Imperial Ordem de Sant'Iago da Espada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Imperial Ordem de Sant'Iago da Espada foi uma ordem honorífica brasileira, originada a partir da portuguesa Ordem de Santiago da Espada, a qual por sua vez remonta à medieval Ordem de Santiago. "Nacionalizada" por D. Pedro I logo após a Independência, essa ordem já seguia a reformulação proposta por D. Maria I, a qual lhe recomendava à magistratura. Todavia, enquanto em Portugal a ordem se consolidou como um mérito à literatura, ciência e arte, no Brasil foi concedida quase que exclusivamente a militares, tanto por D. Pedro I quanto por D. Pedro II. Depois da Imperial Ordem de Pedro I, foi a ordem honorífica brasileira que teve menos galardoados.

A chancelaria que cuidava dos registros da ordem pertencia ao Ministério do Império. Destituiu-se seu caráter religioso por meio de decreto de 9 de setembro de 1843. Foi extinta após a proclamação da República, juntamente com a maioria das ordens imperiais.

Características[editar | editar código-fonte]

Insígnia[editar | editar código-fonte]

Grã-cruz

Fita e banda[editar | editar código-fonte]

De cor púrpura, com duas orlas douradas.

Graus[editar | editar código-fonte]

  • Grã-cruz
  • Dignitário
  • Comendador
  • Oficial
  • Cavaleiro

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • POLIANO, Luís Marques. Heráldica. Ed. GRD. Rio de Janeiro, 1986.
  • POLIANO, Luís Marques. Ordens honoríficas do Brasil.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.