Discussão:Augusto Nunes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Pit bulls da grande mídia[editar código-fonte]

Recentemente o usuário Érico Júnior Wouters desfez uma edição neste artigo que comentava sobre o caso que ficou conhecido como "Pit bulls da grande mídia" (um episódio que envolveu o biografado Augusto Nunes e outras celebridades da mídia brasileira). Tal atitude arbitrária não teve nenhuma justificação por parte do usuário Érico Júnior Wouters, que simplesmente apagou os fatos elencados e as fontes jornalísticas citadas como se a narrativa fosse inconveniente. O usuário referiu que a descrição do episódio que envolveu o biografado trata-se de um "Texto desnecessário" que necessita de um debate antes de ser inserido no artigo. Em que pese tal justificativa ser ridiculamente débil, o usuário completou-a afirmando que "participar de uma lista negra do PT não é uma polêmica, mas sim uma honra."

Qualquer pessoa é capaz de perceber o viés ideológico na declaração do administrador Érico Júnior Wouters, que flagrantemente atenta contra o Wikipédia:Princípio da imparcialidade (o que é agravado pelo fato de ser um dos administradores da Wiki). A edição desfeita por Érico apresenta uma linguagem neutra para referir ao episódio e foi totalmente pontilhada por fontes jornalísticas. Toda informação constante naquela edição apresenta fidelidade às fontes, muito embora Érico Júnior Wouters sustente que ao invés da sub-sessão ser nomeada como "POLÊMICAS", ela deveria ser intitulada como "HONRARIAS" (?).

Como Érico Júnior Wouters não concorda com o conteúdo do texto, seria de praxe que ele viesse até esta página de discussões para debatê-lo ao invés de simplesmente desfazer a edição sem apresentar justificativas plausíveis. O correto seria manter o texto (já que é pautado por fontes), apontando especificamente quais são as partes que discorda, argumentando alterações a partir de uma perspectiva neutra. Eu, particularmente, não vejo nenhum motivo para a edição ser deletada e não saberia sequer defendê-la sem ler as justificativas de Érico Júnior Wouter, uma vez que não fui capaz de encontrar nenhum erro naquele texto.

OBS: o mesmo texto também foi suprimido por Érico Júnior Wouters nos artigos referentes às demais celebridades que tomaram parte do episódio, os quais são:

Atenciosamente, Russel Hammond (discussão) 19h35min de 19 de agosto de 2015 (UTC)

Quem viola o princípio da imparcialidade é você. Todas as edições possuem peso indevido. A lista "Pit bulls da grande mídia" é irrelevante e não deve ser citada nos artigos das pessoas que estão nela. A lista foi criada por um vice-presidente de um partido de oposição a eles. E daí? Qual relevância isso tem? Nenhuma, zero. Segundo, o "Observatório da Imprensa" tem uma posição ideológica que todo mundo já conhece. E, terceiro, se me acusar mais uma vez de vandalismo, seu bloqueio será solicitado. Érico Wouters (msg) 19h56min de 19 de agosto de 2015 (UTC)
Ah, e se quer citar essa lista idiota em algum lugar, o faça no artigo do PT ou no do criador da mesma. Érico Wouters (msg) 20h01min de 19 de agosto de 2015 (UTC)

Você está equivocado novamente. O texto supramencionado NÃO possui peso indevido, você apenas inventou isso para tentar se safar com seu fanatismo ideológico (uma vez que você já declarou com todas as letras que se trata de um partidário fanático com problemas de relacionamento com determinados partidos políticos). O artigo do peso indevido referenciado por você descreve que "um artigo deve ser escrito de forma a representar todos os pontos de vista significativos que foram publicados por fontes fiáveis, e deve fazê-lo em proporção à proeminência de cada um", portanto podemos observar que aquele texto que você apagou sem justificativa encontra-se completamente fora dos parâmetros estabelecidos. Todas as informações constantes no texto estão pautadas por fontes fiáveis, apresentam uma linguagem neutra e meramente descritiva sem fazer juízo de moral ou tomar posicionamento em favor de A ou B. Portanto fica claro que não existe de fato peso indevido dado a uma "versão minoritária" naquele texto, uma vez que o texto conta com fontes de diversos matizes ideológicos. Entre as fontes apresentadas no texto estão:
1 - publicação original que deu origem à polêmica
2 - coluna da revista Veja reagindo à publicação original
3 - publicação dos Repórteres sem fronteiras comentando sobre o caso
4 - publicação do Observatório da imprensa comentando sobre o caso
5 - matéria de um site jornalístico apresentando posicionamento do autor após instauração da polêmica

