DNA (álbum de Wanessa Camargo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
DNA
Álbum de estúdio de Wanessa
Lançamento 28 de julho de 2011
Gravação 2010—2011;
JamWorks Studios
(São Paulo, São Paulo)
Miami Beat Studios
(Miami, Flórida)
Sterling Sound
(Nova Iorque, Nova Iorque)
Gênero(s)
Duração 42:14
Idioma(s) Inglês
Formato(s)
Gravadora(s) Sony Music
Produção Mister Jam
Cronologia de Wanessa
Você não Perde por Esperar
(2010)
DNA Tour
(2013)
Singles de DNA
  1. "Sticky Dough"
    Lançamento: 5 de julho de 2011
  2. "DNA"
    Lançamento: 24 de outubro de 2011[1]
  3. "Get Loud!"
    Lançamento: 26 de junho de 2012[2]

DNA é o título do sétimo álbum de estúdio da cantora brasileira Wanessa, lançado em 28 de julho de 2011[3] pela Sony Music. O álbum é totalmente influenciado pela música eletrônica, incorporando elementos de vários outros gêneros musicais, como de funk carioca, house e dubstep. tendo como produtor único Mister Jam, que já havia trabalhado com a cantora antes.[4]

As primeiras informações do álbum surgiram em 2010, em uma entrevista para a rádio Transamérica, revelando que o álbum seria totalmente em inglês.[5] A gravação aconteceu a partir de março de 2011 em um estúdio em São Paulo, sendo finalizado e masterizado em Nova York, nos estúdios Sterling Sound.[6]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Em 13 de novembro de 2010, Wanessa revelou em entrevista para a rádio Transamérica que seu novo álbum seria gravado no começo de 2011, com uma sonoridade dance e electropop e traria as quatro canções de seu EP: "Party Line", "Stuck On Repeat", "Falling For U" e "Worth It.[5] Em 8 de janeiro de 2011, contrariando os comentários que lançaria um álbum internacional, Wanessa declarou em entrevista para a revista Rolling Stone Brasil que apesar de se sentir preparada, não faria isso, pois seus planos eram de se firmar no Brasil.[7] Na mesma entrevista a cantora declarou que estaria entrando em estúdio para lançar seu álbum no final do mês de março, sendo totalmente em inglês e focando no pop e com um remix do single "Stuck On Repeat" produzido pelo DJ norte-americano Dave Audé, conhecido pelo trabalho com Ashlee Simpson, Beyoncé, Britney Spears, Jennifer Lopez e Lady Gaga.[8].

Em 14 de março, a cantora participou do programa Combo - Fala + Joga, na PlayTV, onde revelou que o álbum teria sido adiado para junho de 2011 e frisou que seria totalmente em inglês, porém não traria somente canções electropop, tendo incluso no trabalho duas canções calmas e românticas,[9] gênero que a consagrou em seu single de maior sucesso, "Não Resisto a Nós Dois". Em outra entrevista a cantora afirmou que seu novo álbum seria produzido pelo DJ e produtor Mister Jam, conhecido por trabalhar com a cantora nas faixas "Falling For U" e "Stuck On Repeat".[10]

Em 17 de julho foi confirmado pelo Twitter da cantora que o álbum seria lançado dia 28 de julho de 2011, oito dias atrasado do lançamento anunciado anteriormente[11]. Em 18 de julho é divulgada a capa e contra-capa e a tracklist oficial do álbum, trazendo 15 canções, uma a menos do previsto, sendo ela "Party Line", única faixa do EP lançado em 2010 que havia sido composta por Wanessa,[12] que declarou que a música não combinava com a sonoridade do álbum. Contudo, outras duas composições da cantora entraram no álbum, "It's Over" e "Blind Faith".

