Contos Gauchescos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Contos Gaucheses - folclore regional
Autor(es) João Simões Lopes Neto
Idioma Português
País  Brasil
Gênero Contos
Localização espacial Rio Grande do Sul
Lançamento 1912

Contos Gauchescos (1912) é o segundo livro do escritor gaúcho regionalista João Simões Lopes Neto (1865 - 1916). Ele também escreveu Cancioneiro Guasca (1910), Lendas do Sul (1913) e Casos do Romualdo (1914).

Esta obra é composta por dezenove contos sobre o mundo gauchesco e é narrada por Blau Nunes, ex-furriel de “oitenta e oito anos, todos os dentes, vista aguda e ouvido fino”.

Lista de Contos[editar | editar código-fonte]

Simões Lopes Neto recolheu cancioneiros e recontou lendas típicas:

  • Introdução, apresentação de Blau Nunes
  • Trezentas onças
  • Negro Bonifácio
  • No manatial
  • O mate do João Cardoso
  • Deve um queijo!...
  • O boi velho
  • Correr eguada
  • Chasque do imperador
  • Os cabelos da china
  • Melancia – Coco verde
  • O anjo da vitória
  • Contrabandista
  • Jogo do osso
  • Duelo de Farrapos
  • Penar de velhos
  • Juca guerra
  • Artigos de fé do gaúcho
  • Batendo orelha
  • O “menininho” do presépio

Existe também uma versão, publicada pela Martin Claret, que faz da parte da coleção Obra-Prima de Cada Autor, que conta com os títulos Negrinho do Pastoreio e Carta de Simões Lopes Neto a Alcides Maya. E ainda tem as contribuições de Antônio de Mariz, João Pinto da Silva, Augusto Meyer e Darcy Azambuja.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikisource
O Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Contos Gauchescos
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.