf (84 500 N)
  • Empuxo em pós-combustão: 13 154 kgf (129 000 N)
Performance
Velocidade máx. em Mach 2,2 Ma (em altitude)
1,2 (ao nível do mar) Ma
Alcance bélico 550 km (342 mi)
Alcance (MTOW) 1 850 km (1 150 mi)
Teto máximo 18 000 m (59 100 ft)
Aviônica
Tipo(s) de radar(es) Radar pulso-doppler de tiro Tipo 1473H
Infravermelho de varredura e travamento Tipo Hongguang-I
Interferômetro de auto-proteção BM/KG300G
Reconhecimento eletrônico KZ900
Navegação e ataque Blue Sky
Laser Infravermelho de visão a frente de ataque e alvo (FILAT na sigla em inglês)
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 1 x canhão Gryazev-Shipunov GSh-23 de 23 mm (0,906 in)
Foguetes foguetes não guiados de 90 mm (3,54 in)
Mísseis Mísseis ar-ar:
PL-8
PL-9
PL-11
PL-12
Mísseis ar-terra:
PJ-9
YJ-9K
Bombas LT-2
LS-6; GB3, GB2A, GB3A
FT-1
Mais 250 kg (551 lb), 500 kg (1 100 lb) de bombas não guiadas
Notas
Outros: +3 x tanques externos
Dados de: sinodefence.com[1] , Airforce-technology.com.[2] , SPG Media Limited.[3] , Global Times.[4] e Deagel.com.[5]

O Chengdu J-10 (chinês tradicional: 殲十, significando "Aniquilador (Interceptador)" conhecido pelos estadunidenses como "Vigorous Dragon" (Dragão Vigoroso) é um caça multi-funcional de 4.5 geração. A aeronave foi desenvolvido pelo Instituto de Projeto de Aeronaves Chengdu (Instituto 611) e construído por Corporação da Indústria Aeronáutica de Chengdu. A aeronave entrou em serviço na Força Aérea da China (PLAAF) em 2003. Posteriormente, uma variante otimizado designado J-10B fez o primeiro voo em fevereiro de 2009. O J-10 é uma aeronave pequeno, leve e simples, multi-funcional, caça e bombardeio ligeiro, desenvolvido para operar em todas as condições atmosféricas.

História[editar | editar código-fonte]

O programa de desenvolvimento de J-10, conhecido inicialmente como Projeto 8610, teve inicio em 1980. O avião foi originalmente proposto para ser um caça de superioridade aérea, cuja finalidade era combater os modernos caças estadunidenses de quarta geração como os F-16 e os soviéticos MiG-29, mas devido ao final da Guerra Fria as exigências foram alteradas para um caça multipropósito, com capacidade para missões ar-ar e ar-terra. O Instituto 611 recebeu a autorização do governo chinês para desenvolver o J-10, com chefe de design Song Wencong, que foi responsável também pelo antigo projeto de J-7III e Xue Chishou como engenheiro chefe de J-10. O ajudante geral do projeto foi Su Longqing. O J-10 foi inicialmente concebido como uma aeronave especializado e posteriormente alterado para ser uma aeronave multi-funcional.

O projeto foi financiado pelo líder supremo da China, Deng Xiaoping, que autorizou um investimento de meio-bilhão de Renminbi para desenvolver uma aeronave nacional, mas o programa oficial só teve inicio em 1986, quando o governo da China emitiu aprovação.

De acordo com especialistas estadunidenses, Israel teria contribuído para o desenvolvimento do J-10, vendendo um projeto cancelado da aeronave IAI Lavi, incluindo o projeto aerodinâmico de teste e o programa inicial de teste para o sistema de controle de voo com sistema de controle por cabo. No entanto, o governo de Israel nega qualquer envolvimento no projeto de J-10. Em meados dos anos 90, a Rússia envolveu-se no desenvolvimento do J-10, vendendo o projeto do motor Liulka-Saturn AL-31F para testes iniciais. Chengdu J-10 voou pela primeira vez em 22 de março de 1998, pilotado pelo piloto de teste Lei Qiang.

Este avião possui características muito positivas, como o uso de canards dianteiros de controle e TVC (em algumas versões).

É uma boa alternativa ao F-16 estadunidense, devido ao seu menor preço e desempenho equivalente.

Primeiro voo: 23 de março de 1998[6]

Introdução: 2005

Operadores: China e Paquistão

Unidades construidas: 220 (agosto de 2012)[1]

Custo unitario: 27.8 milhões de US$ (2010)

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Chengdu J-10
Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.