Colin Kaepernick

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Colin Kaepernick

Colin Kaepernick em 2012.
No. --     Free Agent
Quarterback
Informações pessoais
Data de nascimento: 3 de novembro de 1987 (29 anos)
Local de nascimento: Milwaukee, Wisconsin
Colegial : John H. Pitman (Turlock, Califórnia)
Altura: 6 ft (Formatting error: invalid input when rounding ) Peso: 230 lb (0 kg)
Informação da carreira
Faculdade: Nevada
Draft da NFL: 2011 / Rodada: 2 / Escolha: 36
Estreou em 2011 pelo San Francisco 49ers
História da carreira
 Como jogador:
Pontos altos na carreira e prêmios
  • Rivals National Freshman of the Week
  • 8x WAC Offensive Player of the Week
  • WAC Freshman of the Year (2007)
  • Fireman's Award (2007)
  • WAC Offensive Player of the Year (2008, 2010)
  • WAC All Conference QB 1st Team (2008, 2010)
  • WAC All Conference QB 2nd Team (2009)
  • Golden Helmet (2008, 2009, 2010)
  • Humanitarian Bowl MVP (2008)
  • Membro do 2010 WAC Championship Team
  • Membro do 2011 Kraft Fight Hunger Bowl Team
  • NFC Offensive Player of the Week (2012)
Estatísticas de carreira na NFL até a temporada de 2016
TDINT     72–30
Jardas aéreas     12 271
Passer rating     88,9
TDs terrestres     13
Jardas terrestres     2 300

Colin Rand Kaepernick (3 de novembro de 1987, Milwaukee) é um jogador de futebol americano que atuava na posição de quarterback na National Football League, mas atualmente está sem time.[1] Ele jogou futebol americano na Universidade de Nevada. No Draft de 2011, ele foi selecionado pelo San Francisco 49ers na segunda rodada na 36ª escolha. Kaepernick começou sua carreira profissional com os 49ers em seu segundo ano na liga, depois que o QB titular, Alex Smith, se lesionou. No meio da temporada de 2012, Kaepernick tornou-se o principal quarterback do time, conseguindo avançar para os playoffs da NFL. Ele estabeleceu um recorde da liga em jardas corridas (181) em um único jogo por um quarterback, sendo que nenhum outro conseguiu esse número em playoffs ou em temporada regular.[2]

Kaepernick foi o terceiro jogador com menos jogos na temporada regular (7) a chegar nas finais. Ele liderou o San Francisco 49ers em 2012 na campanha dos playoffs até o Super Bowl XLVII, mas perdeu o grande jogo.[3]

Em 2016, Kaepernick ganhou atenção nacional quando começou a protestar antes de cada jogo, não prestando homenagem (ficando sentado ou ajoelhado na lateral do campo) durante a execução do hino nacional dos Estados Unidos. Segundo ele, seus protestos eram motivados contra desigualdade e brutalidade racial que, segundo ele, assolam o país.[4][5] Suas ações geraram uma série de respostas de atletas, políticos, jornalistas e do público, com muitos o apoiando (incluindo outros jogadores e ativistas) e outros afirmando que ele desrespeitava a bandeira e a honra da nação. Kaepernick acabou não encontrando um time para jogar na temporada de 2017 e muitos fãs e analistas afirmam que isso se deve a controvérsia dos seus protestos, enquanto seus críticos dizem que ele não era contratado pois seus números em campo não eram tão bons. Suas ações acabaram gerando muita controvérsia e debates nos Estados Unidos a respeito de liberdade de expressão e racismo.[6]

Começo da carreira[editar | editar código-fonte]

Kaepernick nasceu em 1987, Milwaukee, Wisconsin, de uma jovem de 19 anos, chamada Heidi Russo, que se encontrava solteira no momento.[7] Seu pai, um homem afro-americano, deixou Russo antes de Colin nascer.[8][9] Russo colocou Colin para adoção e Rick e Teresa Kaepernick, um casal branco que tinha dois filhos - o filho Kyle e a filha Devon - e que desejavam um menino após perderem dois outros filhos por cardiopatia.[10] Kaepernick se tornou o mais novo dos três filhos deles. Ele viveu em Font du Lac, Wisconsin, até quatro anos de idade, e frequentou a escola primária em Turlock, Califórnia.[11][12] Com oito anos de idade, ele começou a jogar futebol americano infantil como defensive end e punter. Ele então se tornou quarterback titular do time com nove anos.[11] Com boas notas[13] na John H. Pitman High School em Turlock, Kaepernick jogou futebol americano, basquete e beisebol e foi nomeado para a seleção dos melhores jogadores do estado nos três esportes em seu último ano de ensino médio. Ele foi nomeado o melhor jogador da Central California Conference no futebol americano, liderando sua escola à primeira vitória em playoffs da sua história. No basquete, ele foi nomeado para a seleção da conferência CCC e liderou sua equipe, ranqueada em 16º, a quase uma vitória sobre a 1ª colocada Oak Ridge High School na primeira rodada dos playoffs. Naquele jogo, Kaepernick teve 34 pontos, mas Ryan Anderson, de Oak Ridge, fez 50 pontos e decretou a vitória de sua equipe.[14]