Por ter formação em direito, tenho o costume de manter em mente o Princípio do contraditório e da ampla defesa, o que me ajuda na preservação da imparcialidade do artigo. Por outro lado você não está preocupado com a imparcialidade , Érico Junior Wouters, basta ver seus comentário até aqui (cito "participar de uma lista negra do PT não é uma polêmica, mas sim uma honra." e "Observatório da Imprensa" tem uma posição ideológica que todo mundo já conhece"). Para você, a única fonte plausível deveria ser uma que deliberadamente fala mal das pessoas (partidos) com as quais você não concorda. Sugiro que tenha a hombridade de voltar atrás em sua posição ou serei obrigado a abrir um pedido aos demais administradores para que examinem sua conduta pessoal. A wikipédia não é seu playground particular e, mesmo sendo um administrador, você não está em posição hierarquica superior em relação aos usuários comuns e não pode tentar me intimidar utilizando as ferramentas da administração. Russel Hammond (discussão) 18h34min de 20 de agosto de 2015 (UTC)

Tu não me conhece para afirmar que "para você, a única fonte plausível deveria ser uma que deliberadamente fala mal das pessoas (partidos) com as quais você não concorda." Se conhecesse as edições que faço aqui, veria que defendo o mesmo princípio em todos os artigos, até de pessoas que não simpatizo. Como sabe que eu simpatizo com todos os listados nesta lista negra do vice-presidente do PT? Pare de falar bobagens. E você pode escrever o que quiser. Nada vai justificar a inclusão do conteúdo que você colocou. A lista é absurda. Se quer citar ela em algum lugar, o faça no artigo do PT, o responsável por esta perseguição aos jornalistas. A Wikipédia não deve apoiar perseguições. Érico Wouters (msg) 21h09min de 20 de agosto de 2015 (UTC)
Eu realmente não te conheço Érico Júnior Wouters, por isso não comentei acerca de sua vida pessoal mas sim em relação aos argumentos que você efetivamente apresentou aqui mesmo nesta discussão. Citei os seus "argumentos" ipsis litteris, onde percebe-se flagrantemente que você adota uma postura partidária que não tem nada a ver com a imparcialidade que se espera de um editor da wikipédia, quanto mais em relação a um administrador da wikipédia. Você usa adjetivos como "lista idiota do PT" para se referir a um tema objetivo que estamos discutindo, demonstrando (sem qualquer timidez) um conteúdo emocional exacerbado em relação ao tema abordado. Sua insistência em utilizar adjetivos demonstra um comportamento parcial e, sinceramente, infantil.
Você obviamente já perdeu essa discussão Érico, e por isso esta apelando para seu "cargo" como administrador para impor a sua vontade sobre os demais contribuidores da wikipédia. Gostaria de lembra-lo que o artigo dos Administradores declara expressamente que "Os sysops não possuem "autoridade" em especial, sendo, portanto, iguais a todos os outros em termos de responsabilidade editorial.", portanto o seu ilógico posicionamento não é hierarquicamente superior ao meu, bem fundamentado, ponto de vista. Russel Hammond (discussão) 21h45min de 20 de agosto de 2015 (UTC)
Poderia explicar em que momento falei de meu estatuto? Citei, nesta discussão, que sou administrador? Érico Wouters (msg) 21h56min de 20 de agosto de 2015 (UTC)
Sim, eu poderia. Você tentou me intimidar afirmando que caso eu expressasse minha opinião de que você vandalizou as edições anteriores, solicitaria meu bloqueio administrativamente. Além disso, ao invés de tentar rebater meus argumentos você assume uma postura autoritária afirmando "pode escrever o que quiser. Nada vai justificar a inclusão do conteúdo que você colocou". Ou seja, essa discussão é meramente cosmética. Você reverteu a edição e pediu por um debate onde você simplesmente se negará a reconhecer os méritos dos argumentos rivais com a finalidade de impor a sua vontade.

