Condecorações extintas do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

As condecorações extintas no Brasil, foram condecorações que existiram no Brasil durante certo período e que foram descontinuadas por diversos motivos. Durante a transição do império para a república, algumas medalhas de cunho religioso e/ou imperial foram extintas ou descontinuadas. Já na república algumas medalhas consideradas contra os princípios básicos da república foram descontinuadas.

Condecorações republicanas[editar | editar código-fonte]

Medalha / fita Nome Data de criação Data de extinção Objetivo da condecoração
BR-Order of Columbus.jpgBRA Ordem do Colon.png Ordem de Colombo 6 de junho de 1890 24 de fevereiro de 1891[1]

(durante a criação da constituição)

Oferecida à civis e militares, que tenham prestado serviços relevantes à Nação Brasileira, e os estrangeiros que, a juízo do governo, sejam dignos desta distinção.
Legião de Honra Marechal Rondon.jpg Legião de Honra Marechal Rondon (incerto) 2 de Junho de 1972[2] Condecorar o presidente do Museu de História Marechal Rondon

Condecorações imperiais[editar | editar código-fonte]

Medalha / fita Nome Data de criação Data de extinção Objetivo da condecoração
Cesarski Order Chrystusa.jpg Imperial Ordem de Nosso Senhor Jesus Cristo 1 de dezembro de 1822 15 de novembro de 1889[3]

(durante a Proclamação da República do Brasil)

Homenagem pela soberania ou da Administração Pública, e na magistratura e diplomacia.
Cesarski Order Aviz.jpgImperial Order of Saint Benedict of Aviz (Brazil) - ribbon bar.png Imperial Ordem de São Bento de Avis 1 de dezembro de 1822 22 de março de 1890[3] Ordem de mérito máxima do exército imperial brasileiro.
Cesarski Order Świętego Jakuba od Miecza.jpg Imperial Ordem de Sant'Iago da Espada 1 de dezembro de 1822 15 de novembro de 1889[3]

(durante a Proclamação da República do Brasil)

Ordem ao mérito literário, científico e artístico.
Medalha Oficial da Imperial Ordem do Cruzeiro.pngBRA Order of the Southern Cross - Knight BAR.png Imperial Ordem do Cruzeiro 16 de abril de 1826 5 de dezembro de 1932[3] Feita por Dom Pedro I após a independência do Brasil em comemoração à sua aclamação, sagração e coroação
Cesarski Order Piotra I.jpg Imperial Ordem de Pedro Primeiro 16 de abril de 1826 1891[3] Concedida por reconhecimento da Independência do Brasil por outras nações.
Order of the Rose.jpg436px ribbon bar of the Order of the Rose (Brazil).svg Imperial Ordem da Rosa 17 de outubro de 1829 1891[3] Concedida em memória de Dom Pedro I em seu matrimônio, em segundas núpcias, com Dona Amélia de Leuchtenberg e Eischstädt,

Referências

  1. «Diário Oficial da União (DOU) de 18 de Agosto de 1896». 18 de agosto de 1896. Consultado em 17 de janeiro de 2022 
  2. «Portal da Câmara dos Deputados». archive.is. 10 de fevereiro de 2021. Consultado em 17 de janeiro de 2022 
  3. a b c d e f POLIANO, Luís Marques (1986). Heráldica. Rio de Janeiro: GRD