Universidade[editar | editar código-fonte]

Recrutamento[editar | editar código-fonte]

Kaepernick alcançou a maioria de seus elogios no colegial como arremessador no beisebol e recebeu várias ofertas de bolsas de estudos para atleta neste esporte,[11] ainda assim, ele queria desesperadamente jogar futebol americano universitário. Ele tinha quase 1,95m, mas pesava apenas 77kg e seus treinadores o impediam de correr com a bola para limitar o risco de lesão.[12] Ele, além disso, tinha uma mecânica de arremesso pobre, apesar do braço forte,[11] fazendo com que as universidades tivessem pouco interesse em tê-lo como jogador de futebol americano, apesar de seu irmão, Kyle, ter colocado as gravações de seus highlights em DVDs distribuído para aproximadamente 100 programas da Football Bowl Subdivision (a primeira divisão do futebol americano universitário). Kaepernick recebeu algum interesse, mas não ofertas de bolsas de estudo.[11] Mesmo no seu último ano de colegial, ele recebeu pouca atenção das universidades da FBS. Até que então Barry Sacks, um dos treinadores assistentes da Universidade de Nevada, assistiu Colin dominar em uma partida de basquete em uma tarde com um calor de 39ºC. Foi então quando Chris Ault, treinador principal da equipe de Nevada, decidiu oferecer a Kaepernick uma bolsa de estudos. Nevada foi a única universidade a oferecer uma bolsa de estudos para jogar futebol americano a Kaepernick, mas havia a preocupação de que ele optasse pelo beisebol, até que ele assinou a carta de intenção em fevereiro de 2006.[11]

Beisebol[editar | editar código-fonte]

Kaepernick foi duas vezes nomeado para a seleção de melhores jogadores do estado da Califórnia e listado como prospecto para o draft no site da Major League Baseball na classe de 2006. Ele ganhou uma honra de atleta da semana do norte da Califórnia como um pitcher. No último ano do ensino médio, ele lançou uma bola rápida de 148 km/h, como relatado durante a primeira partida como titular de futebol americano universitário em 2007, contra Boise State.[15] Ele terminou seu ano como sênior no high school com um ERA de 1,265 com 13 jogos como titular, tendo terminado dez deles. Ele terminou o ano com uma campanha de 11 vitórias e duas derrotas, com 97 strikeouts e 39 walks.[16]

No draft de 2009 da MLB, Kaepernick foi selecionado na 43ª rodada pelo Chicago Cubs.[17] Ele decidiu continuar jogando futebol americano pela Universidade de Nevada e escolheu não assinar com os Cubs.[18]

Futebol americano[editar | editar código-fonte]

2007 (temporada de calouro)[editar | editar código-fonte]

Kaepernick começou sua carreira universitária em Nevada jogando em 11 dos 13 jogos do time. Ele terminou a temporada com 19 passes para touchdown, três interceptações e 2.175 jardas de passe com 53,8% de passes completos. Kaepernick também conseguiu 593 jardas corridas e seis touchdowns terrestres, com Nevada Wolf Pack terminando a temporada com seis vitórias e sete derrotas.[19]

2008 (temporada de segundanista)[editar | editar código-fonte]

Como segundanista, Kaepernick se tornou o quinto jogador na história da NCAA a passar para 2.000 jardas e correr para 1.000 ou mais em uma única temporada. Algumas de suas realizações foram:

  • Único quarterback da NCAA em 2008 a passar para 2.500 ou mais jardas e correr para 1.000 ou mais jardas;
  • Ranqueado como segundo, entre todos os quarterbacks da NCAA, em jardas corridas, com 1.130;
  • Ranqueado como sétimo, entre todos os jogadores da NCAA, com 7,02 jardas por carregada;
  • Ficou empatado em nono, entre todos os jogadores da NCAA, com 17 touchdowns corridos.