Sobre sua sugestão de adicionar o texto ao artigo do PT: não considero o local adequado para fazê-lo por acreditar que as declarações de Alberto Cantalice refletem um posicionamento individual e não institucional. Porém NÃO tenho objeções de que o texto seja incluído no artigo do PT também. Entretanto, não existe nenhum motivo plausível para esconder o ocorrido nos perfis supracitados, pois eles também são personagens do episódio, eles também se manifestaram em relação ao episódio e também são interessados que o assunto seja exposto à luz do dia. Não existe nenhuma "perseguição" sendo feita aqui, isso foi mais uma coisa que você inventou para tentar se sair bem. O texto atinge os critérios de imparcialidade da WIKI (e teria sido incluído no artigo que fala sobre Alberto Cantalice, caso este artigo existisse - porém, como Cantalice não é uma celebridade e ainda não tem artigo próprio, ele foi o único personagem cujo texto não foi incluso em sua sessão particular de "polêmicas"). Atenciosamente, Russel Hammond (discussão) 22h17min de 20 de agosto de 2015 (UTC)
Qualquer pessoa pode solicitar o bloqueio de qualquer usuário ou IP. Não precisa ser administrador para fazer isso. Pensei que soubesse... Quanto ao conteúdo, discordo porque os listados na lista feita pelo vice-presidente do PT não tem nada a ver com a repressão que ele tentou fazer. Repressão e censura considerada inclusive por veículos da mídia. Os listados exercem a sua profissão e mantém opiniões políticas pessoas. Isto não é um crime. Não é uma polêmica causada por eles. Os biografados não tem culpa nenhuma em relação a essa lista. É culpa do PT e de seu vice-presidente (acredito que seja ex, enfim). Portanto, suas edições são parciais e serão por mim desfeitas. E não adianta escrever milhares de palavras para justificar algo que não tem justificativa. Érico Wouters (msg) 22h23min de 20 de agosto de 2015 (UTC)
Érico Júnior Wouters, se você acha que houve censura ou não, é absolutamente irrelevante para o que está sendo discutido aqui. Isso não se trata de sua opinião pessoal sobre o que ocorreu ou sobre a minha opinião pessoal sobre o que ocorreu (aliás, eu sequer manifestei minha opinião pessoal sobre o ocorrido). Trata-se de um episódio que de fato ocorreu na vida destas pessoas. Esse episódio divide opiniões e portanto merece ser descrito no artigo como uma "polêmica". A descrição que você reverteu foi dada adotando uma linguagem neutra e cumprindo com os princípios da imparcialidade da wikipédia. Em nenhum momento os participantes do episódio foram chamados de "criminosos", as fontes utilizadas para pautar o artigo apresentaram declarações de ambos os lados (além de declarações da mídia). Você está demonstrando uma falta de bom senso enorme ao afirmar que reverterá minhas edições a despeito de qualquer argumento tecido por mim - a mera teimosia não te dá o direito de reverter minhas edições sem que especifique qual é a parcialidade existente nessas edições. Afinal de contas, quais são, especificamente, as informações que você considera "PARCIAIS"? Seja específico por favor. Atenciosamente, Russel Hammond (discussão) 22h42min de 20 de agosto de 2015 (UTC)

───────────────────────── Tudo dali é parcial e por isso foi revertido. Os biografados não tem qualquer culpa dessa lista. A polêmica foi criada por culpa do criador da lista e não deles. Simples assim, pensei que não fosse tão difícil entender. Érico Wouters (msg) 23h09min de 20 de agosto de 2015 (UTC)

