Eucatur

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de EUCATUR)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Eucatur
Razão social Empresa União Cascavel de Transporte e Turismo Ltda.
Tipo Empresa de capital fechado
Slogan Transporte feito com carinho.
Indústria Transportes
Gênero Privada
Fundação 31 de março de 1964 (52 anos)
Fundador(es) Assis Gurgacz
Sede Flag of Cascavel.jpg Cascavel
 Brasil

Ji-Paraná, Rondônia RO, Brasil Brasil

Área(s) servida(s)  Acre
 Amazonas
Bahia Bahia
 Ceará
 Distrito Federal
 Espírito Santo
 Goiás
 Maranhão
 Mato Grosso
 Mato Grosso do Sul
 Minas Gerais
Pará Pará
 Paraíba
 Paraná
 Pernambuco
 Piauí
 Rio Grande do Norte
 Rio Grande do Sul
 Rio de Janeiro
 Rondônia
 Roraima
 São Paulo
 Santa Catarina
 Tocantins

 Bolívia
 Paraguai
 Venezuela
Proprietário(s) Grupo Eucatur
Pessoas-chave Assis Gurgacz
Acir Gurgacz
Produtos Transporte rodoviário de passageiros
Transporte urbano de passageiros
Transporte de cargas
Turismo
Táxi-aéreo.
Website oficial http://www.eucatur.com.br/

A Eucatur (Empresa União Cascavel de Transporte e Turismo Ltda.) é uma empresa brasileira de transportes rodoviários de passageiros, cargas, transporte urbano de passageiros e táxi-aéreo, fundada em 1964 por Assis Gurgacz, no município paranaense de Cascavel, onde mantém sua sede.

A empresa opera diversas linhas de longa distância em quase todo o país, sendo a maior delas a que liga o município catarinense de Criciúma a Porto Velho, em Rondônia, com mais de 3.590 quilômetros.

É uma das pioneiras na ligação Norte-Sul do Brasil, detendo diversos itinerários interligando vários pontos da região, como Rio Branco, Porto Velho e Belém, ao resto do país, como também a países vizinhos como Venezuela, Bolívia e Paraguai. A empresa atua no transporte coletivo de Manaus. Hoje, a Eucatur está presente em 23 estados brasileiros e cobre 60% do território nacional.[1]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Fundada por Assis Gurgacz, vendedor ambulante que investiu no transporte rodoviário de passageiros, no dia 31 de março de 1964, quando Gurgacz adquiriu o carro e a linha que fazia a ligação de Cascavel ao então distrito de Santa Tereza. A compra se deu pela troca de dez alqueires de terra e seis cabeças de gado. A linha, praticamente, não tinha valor, ao contrário do ônibus. Sessenta dias depois, o carro já não suportava a demanda, quando Assis Gurgacz se deslocou para Erechim, no Rio Grande do Sul, com um jipe, que foi dado como entrada na compra de um ônibus F-600, de segunda mão, da Empresa União Erechim (atual Unesul), para fazer a linha Cascavel-Guavirá. Foi nesse momento que surgiu a ideia do nome da empresa, União Cascavel, demonstrava o interesse de seus fundadores em unir a região Oeste do Paraná, prestando serviço pioneiro no transporte de passageiros.

À medida que novas estradas foram abertas, a empresa cresceu e passou a ligar os municípios de Catanduvas, Boa Vista da Aparecida e Capitão Leônidas Marques a Cascavel. Como consequência do progresso na região, a empresa também expandiu e buscou apoio junto a Empresa Sulamericana, que vendeu sete veículos para a Eucatur, de forma parcelada. Na mesma época, o turismo começou se fortalecer e a empresa decidiu abrir fronteiras e percorrer o território brasileiro.

LPO 1113, um dos primeiros novos ônibus da Eucatur (ainda sob o nome União Cascavel).

Em 1970 veio o primeiro ônibus novo, o número 40, modelo Mercedes-Benz LPO 1113, carroceria Incasel Continental II versão super luxo, com 32 lugares. Nesse momento, a Eucatur já atendia também as localidades Guavirá, Alvorada, Braganey, Porto Pichek, Cachoeira, Campo Bonito, Rio da Paz, Catanduvas, Mato Ralo, Ibiracema, Alto Alegre, Três Barras do Paraná e Capitão Leônidas Marques, bem como a ligação Guaraniaçu x Catanduvas e da linha municipal Capanema x Porto Busato.

