Cetro Imperial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Cetro Imperial
Cetro Imperial de Dom Pedro I e II do Brasil.png
Tipo
Características
Material
Comprimento
2,5 m
Pesos
2,5 kg
Concepção
Data
Retenção
Conservador

O Cetro Imperial era uma das Joias da Coroa do Império Brasileiro, e logo, símbolo do poder do imperador.[1] Era utilizado em cerimônias solenes, a exemplo da Coroação dos Imperadores Brasileiros, a d. Pedro II e a de d. Pedro I,[2] e a abertura e fechamento da Assembleia Geral. Foi confeccionada pelo ourives Manuel Inácio de Loiola.[3] A peça, que mede dois metros e meio, é inteiramente feito em ouro e diamantes, com a sua ponta apresentando a Serpe Imperial, símbolo dinástico da Casa de Bragança. Se encontra hoje no Museu Imperial em Petrópolis.[4][5]

Souvenir do cetro imperial comercializado na Loja do Museu Imperial pela Sociedade de Amigos do Museu Imperial (SAMI).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dom Pedro I: a história não contada. [S.l.: s.n.] p. 170 
  2. Rezzutti 2019, p. 136
  3. «Cetro de d. Pedro I e d. Pedro II» 
  4. «Símbolos Imperiais » Monarquia». monarquia.org.br. Consultado em 24 de abril de 2021 
  5. «História do Brasil II - Símbolos e emblemas do primeiro reinado». docs.ufpr.br. Consultado em 24 de abril de 2021 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]