É irrelevante quem criou a polêmica (aliás isso está expresso no texto), não se trata de procurar culpados, se trata de descrever um fato. Esse episódio foi um evento na biografia destas pessoas públicas - e como tal merece ser descrito na wikipédia. Essa sua relutância em especificar qual é a parcialidade do artigo reflete a sua falta de argumentos. Estou te pedindo pacientemente para que você demonstre onde está o equívoco no método descritivo utilizado, porém você se nega a fazê-lo ao mesmo tempo em que demonstra uma óbvia intenção de me instigar a uma guerra de edições (e talvez depois advogar o bloqueio do meu IP, como já se mostrou disposto a fazer). Acredito que sua postura evidencia que você está deliberadamente agindo de má-fé, Érico Júnior Wouters. Por favor, mostre-me como você alteraria o texto para expressar uma linguagem ainda mais neutra do que aquela que foi empregada. Russel Hammond (discussão) 23h31min de 20 de agosto de 2015 (UTC)
Não há o que alterar. Só há o que eliminar. Os biografados não tem nenhuma culpa de estarem na lista. Por isso, nada deve ser inserido. E quanto a "demonstrar onde está o equívoco", já o fiz desde a minha primeira edição. Não se faça de desentendido. Érico Wouters (msg) 23h34min de 20 de agosto de 2015 (UTC)
O problema é que você não apresentou nenhum argumento para fundamentar seu ponto de vista. Falou em linhas gerais e, de forma covarde, negou meu pedido para que especificasse o que havia de errado com método descritivo empregado. Assim, vencido no argumento da parcialidade, você passou a defender a irrelevância do episódio para o artigo (eu criei um sub-tópico para falarmos sobre a relevância). Entretanto o argumento que você utilizou para argumentar a irrelevância seria a culpa, mas o que a culpa tem a ver com isso? Procurar culpados significa fazer um julgamento individual, porém esses julgamentos não cabem ao editor da wikipédia conforme estabelecido pelo NPOV (neutral point of view). Ao editor da wikipédia cabe meramente descrever os fatos, sem emitir julgamentos e contaminar o texto com opiniões pessoais. Deixo aqui duas questões: 1) Este fato ocorreu na vida dessas pessoas? 2) Este fato teve alguma relevância na vida destas pessoas? Em caso de resposta afirmativa, não existe parcialidade da minha parte. Apenas da sua. Russel Hammond (discussão) 23h52min de 20 de agosto de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Concordo com o Russel Hammond. Érico Woters não apresentou argumento nenhum para censurar essas informações da biografia do jornalista Augusto Nunes. Não tem motivo nenhum para esconder fatos relevantes da vida da pessoa.179.232.188.7 (discussão) 20h54min de 13 de outubro de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Concordo com o Russel Hammond. John Lennon não teve culpa nenhuma de ter sido assassinado via arma de fogo e nem por isso esse fato é excluído de seu artigo. As argumentações de Érico Wouters deixam, inclusive, claras seu viés ideológico que o motiva a esconder tal conteúdo. SilverWolfsbane (discussão) 01h10min de 8 de novembro de 2019 (UTC)

Relevância do episódio polêmico dos Pit Bulls da grande mídia[editar código-fonte]

Érico Júnior Wouters afirmou que informações acerca deste episódio que envolveu as celebridades supramencionadas seriam "irrelevantes" e que "não devem ser citada nos artigos das pessoas que estão nela." Resolvi abrir este sub-tópico para discutir exclusivamente acerca da relevância deste excerto para o artigo, uma vez que se trata de tema diverso daquele abordado acima.

Bem, a relevância do tema é óbvia não apenas para a wikipédia e seus leitores, como para a imprensa nacional e internacional. O assunto foi abordado por diversas publicações jornalísticas em âmbito nacional e (como pudemos observar através da manifestação dos "Repórteres Sem Fronteiras"), também teve projeção internacional. As celebridades envolvidas no episódio o consideraram o tópico como relevante o suficiente para divulgar a opinião do vice-presidente do PT em suas respectivas colunas, inclusive ameaçando o declarante com processo judicial (como pudemos observar através da coluna de Reinaldo Azevedo na revista Veja - adicionada como uma fonte fidedigna ao texto que você apagou).

Adicionalmente, é comum que haja uma sessão de "Polêmicas" para discorrer sobre temas controversos que permeiam a existência de indivíduos biografados ou determinados temas específicos que povoam a wikipédia. Posso citar diversos exemplos desta prática comum a seguir:

A relevância do tema está consolidada e não depende da sua opinião pessoal. O objetivo da wikipédia é informar e não censurar informações e tentar intimidar usuários que se propõe a discutir as arbitrariedades administrativas, como você está fazendo Érico Júnior Wouters. Atenciosamente, Russel Hammond (discussão) 18h26min de 20 de agosto de 2015 (UTC)


Endereço de IP, consenso e conflito de interesses[editar código-fonte]

