Danny Simpson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Danny Simpson
Danny Simpson
Informações pessoais
Nome completo Daniel Peter Simpson
Data de nasc. 4 de janeiro de 1987 (29 anos)
Local de nasc. Eccles,  Reino Unido
Altura 1,78 m
Informações profissionais
Clube atual Inglaterra Leicester City
Número 17
Posição Lateral-direito
Clubes de juventude
20032006 Inglaterra Manchester United
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
20062010
20062007
2007
2008
20082009
20092010
20102013
20132014
2014
Inglaterra Manchester United
Bélgica Royal Antwerp
Inglaterra Sunderland
Inglaterra Ipswich Town
Inglaterra Blackburn Rovers
Inglaterra Newcastle United
Inglaterra Newcastle United
Inglaterra Queens Park Rangers
Inglaterra Leicester City
03 (0)
030 (1)
014 (0)
08 (0)
012 (0)
020 (1)
0103 (0)
037 (0)
044 (0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 17 de Maio de 2016.


Daniel Peter Simpson (Eccles, Great Manchester, 4 de janeiro de 1987) é um futebolista inglês. Joga atualmente no Leicester City pela lateral-direita [1].

É produto da academia do Manchester United atuando pelos reserves em 2005, durante seu desenvolvimento passou por clubes como Sunderland, Ipswich Town, Blackburn Rovers e Royal Antwerp por empréstimo. Estava cedido ao Newcastle por seis meses até acertar permanentemente com os Magpies em 2010, sendo que 4 anos após, juntou-se ao Queens Park Rangers numa transferência sem custos em junho de 2013 por um ano, até se juntar ao Leicester na temporada seguinte.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Manchester United[editar | editar código-fonte]

Estreou contra o time sul-africano Kaizer Chiefs, em 18 de julho de 2006, na qual os Reds venceram.[2]

Empréstimo ao Royal Antwerp[editar | editar código-fonte]

No início de janeiro de 2006, junto com outros jogadores jovens do United, foi emprestado ao time belga para o restante da temporada para adquirir experiência[3]. Simpson passou parte da temporada 2006/07 em Antuérpia até retornar em janeiro de 2007.

Empréstimo ao Sunderland[editar | editar código-fonte]

Em 25 de janeiro de 2007, foi emprestado até o resto da temporada ao time inglês, junto com Jonny Evans[4]. Ganhou o título da Championship nessa temporada.

Retorno ao Manchester United[editar | editar código-fonte]

Simpson retornou em 2007/08 e assinou um novo contrato em Setembro de 2007 até 2010[5]. Sua 1ª aparição oficial foi na Copa da Liga, na derrota por 2-0 ao Coventry City[6], e pela Premier League em 6 de outubro de 2007 contra o Wigan no Old Trafford, aos 30 minutos no lugar de John O'Shea que houvera se lesionado. Deu a assistência do quarto gol no cruzamento para Wayne Rooney na vitória por 4-0[7]. Sua estreia na Europa aconteceu em 23 de outubro de 2007 ao substituir Ryan Giggs no 80º minuto contra o Dynamo de Kiev[8], jogou como titular o jogo de volta contra o mesmo Dynamo de Kiev em 7 de novembro de 2007[9].

Empréstimo ao Ipswich Town[editar | editar código-fonte]

Em 21 de Março de 2008, foi emprestado ao Ipswich Town. Com Gary Neville voltando ao time titular e Wes Brown mais bem preparado, foi decidido por Alex Ferguson que adquirisse mais experiência fora do United.

Empréstimo ao Blackburn Rovers[editar | editar código-fonte]

Em 4 de agosto de 2008 assinou um contrato de empréstimo com os Rovers[10]. Debutou por eles em 27 de agosto de 2008 na vitória por 4-1 contra Grimsby Town no 2º round da Copa da Liga Inglesa[11] e na Premier League na derrota por 4-0 em casa contra o Arsenal[12]. Simpson esteve presente em quase todos os jogos nas competições caseiras, excetuando-se o 5º round da Copa da Liga quando enfrentara o Manchester United devido a cláusula de empréstimo. Jogou 11 das 14 partidas da Premier League até o Natal. Após o Boxing Day, jogou mais uma partida e contra o Arsenal novamente em uma derrota de 4-0[13]. Em maio de 2009 retornou ao United por falta de oportunidades e fim do período de empréstimo.

Newcastle United[editar | editar código-fonte]

Em 14 de agosto de 2009, juntou-se aos Magpies por empréstimo até janeiro de 2010[14], estreando na vitória por 1-0 contra o Sheffield Wednesday no St. James Park. Marcou seu 1º gol por essa camisa contra Peterborough United em 7 de novembro de 2009.

