Diário Catarinense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Diário Catarinense
Masthead
Zero Hora Editora Jornalística S/A
Formato Tablóide
Sede Florianópolis, SC
Preço R$ 2,50 (segunda a sexta)
R$ 4,00 (fim de semana)
Slogan Nosso Estado de Ponto a Ponto.
Fundação 5 de maio de 1986
Fundador(es) Maurício Sirotsky Sobrinho
Presidente Mário Neves
Pertence a Grupo NC
Editor Nilson Vargas
Circulação 150.000

O Diário Catarinense (estilizado como DC:) é um jornal diário em formato tablóide publicado no estado de Santa Catarina. Fundado em 5 de maio de 1986, é o jornal de maior tiragem e mais ampla circulação em Santa Catarina.

O DC, como é conhecido, é editado pelo Grupo NC, que também publica outros jornais e mantém as estações de rádio e as emissoras de televisão afiliadas à Rede Globo no estado de Santa Catarina.

História[editar | editar código-fonte]

O Diário Catarinense começou a circular em 5 de maio de 1986 como o último projeto idealizado pelo fundador do Grupo RBS, Maurício Sirotsky Sobrinho.

Primeiro jornal informatizado da América Latina. Foi também o primeiro jornal do estado a utilizar fotos coloridas. Em dezembro de 2009 o jornal sofreu grandes mudanças gráficas e de conteúdo escrito, idealizadas principalmente por Nilson Vargas que assumiu como editor-chefe do jornal no mesmo ano.

Em novembro de 2015, o jornal deixa de ter uma edição aos domingos e passa a ter uma edição conjunta nos finais de semana. Em 2016, nas vésperas das comemorações dos 30 anos do jornal, o DC passa por uma reformulação gráfica, com novas divisões e estilo de capa, à semelhança de Zero Hora. A nova logomarca passa a ser as letras DC em negrito, acompanhadas de dois pontos logo após a segunda letra, ficando a estilização DC:. A logomarca, então fixa no cabeçalho, passa a ser móvel, adotando uma tendência internacional igual a Zero Hora, e utilizado pelo jornal gaúcho de 1964 a 1994, não tendo sido utilizado no jornal catarinense.

Em março de 2016, todas as operações do Grupo RBS em Santa Catarina foram vendidas ao Grupo NC, dos empresários Lírio Parisotto, Carlos Sanches, Marcus Sanches e Leonardo Sanches. Em agosto de 2016, o empresário Lírio Parisotto deixa da sociedade, ficando então Carlos Sanches como o único prorietário e a presidência de Mário Neves.

Cadernos[editar | editar código-fonte]

Cadernos Diários
  • Notícias
  • De Ponto a Ponto
  • Sua Vida
  • Esportes
  • Anexo
Suplementos Semanais
  • Cultura
  • Viagem
  • Informática
  • Sobre Rodas
  • Gastronomia
  • Imóveis
  • Revista Clube do Assinante
  • Donna
  • TV+Show
  • Vestibular
  • Empregos & Oportunidades
  • Vozes
  • Nós
  • DOC

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]