Saltar para o conteúdo

Demócrito Rocha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Demócrito Rocha
Demócrito Rocha
Nascimento 14 de abril de 1888
Caravelas
Morte 29 de novembro de 1943
Fortaleza
Sepultamento Cemitério São João Batista
Cidadania Brasil
Cônjuge Creuza do Carmo Rocha (1915 — 1943)
Filho(a)(s) Maria Albanisa Rocha Sarasate, Maria Lúcia Rocha Dummar
Alma mater
Ocupação jornalista, esperantista, escritor, poeta, político, professor, dentista
Prêmios
Empregador(a) Grupo de Comunicação O Povo, Universidade Federal do Ceará
Causa da morte tuberculose
Página oficial
http://fdr.org.br/democrito-rocha/

Demócrito Rocha (Caravelas, 14 de abril de 1888Fortaleza, 29 de novembro de 1943) foi um político, poeta, maçom e jornalista brasileiro.[1] Integrou a Academia Cearense de Letras e o Instituto do Ceará.[2]

Depois de uma passagem rápida por Salvador, em 1907, foi para Aracaju, onde estudou na Escola de Odontologia de Sergipe. Prestou concurso para telegrafista e mudou-se para Fortaleza, onde concluiu seus estudos pela Faculdade de Farmácia e Odontologia do Ceará em 1921, tendo sido professor dessa faculdade a partir de 1922.[3]

Iniciou a atividade jornalística em 1924, fundando o jornal Ceará Ilustrado. Foi também redator e diretor literário do jornal O Ceará. Fundou em 1928 o jornal diário O Povo, e no ano seguinte a revista literária Maracajá, que propagava o modernismo no Nordeste do Brasil.[4]

Foi iniciado na maçonaria em 1928 na Loja Liberdade IV Nº 846 do Grande Oriente do Brasil Ceará,[5] loja na qual alcançou o Grau 33 do Rito Escocês e da qual foi Venerável entre 1931 e 1932.[6]

Apoiou a Aliança Liberal e a ascensão ao poder de Getúlio Vargas. Na década de 1930, foi dirigente do Partido Social Democrático do Ceará, elegendo-se deputado federal em 1934. Na Câmara, atuou contra o Integralismo, pedindo o fechamento da Ação Integralista Brasileira. Exerceu o mandato até a dissolução da Câmara pelo Estado Novo, em 1937.[7] Faleceu vítima de tuberculose em 1943.[8]

  • Um bairro em Fortaleza, foi nomeado em homenagem ao empresário.
  • Uma fundação, que pertence ao Grupo de Comunicação O Povo, no qual Demócrito foi seu fundador, foi criada e nomeada em homenagem ao empresário.

Referências

  1. Demócrito Rocha. Jornal de Poesia
  2. Instituto do Ceará (2015). «Sócios efetivos por ordem de antiguidade» (PDF). Revista do Instituto do Ceará. Consultado em 2 de janeiro de 2018 
  3. POVO, Desenvolvimento O. «Fundação Demócrito Rocha | Demócrito Rocha». fdr.org.br. Consultado em 2 de janeiro de 2018 
  4. SIPRIANO, Benedita. O jornalismo cearense nas décadas de 1920 e 1930: as relações entre “informativo” e “opinativo”. Revista de História Bilros. História(s), Sociedade(s) e Cultura(s). , Fortaleza, v. 4, n. 7, p. 138-154, jul.- dez. 2016
  5. MAGALHÃES, Zelito Nunes (2008). História da Maçonaria no Ceará. Fortaleza: Grande Loja Maçônica do Estado do Ceará. 177 páginas 
  6. MELLO Filho, Luiz (1973). Maçonaria no Ceará: Lojas e Obreiros. Fortaleza: Grande Loja Maçônica do Estado do Ceará. 277 páginas 
  7. ROCHA, Demócrito. FGV-CPDOC
  8. BARREIRA, Dolor (1944). «Elogios de Demócrito Rocha» (PDF). Revista do Instituto do Ceará. Consultado em 2 de janeiro de 2018 

Ligações externas

[editar | editar código-fonte]
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.