Democracia iliberal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde dezembro de 2016).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Uma democracia iliberal é um sistema governamental no qual, embora as eleições aconteçam, os cidadãos não conhecem as atividades daqueles que estão poder por conta da falta de liberdades civis. Não é uma "sociedade aberta". Isso pode acontecer porque existe uma constituição que limita os poderes do governo, mas as liberdades individuais básicas como liberdade de expressão ou pensamento, típicas das democracia liberais, são ignoradas. É uma forma de governo conhecida por ser um "meio-termo" nem livre, nem ditatorial.[1]

Também chamada de democracia parcial, democracia de baixa intensidade, democracia vazia ou regime híbrido.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Zakaria, Fareed (1 de novembro de 1997). «The Rise of Illiberal Democracy». Foreign Affairs