Auge[editar | editar código-fonte]

Em 21 de agosto de 1972, Assis Gurgacz iniciou a primeira viagem para o então Território Federal de Rondônia, fazendo da Empresa União Cascavel a primeira a atender uma linha regular de transporte rodoviário de passageiros ligando o Sul ao Norte do país e no princípio, as viagens se davam a cada 60 dias, reduzindo-se para 30 e depois 15 dias, até se tornarem diárias. A agricultura na região sul do Brasil crescia de maneira rápida e a mecanização e a ameaça de desapropriação de terras, devido à construção da Hidrelétrica de Itaipu, levaram os pequenos agricultores e famílias gaúchas, catarinenses e paranaenses a venderem suas propriedades e a se deslocarem para outras regiões do país, principalmente o Norte e Centro-Oeste do Brasil utilizando os serviços da empresa para o transporte de móveis, materiais de construção, animais domésticos, para o início de uma nova vida, assim, Porto Velho, capital do hoje estado de Rondônia foi a nova rota da empresa. Neste período, um dos melhores sistemas de comunicação em todo o Território era a estrutura de rádio amador que a empresa possuía, dessa forma, os serviços eram usados pela coletividade.

No ano de 1973, a denominação social da empresa foi alterada de Empresa União Cascavel de Transporte Ltda, para EUCATUR - Empresa União Cascavel de Transportes e Turismo Ltda, havendo inclusive um aumento das viagens especiais, de turismo e dos fretamentos e o símbolo da Eucatur, escolhido em 1974, foi as duas cobras de mãos dadas representa a força da União Cascavel na região Oeste Paranaense ligando ao então Território de Rondônia, com o slogan A união dos povos, União Cascavel, a união das cobras.

Monobloco 0362 da Eucatur.

Em março de 1977, a Eucatur oficializou sua filial de transportes e turismo na então Vila de Rondônia (atualmente Ji-Paraná), completando 5 anos de presença no Território. No dia 15 de abril de 1977 foi deferido, pelo presidente da Empresa Brasileira de Turismo (EMBRATUR), o certificado de registro da Eucatur como transportadora turística. Em 1980 foram adquiridos vários ônibus Volvo B58B (carroceria Incassel Jumbo) que faziam viagens especiais, turismo e fretamentos para Rondônia e logo foram trocados por modelos Mercedes-Benz, mais altos e apropriados para as precárias condições da BR-364, que na época não era asfaltada.

Em 1983, a Eucatur passou a atender o Paraná e Rondônia com linhas municipais e intermunicipais, além das interestaduais que ligavam também Mato Grosso do Sul e Mato Grosso e em 12 de maio de 1983, a linha Cascavel-Porto Velho, passou a ser oficial e com mais horários diários, sendo uma das maiores linhas da América do Sul, com 3.160 km.

Aumento de frota e linhas[editar | editar código-fonte]

Em março de 1984 ocorre uma revolução nos veículos da Eucatur, com grandes modificação na identidade visual dos veículos, com a parte inferior na cor preta, padronizados nos novos ônibus Volvo (carroceria Nielson/Diplomata). Em junho também chegaram novos ônibus MBB 0-364 e Volvo Monobloco B58B (carroceria Marcopolo Paradiso, os primeiros da Eucatur e os primeiros ônibus Volvo equipados com terceiro eixo e mais altos com novo visual a rodarem na região amazônica). No dia 12 de setembro ocorre a inauguração do asfalto da BR-364 (Rodovia Marechal Rondon), trecho Cuiabá-Porto Velho. Com isso consequentemente acabaram os problemas com lama e atoleiros. O setor de encomendas acompanhava o crescimento da empresa e se fortalecia com o passar do tempo.

Monoblobo Mercedes-Benz 0-364 da Eucatur, já com a cor preta.

Em janeiro de 1985 é inaugurado o novo Centro Administrativo da Eucatur em Cascavel, que substituiu a então garagem que servia de sede da empresa. Esta já se mostrava pequena e apertada para as necessidades da empresa.