Porque um IP da mesma cidade que a sua concordou em inserir o texto você achou que houve "consenso"? Jura? Por favor... Quanto ao texto, é ridículo sequer imaginar a inclusão do mesmo. São várias e várias linhas de conteúdo totalmente igual para justificar que determinada pessoa foi inserida em uma lista de um vice-presidente do PT. Se qualquer vice-presidente de um partido fazer uma "lista de desafetos" vamos inserir nos artigos dessa gente como se fosse uma polêmica? Vá ler a política de pessoas vivas e pare de tentar forçar um absurdo desses. Érico (msg) 19h27min de 31 de outubro de 2015 (UTC)
Os meus argumentos prevalecem sobre os seus sem a necessidade de um terceiro interveniente. Você possui um conflito de interesses em relação ao artigo, pois usa argumentos partidários que buscam demonizar aqueles que possuem uma posição partidária diferente da sua (no caso em tela, o Partido dos Trabalhadores) ao argumentar bobagens como "participar de uma lista negra do PT não é uma polêmica, mas sim uma honra" (sic). Eu gostaria de deixar claro que, diferentemente de você, não tenho laços com nenhum partido político (na verdade eu sou contra o próprio sistema político-representativo) e portanto creio estar melhor qualificado para julgar este caso. De qualquer forma, gostaria que outros administradores analisassem a sua conduta neste artigo, pois você obviamente está infringindo a Wikipédia:Política de administradores ao agir como se o artigo fosse de sua propriedade e distribuindo avisos arbitrariamente.
Acerca do endereço de IP: se você pesquisar o meu endereço de IP, (o qual é 177.20.243.189), descobrirá que não faz parte da mesma cidade que a minha, mas sim de uma outra cidade da região norte do Rio Grande do Sul. Eu não tenho certeza sobre a identidade do IP 179.232.188.7, porém acredito tratar-se de um conhecido meu, acadêmico do curso de Jornalismo da Universidade de Passo Fundo, a quem pedi que acompanhasse esta discussão. Seja como for, os teus argumentos temperados a ranço partidário não merecem prosperar Érico Júnior Wouters. Você não apresentou uma desculpa plausível sequer para sustentar sua tentativa de esconder estas informações das biografias em questão. Você considera que a própria menção desse episódio é POV, portanto está óbvio que não existe outra alternativa a não ser apelar aos demais administradores. Russel Hammond (discussão) 20h50min de 31 de outubro de 2015 (UTC)
Não é uma tentativa de esconder. O conteúdo que você tenta inserir é parcial e fere a política de pessoas vivas. Além disso, todos eles são uma cópia, e, segundo a política de eliminação, artigos com cópias de outros podem ser eliminados. Eu não entendo a sua insistência em não perceber que o que está tentando inserir é um disparate, uma vergonha sem limites. Um jornalista foi citado em uma lista de um vice-presidente do PT e você acha que o artigo dele deve ter seis mil kb falando sobre isso? Sério? Vamos fazer isso com todas as listas de desafetos que os partidos e seus dirigentes criam? Eu não tenho palavras para expressar minha indignação. Érico (msg) 20h57min de 31 de outubro de 2015 (UTC)
Esse fato foi público e notório, relevante o suficiente para que as personalidades citadas reagissem na mídia emitindo declarações oficiais. Reinaldo Azevedo por exemplo, escreveu um texto com mais de 10 mil caracteres sobre o assunto. Agora me diga, diante dos próprios envolvidos no caso, quem é você para tentar esconder essas informações das biografias em questão? Eu criei um tópico para falarmos sobre a relevância do artigo onde refutei completamente seus argumentos, você está apenas chovendo no molhado Érico. Além do mais já comprovei que o texto não é parcial. Inclusive eu perguntei o que você alteraria no texto para torná-lo mais imparcial e você não soube responder. Você é contra a própria inclusão dessa informação, a despeito de eu ter citado DIVERSOS exemplos de sessões de "Polêmicas" em outros artigos (isso sem falar que o texto não é uma cópia, ele respeita as particularidades de cada artigo, trocando as ordens dos nomes das pessoas citadas, deu trabalho pra organizar tudo). Russel Hammond (discussão) 21h04min de 31 de outubro de 2015 (UTC)
Ter seu nome incluído em uma lista não significa que o biografado fez algo para participar da polêmica, muito menos que isso deve constar no artigo dele da Wikipédia. Tudo bem que você é novato e não entende a maioria das nossas regras, especialmente sobre BPV, mas pare de insistir em algo que é totalmente errado. O cidadão faz um texto de seis mil bytes, distribui para todos os artigos das pessoas listadas e o considera uma "controvérsia". E ainda fica indignado em ter sido revertido. Eu até hoje nunca vi isso aqui. Se quer falar sobre o assunto, tente escrever no artigo do tal vice-presidente do PT. Ele é o responsável pela polêmica e não os listados. Não inverta as coisas. Lamento imensamente te informar, mas a Wikipédia não reproduz as listas de desafetos que os partidos produzem. Érico (msg) 21h13min de 31 de outubro de 2015 (UTC)
Eu posso ser "novato", mas até novatos sabem que argumentos pífios como "participar de uma lista negra do PT não é uma polêmica, mas sim uma honra" FEREM a imparcialidade e a política de administradores - e por isso é imperativo que a sua conduta seja analisada pelos demais administradores. Além do mais, eu também já expliquei lá atrás que o biografado não precisa ter causado a polêmica para fazer parte da polêmica (nós já passamos disso lá atrás também, você está novamente chovendo no molhado).