Kaepernick, com 1.130 jardas corridas, e o running back Vai Taua, com 1.521, fizeram de 2008 o primeiro ano na história da Universidade de Nevada em que dois jogadores correram para mais de 1.000 jardas na mesma temporada.[20]

Apesar de jogar o segundo tempo inteiro com uma contusão no tornozelo, ele estabeleceu um novo recorde no Humanitarian Bowl com 370 jardas corridas e recebeu o prêmio de melhor jogador da partida mesmo com a derrota.[21] Ele foi nomeado como o melhor jogador ofensivo do ano na conferência WAC no final da temporada. Ele foi o primeiro segundanista a receber tal premiação desde Marshall Faulk, de San Diego State, em 1992. Ele também foi nomeado para a seleção da conferência.[22]

2009 (temporada de terceiranista)[editar | editar código-fonte]

Kaepernick liderou os Wolf Pack para uma campanha de oito vitórias e cinco derrotas, ficando na segunda colocação da WAC atrás da invicta Boise State. Ele foi nomeado para o segundo time da seleção da conferência. Ele foi o primeiro jogador da história de Nevada a receber o título de MVP do time duas vezes, ganhando-o pela primeira vez em 2008.[23]

Ele terminou a temporada de 2009 com 2.052 jardas aéreas e 1.183 jardas terrestres e se tornou o primeiro jogador na história da NCAA a realizar duas vezes seguidas temporadas com 2.000/1.000 jardas. As suas 1,183 jardas corridas com as 1.034 jardas de Luke Lippincott e as 1.345 de Vai Taua fizeram deles o primeiro trio de companheiros de equipe a anotar 1.000 jardas cada um na mesma temporada na história da NCAA.[19]

2010 (temporada de veterano)[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Colin Rand Kaepernick - stats. Página acessada em 31 de dezembro de 2012.
  2. "Colin Kaepernick - Athlete, Football Player". Biography.com. Página acessada em 29 de setembro de 2017.
  3. "Super Bowl XLVII: Colin Kaepernick shines in losing effort". Página acessada em 29 de setembro de 2017.
  4. «Colin Kaepernick explains why he sat during national anthem». NFL.com (em inglês). Consultado em 20 de agosto de 2017 
  5. Boren, Cindy. «Colin Kaepernick reportedly will now stand during the national anthem». chicagotribune.com (em inglês). Consultado em 20 de agosto de 2017 
  6. «The Colin Kaepernick debate is broken -- both sides are wrong». ESPN.com. Consultado em 28 de setembro de 2017 
  7. Yorkey, Mike (1 de agosto de 2013). Playing with Purpose: Football: Inside the Lives and Faith of the NFL's Most Intriguing Personalities (em inglês). [S.l.]: Barbour Publishing. ISBN 9781624165115 
  8. «WebCite query result». www.webcitation.org (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2017 
  9. «Rick Reilly: Kaepernick's birth mom yearns for contact». ESPN.com 
  10. «Rick Reilly: Kaepernick's birth mom yearns for contact». ESPN.com 
  11. a b c d e f Himmelsbach, Adam (28 de agosto de 2010). «Nevada's Colin Kaepernick Can Pass, Run and Sell». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  12. a b «Adelson: Nevada's Kaepernick a humble star». ESPN.com. 3 de outubro de 2010. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  13. «Colin Kaepernick's parents upset at criticism of son's tattoos». USA TODAY (em inglês) 
  14. «Ryan Anderson recalls going up against Colin Kaepernick in high school | FOX Sports». FOX Sports (em inglês). 4 de março de 2014 
  15. «Colin Kaepernick». Wikipedia (em inglês). 29 de setembro de 2017 
  16. «Colin Kaepernick's High School Baseball Stats». MaxPreps.com (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2017 
  17. «Draft: 2009 DraftTracker». Major League Baseball (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2017 
  18. «The story behind the Cubs drafting 49ers quarterback Kaepernick». CSN Chicago (em inglês) 
  19. a b «Colin Kaepernick College Stats | College Football at Sports-Reference.com». College Football at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2017 
  20. «University of Nevada Athletics» (PDF). Consultado em 30 de setembro de 2017 
  21. «2008 Humanitarian Bowl». Wikipedia (em inglês). 29 de setembro de 2017 
  22. «WAC Offensive Player of the Year Winners | College Football at Sports-Reference.com». College Football at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2017 
  23. «2009 Western Athletic Conference football season». Wikipedia (em inglês). 22 de setembro de 2017 


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Colin Kaepernick