Em janeiro de 1986 a frota aumenta com os ônibus Volvo B58E (carrocerias Marcopolo Paradiso e Viaggio). Em abril, a Eucatur voltou a operar em caráter extra-oficial uma das maiores linhas de ônibus do Brasil e das Américas: Colatina-Porto Velho, com 3.600 km de extensão e aproximadamente 52 horas de viagem. Em julho com o desenvolvimento, o progresso, o crescimento e a necessidade de agilidade nos serviços internos a empresa também entra pela primeira vez na era da informação, adquirindo computadores e montando o Centro de Processamento de Dados em Cascavel. No dia 3 de dezembro aconteceu a inauguração do prolongamento da linha Curitiba-Porto Velho, passando a ser Curitiba-Cascavel/Cascavel-Porto Velho, com 3.640 km, a maior linha de ônibus regular do Brasil até então. Em 1987 a Expresso Maringá, que ainda não era do grupo Constantino, ganhou algumas linhas do DNER, ligando Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e também a região Sudeste e Sul do Brasil. Sem condições de operar todas as linhas, as mesmas foram divididas entre EUCATUR e Expresso Maringá, com operação conjunta, sob o nome Viação Integração, que mais tarde veio a se chamar Nova Integração, fazendo parte do grupo EUCATUR, pois a Expresso Maringá abriu mão das linhas e a Eucatur e Andorinha deram continuidade nas operações.

Em fevereiro de 1988 ocorre mais uma modificação na identidade visual, com a retirada da cor cinza e o preto da saia. No mês de agosto é inaugurada a linha Campo Grande-Florianópolis (1.544 km e duração de 24 horas de viagem). Inicia-se também as operações da empresa Eucatur Táxi Aéreo (especializada no transporte aéreo), contando com aeronaves próprias, fazendo voos principalmente nos Estados do Paraná e de Rondônia.

Em janeiro de 1989 houve a inauguração da linha Boa Vista-Ciudad Bolívar (Venezuela), com 984 km de extensão e quinze horas de viagem. Neste mesmo ano deu início ao transporte urbano na Capital do Amazonas (Manaus), com cerca de 20 veículos. Em agosto a Eucatur adquiriu linhas da Empresa Auto São Cristóvão S/A, da cidade de Criciúma, passando a atender as cidades de São Paulo e Porto Alegre que também recebem os serviços da empresa. Em fevereiro de 1991 ocorre a inauguração da nova garagem em Manaus. Em 9 de julho foram inauguradas mais duas grandes linhas da empresa: Erechim-Ji-Paraná e São Miguel do Oeste-Cuiabá. No mês de agosto chega o primeiro ônibus articulado adquirido pela empresa, um Volvo B58E (carroceria Marcopolo/Torino) para o transporte urbano de Manaus. Em outubro teve mais duas linhas: Criciúma-Porto Velho e Porto Alegre-Porto Velho. Em 1992, comemorando 20 anos da chegada a Rondônia, é acrescentada em dezembro mais uma linha as diversas já possuídas pela empresa: a linha Porto Alegre-Rio Branco (4.200 km e 72 horas de viagem). Em 1993 a empresa colocava em circulação, de uma única vez, 144 ônibus zero-quilômetro para atender o transporte da cidade de Manaus, serviço iniciado ali 4 anos antes, em 1989. Em 1994 a empresa completa 30 anos de fundação, o que abre espaço para mais inovações.

Modernização e padronização da frota[editar | editar código-fonte]

Em 1995, a cidade de Boa Vista passou a ser atendida com ônibus urbanos da empresa e, neste mesmo ano, a empresa adquire ônibus Volvo B10M, (com carroceria Marcopolo Paradiso), com a denominação Amazon Bus, sendo o primeiro veículo equipado com ar condicionado, calefação e geladeira. Logo em seguida surge o Amazon Bus Special e o Amazon Bus 2000.

Em 1998, a Eucatur lança o modelo urbano Amazon Bus para atender a cidade de Manaus e ficou conhecido como “Verdão” pela população, sendo o primeiro ônibus a operar na cidade com ar-condicionado.

Em 1999, foi lançado o modelo Amazon Bus Imigrante, primeiro modelo de ônibus 2 andares (Double Decker). Em 2000, ocorreu a modernização no setor de encomendas, sendo adquiridos mais caminhões para o serviço de coleta e entrega, e a complementação da frota de ônibus, com a aquisição de B10R Volvo com carroceria Marcopolo 1550LD (os primeiros veículos da serie B10 com motor traseiro).

Em 2002, a frota foi novamente ampliada, com a aquisição dos chassi MBB O-400, carroceria Marcopolo e no setor urbano houve a renovação de frota com a compra dos chassi MBB OF-1721, além da aquisição de ônibus articulados com ar condicionado para Manaus. Em 2003 entrou em operação a nova garagem da filial de Ji-Paraná, com estrutura e tecnologia de ponta.