Pra ser sincero, não foi minha ideia adicionar essa sessão "Polêmicas" ao artigo. Qualquer pessoa que verificar o histórico do artigo, poderá notar como a sessão já existia muito antes de eu editá-la (porém ela apresentava uma versão extremamente simplista e parcial que, curiosamente, nunca havia incomodado ninguém antes). Eu meramente expandi a sessão "Polêmicas" deste artigo e atualizei a informação nos demais personagens que participaram da polêmica. Nesse momento você apareceu, decidindo arbitrariamente que a sessão "Polêmicas" do artigo começou a incomodar e não servia mais. Dessa forma, todo trabalho que tive fazendo pesquisa e editando o artigo foi meramente descartado e ainda tenho que ler lições de moral e acusações infundadas da parte de um indivíduo partidário que nunca fez nada para expandir o artigo.

OBS: se você criar um artigo sobre a pessoa que criticou os famosos, eu ficarei feliz em adicionar esse texto na sessão "Polêmicas" de seu artigo. Russel Hammond (discussão) 21h44min de 31 de outubro de 2015 (UTC)
Wikipédia:Biografias de pessoas vivas#Críticas: Citação: BPV escreveu: «Se as críticas representam a visão de uma minúscula minoria, elas não têm lugar no artigo.» A opinião do autor da matéria no site do partido é exatamente isto. Não cabe a Wikipédia dar espaço para uma opinião minoritária nos artigos, ainda mais em se tratando de pessoas vivas. Fabiano msg 21h18min de 31 de outubro de 2015 (UTC)
Fabiano, esta não é uma sessão de críticas, é uma sessão de polêmicas. Além do mais, como afirmar o que é uma "MINÚSCULA MINORIA" se a edição conta com a repercussão de diversas fontes jornalísticas como o "Observatório da Imprensa", "Brasil 247" e "Pragmatismo Político", além de ter repercutido na "Revista Veja" e no "Repórteres Sem Fronteiras" mostrando o outro lado da questão. Isso não é uma minúscula minoria. Seu argumento falhou. Russel Hammond (discussão) 21h44min de 31 de outubro de 2015 (UTC)
Para começar não é você quem define se o argumento X ou Y é válido. Depois a opinião do autor da lista é minoritária sim; caberia talvez no artigo partido ai sim numa seção sobre polêmicas, citando a repercussão do partido ter feito ou permitido que um de seus filiados fizesse tal listagem e usasse o site da agremiação para divulgar. Os citados na lista não são os responsáveis pelo fato, logo abrir na biografias deles espaço para isto seria dar mais importância as "vitimas" do que aos responsáveis por tal listagem. Fabiano msg 21h57min de 31 de outubro de 2015 (UTC)
O que define se argumento X ou Y é válido não sou eu mesmo, é a lógica. Argumentar que a opinião do autor da lista "é minoritária sim" é infantilidade diante das evidências que citei. Como diria o velho ditado popularizado pela TV Cultura, "Porque sim" não é resposta. A despeito disso, concordo contigo quando diz que o excerto deveria figurar no artigo do partido, afinal de contas, o comentário que deu origem à polêmica foi publicado inicialmente no site da agremiação (embora refletisse uma postura pessoal do autor). Porém você está obviamente equivocado ao repetir o mesmo argumento já refutado do Érico acerca da necessidade de esconder o fato nas biografias dos demais envolvidos. Russel Hammond (discussão) 22h09min de 31 de outubro de 2015 (UTC)