Singles[editar | editar código-fonte]

"Sticky Dough" foi o primeiro single do álbum, lançado em 5 de julho de 2011. A canção conta com a participação da rapper norte-americana Bam Bam, tendo o videoclipe lançado em 26 de agosto. "DNA", segundo single do disco, lançado em 24 de outubro, apresentada pela primeira vez em um programa no Canja da IG TV e na televisão durante o Show da Virada.[13] "Get Loud!" terceiro single lançado em 26 de junho de 2012.[2]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Notas Musicais 3 de 5 estrelas.[14]
Que Delícia né Gente 3.5 de 5 estrelas. [15]
Território da Música 3 de 5 estrelas.[16]
Rolling Stone Brasil 3 de 5 estrelas.[17]
O Dia Positiva[18]

O álbum recebeu críticas profissionais bastante positivas. Mauro Ferreira, no jornal O Dia declarou que Wanessa estava encontrando sua identidade e que o álbum é: "Um som dance descaradamente pop, até mais pop do que o padrão ditado pelo francês David Guetta, mago mundial do gênero". O crítico destacou as canções "Get Loud!", "Murder", "Blow Me Away" como as melhores do álbum, faixa titulo "DNA" classificada como a mais sedutora.[18][14] Já o site Território da Música (antes Canal Pop) fez críticas positivas dizendo que "Tecnicamente, o trabalho é primoroso, com produção musical grandiosa, bom repertório, arranjos coesos, gravação e mixagem impecáveis e um timaço de músicos.", conceituando o álbum como "um importante momento na trajetória de Wanessa" e dando destaque para as faixas “DNA”, “Stuck On Repeat” e “Blind Faith”.[16] A revista Rolling Stone Brasil declarou que o álbum é "extremamente profissional", destacando as canções "Sticky Dough", "Falling for U", Worth It, "Murder" e a romântica "It's Over". A crítica ainda diz: “Ela segue em sua persona de diva dançante entrando de cabeça no pop eletrônico sacolejante, com letras em inglês e produção (a cargo do brasileiro Mister Jam) que não fica nada a dever às divas gringas como Britney Spears e Ke$ha”. concluindo dizendo que Wanessa "tem o mérito de ter se reinventado", completando chamando a cantora de extremamente profissional.[17]

Divulgação[editar | editar código-fonte]

A Turnê deste trabalho foi na verdade uma mutação que veio da necessidade de se adaptar o show grande da Turnê Meu Momento para casas noturnas, surgiu então a Balada Tour que com o lançamento das novas músicas originou a DNA Tour. Wanessa, grávida de seis meses, encerrou a 1ª parte da "DNA Tour" com show na boate LGBT The Week, em São Paulo no dia 29 de outubro de 2011. A previsão de retorno da turnê, com a 2ª parte, em março de 2012. Todos os shows dessa tour foram feitos em boates até a gravação do DVD que ocorreu apenas com o retorno da cantora após a gravidez e contou com uma grande estrutura, até então inédita, visto que o foco para o trabalho eram apenas as casas noturnas com estrutura reduzida.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Edição padrão
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "DNA"  Jason Gill, Robin Lennart Fredriksson, Mattias Per Larsson, Loreen 3:44
2. "Stuck On Repeat"  Alexandre James, Michael Jay, Andre Lindal 3:10
3. "Murder"  Ronny Svendsen, Anne Judith Wik, Robin Jenssen, Nermin Harambasic 3:36
4. "Worth It"  Michael Jay, Johnny Pedersen, Mary Little 3:08
5. "Sticky Dough" (feat. Bambam)Ronny Svendsen, Anne Judith Wik, Robin Jenssen, Nermin Harambasic 3:32
6. "Get Loud!"  Fabianno Almeida 2:57
7. "Falling for U" (feat. Mister Jam)Fabianno Almeida, Ian Duarte 3:42
8. "Blow Me Away"  Jason Gill, Katt Rockell 4:21
9. "Rescue Mission"  David Siegel, Michelle Marie Trumpler, Shane Stoner 3:55
10. "Tonight Forever"  David Siegel, Michelle Marie Trumpler, Shane Stoner, Omar Tavarez 4:03
11. "High"  Ronny Svendsen, Anne Judith Wik, Robin Jenssen, Nermin Harambasic, Bardur Haberg, Oli Jogvansson 4:34
12. "It's Over"  Wanessa, Fabianno Almeida 3:32
Duração total:
41:74

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

O disco não pontuou em nenhuma posição no CD - TOP 20 Semanal ABPD da Associação Brasileira dos Produtores de Discos, certificadora oficial do Brasil, sendo o segundo trabalho de Wanessa à não entrar na parada. O álbum teve apenas duas tiragens: AA 10000 e AB 1000, totalizando 11 mil cópias de CDs distribuídos.

Referências