Ao término do contrato de empréstimo, foi acordado entre os clubes a compra do jogador por £750,000 e um contrato assinado de três anos e meio, a partir de 20 de janeiro de 2010[15]

Foi importante para a conquista do 2º título da Championship pelos Magpies, jogando no sacrifício até o fim da temporada - posteriormente descobrindo que teria que passar por uma cirurgia em seu tornozelo. Ficou 3 meses de fora se recuperando e perdeu o 1º mês da nova temporada[16]. Voltou na vitória por 2-1 contra o West Ham, substituindo James Perch na lateral-direita. Com performances consistentes, formou a dupla com Joey Barton no flanco direito.

Em 20 de setembro de 2011, marcou na vitória por 4-3 contra o Nottingham Forest pelo 3º round da Copa da Liga Inglesa.

Em 10 de dezembro de 2011, jogou como titular na derrota por 4-2 ao Norwich City com James Perch sendo sua dupla de zaga.

Em 4 de janeiro de 2012, começou como titular na vitória por 3-0 contra seu antigo clube (o Man.Utd) e salvou uma bola em cima da linha.

Queens Park Rangers[editar | editar código-fonte]

Com o expirar do contrato em 2012/13, assinou por 3 anos com o time londrino em 27 de junho de 2013[17]. Marcou seu 1º pelo QPR contra o Exeter City pela Copa da Liga em 6 de agosto de 2013[18]. Jogou 33 vezes até conseguirem avançar aos play-offs da Championship.

Leicester City[editar | editar código-fonte]

Em 30 de agosto de 2014, assinou por 3 anos com os recém-promovidos à Premier League[19], debutando na derrota por 2-0 contra o Crystal Palace em 27 de setembro. Jogou pela 2ª vez apenas em 7 de dezembro, pois sempre disputava a titularidade da posição com De Laet. Jogou 14 vezes na temporada 2014/15 pelos Foxes.

Em 2015/16, sob o comando de Claudio Ranieri ganhou a posição após a derrota por 5-2 em casa para o Arsenal. A convicção do italiano era a de que o inglês raramente se aventurava no campo de ataque e que seria mais adequado à tarefa defensiva que seu companheiro[20]. Permaneceu titular até o fim da temporada, sendo que acabou expulso na derrota por 2-1 contra o Arsenal devido a dois cartões amarelos. Mesmo assim, as Raposas se firmaram na liderança e asseguraram o título inédito.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Leicester

Referências

  1. «Perfil de Simpson». Consultado em 10 de março de 2016. 
  2. (2006-07-18) "Kaizer Chiefs 0-1 Man Utd". BBC.
  3. http://www.skysports.com/story/0,19528,11667_2362508,00.html. . "Another United loanee".
  4. (2007-01-25) "Sunderland sign Simpson on loan". BBC.
  5. (2007-09-05) "Man Utd hand new deal to Simpson". BBC.
  6. (2007-09-26) "Man Utd 0-2 Coventry". BBC.
  7. (2007-10-06) "Man Utd 4-0 Wigan". BBC.
  8. (2007-10-23) "Dynamo Kiev 2-4 Man Utd". BBC.
  9. (2007-11-07) "Man Utd 4-0 Dynamo Kiev". BBC.
  10. (2008-08-04) "Blackburn sign Man Utd's Simpson". BBC.
  11. (2008-08-27) "Blackburn 4-1 Grimsby". BBC.
  12. (2008-09-13) "Blackburn 0-4 Arsenal". BBC.
  13. (2009-03-14) "Arsenal 4-0 Blackburn". BBC.
  14. (2009-08-14) "Simpson makes Magpies loan switch". BBC.
  15. (2010-01-20) "Newcastle sign Man Utd's Simpson". BBC.
  16. «Danny Simpson reveals his full injury blow». 2010-06-24. Consultado em 2016-07-25. 
  17. «EXCLUSIVE: SIMPSON SIGNS». www.qpr.co.uk. Consultado em 2016-07-25. 
  18. «Exeter 0-2 QPR». BBC Sport. Consultado em 2016-07-25. 
  19. «Danny Simpson joins Leicester City from QPR on three-year deal». BBC Sport. Consultado em 2016-07-25. 
  20. «How Claudio Ranieri's tactics put his rivals to shame at Leicester City». Consultado em 2016-07-25. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de InglaterraSoccer icon Este artigo sobre futebolistas ingleses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.