Além disso, andei fazendo umas pesquisas na wikipédia e descobri que essa suposta regra que vocês dois inventaram sobre as polêmicas nunca foi aplicada em lugar nenhum do site. Vejam o artigo do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, por exemplo: logo na primeira controvérsia temos o seguinte texto: "Em 2004, o jornalista do New York Times Larry Rohter teria chamado o então presidente de "bêbado", causando-lhe sua quase expulsão do país". Ou seja, um jornalista qualquer causou uma polêmica, não foi o ex-presidente quem causou (ele apenas foi envolvido pela polêmica), entretanto ninguém tem problema nenhum que isso seja exposto no seu artigo da wiki. A mesma coisa vale para o artigo do Clodovil Hernandes que apresenta uma polêmica entre o biografado e o programa Pânico na TV (Clodovil não criou a polêmica, apenas fez parte dela). Enfim já está mais do que provado que não existe NADA de errado com essa edição, os argumentos para tentar negá-la estão mudando a cada minuto e mesmo assim são insustentáveis. Russel Hammond (discussão) 16h46min de 1 de novembro de 2015 (UTC)
Se você apagar estas informações seguindo o que a regra diz, não iremos reclamar. Érico (msg) 19h16min de 1 de novembro de 2015 (UTC)
Mas eu não quero apagar essas informações, eu não acho correto apagá-las. Diferentemente de você, não tenho interesses partidários na questão e acredito que as informações pertencem ao domínio público. Quem deveria apagá-las é você, que trata-se do administrador que inventou essa "regra" (mas aparentemente você resolve não fazer a sua função quando algo não incomoda suas crenças pessoais). Enfim Érico, admita que você está equivocado na postura que assumiu até agora e prove que tem grandeza de caráter para remediar seu erro. Russel Hammond (discussão) 21h33min de 1 de novembro de 2015 (UTC)
Não importa se você não acha correto. Sua opinião pessoal não é levada em conta. O que vale é a BPV. Enfim, eu realmente tenho outras coisas para fazer aqui. Meu tempo é escasso e não vou ficar debatendo um assunto que já foi debatido. Se não aceita que as suas edições são erradas, não é culpa minha. Mas que fique avisado que elas serão desfeitas se voltar a persistir com este abuso. Érico (msg) 21h38min de 1 de novembro de 2015 (UTC)
Mas quem apresentou BPV foi você Érico - um ponto de vista baseado em partidarismo que evidenciou-se incapaz de fundamentar suas atitudes. Além do mais o assunto não terminou de ser debatido, os seus argumentos foram todos refutados e você está correndo do debate como fez desde o princípio. Enquanto eu rebati cada uma das suas afirmações, você meramente ignorou os argumentos que apresentei por pura birra. Sendo assim, além de agir baseado no partidarismo você também está adotando uma postura autista. Russel Hammond (discussão) 21h35min de 2 de novembro de 2015 (UTC)
Oh, céus. E você leu BPV? Não leu e garanto que nem sabe o que é! Vá ler e pare de escrever disparates. Todos aqui discordaram da sua edição e fim de papo (menos o IP de sua região...). Ninguém tem obrigação de ficar debatendo com alguém que não aceita e não entende absolutamente nada do que falamos. Vá ler as regras antes de tentar intimidar usuários que estão aqui há muito mais tempo que você e também que são muito mais experientes. Boas edições e bom aprendizado (se quiser, pode participar do programa de tutoria). Érico (msg) 21h49min de 2 de novembro de 2015 (UTC)
É você quem precisa de uma aula de lógica argumentativa para aprender a tecer um discurso coerente. Aliás, nem seus argumentos e nem sua postura são coerentes, pois a hipocrisia nas suas ações é evidente como restou comprovado pela postura que adotou nos artigos Lula e Clodovil apresentados acima. Pra falar a verdade eu já li muito acerca da neutralidade do ponto de vista, mas nunca vi nada que mencionasse a aplicação dos seus pífios argumentos partidários no que refere à reversão de edições. Pare com essa covardia Érico, e pelo menos tente rebater os meus argumentos ao invés de ignorá-los baseado em ad hominem. Russel Hammond (discussão) 22h19min de 2 de novembro de 2015 (UTC)