Em 2004, a Eucatur completou 40 anos, sendo lançado o livro “Abrindo Caminhos – Os Primeiros 40 Anos da Eucatur” que descreve a história da Eucatur.

Ônibus Marcopolo G7 da Eucatur
(créditos da foto: Diego Almeida Araújo).

Em 2007, a Prefeitura de Manaus entra com novo concórsio TransManaus e com isso a Eucatur passa a ser Transamazônia no transporte urbano de Manaus. Já em 2010 a empresa adquiriu os novos Marcopolo G7 para o transporte rodoviário em seus estados de atuação. Em 2011 entra nova licitação no transporte coletivo de Manaus e a Eucatur passa a criar Grupo Eucatur Urbano - Manaus, com filias 01 Rondônia, 04 Integração e 08 Transtol.

Em dezembro de 2016 Transtol Transportes Manaus, entra em extinção e passa ser divida para as empresas Via Verde (11 Linhas e 75 Carros) e Rondônia e Integração com outra metade (10 Linhas e 46 Carros)

Em 2016, como Senador da República, Acir Gurgacz, votou a favor do impeachment[2], sofrido pela presidenta legítimamente eleita, Sra, Dilma Vana Rousseff (PT), contrariando até mesmo as deliberação de seu partido político o PDT[3], sendo que confessou alguns dias depois que ela não cometeu crime de responsabilidade fiscal[4], o que provocou uma série de questionamentos a respeito da legitimidade da votação[5], que conforme confessado publicamente pela advogado José Yunes[6], amigo pessoal e ex-assessor de Michel Temer, foi uma votação planejada e comprada, uma vez que os 140 deputados que venderam seus votos para eleger Eduardo Cunha presidente da Câmara dos Deputados, foram coagidos a votar a favor do impeachment.

Ainda em 2016, e no início de 2017, uma das várias empresas da família Gurgacz, a Eucatur, que enfrenta processo de Leilão na Justiça, por conta de uma Pedalada Fiscal com a Fazenda Nacional[7], [sic] leia Execução, onde se lê Pedalada, que foi citada entre as empresas que mais frequentam a Justiça do Trabalho[8], assim como entra as empresas que mais devem para a previdência social[9], recebeu um grande aporte de dinheiro e crédito, que foram utilizados na aquisição de vinte (20) novos veículos modelo VOLVO, de última geração, cujo preço de mercado, está avaliado em aproximadamente R$ 1.000.000,00 de reais, segundo a empresa foram investidos na compra mais de R$ 20 milhões[10].

Em 2017, recaem sobre o Senador Acir Gurgacz, as suspeita de que ele teria feito tráfico de influência, na ocasião em que vendeu o voto a favor do Impeachment, para garantir os aportes necessários para a aquisição milionária feita pela Eucatur ainda no ano de 2016.

Em janeiro de 2017 se tornou a pioneira na operação do novo padrão de ônibus brasileiro, com quinze metros de comprimento, eixo duplo dianteiro e capacidade para 60 pessoas, sendo 48 no piso superior, em classe executiva, e 12 leitos no piso inferior. São 20 unidade do modelo DD 1800, da Marcopolo.[11]

Relações Trabalhistas da Eucatur[editar | editar código-fonte]

Conhecida por ser citada na lista das empreas que mais frequentam a Justiça do trabalho, a Eucatur, apesar de ser controladora de um Hospital[12], não fornece convênio médico para seus funcionários contratados sob regime da CLT, tampouco atendimento gratuito no Hospital São Lucas, que é uma empresa do Grupo Eucatur.

No período de dezembro/2016 a janeiro/2017 a oficina de Cascavel ficou sem copo para os funcionários beber água, e sem papel higiênico para os funcionários utilizar nos sanitários, isso enquanto a empresa anunciava em uma mega operação de marketing, a aquisição de vinte veículos novos, de última geração, da Volvo, que custaram aproximadamente R$ 20 Milhões de reais.

Os veículos da frota da empresa estão há mais de cinco anos sem serem submetidos a manutenção preventiva para substituição dos ítens de segurança, em 2017 eles elaboraram um plano de manutenção preventiva que durou apenas durante o mês de janeiro, contudo este plano foi abandonado devido aos custos elevados.

A empresa Eucatur, na entrevista, promete aos candidatos a cargos de gestão, um fixo + variável, o que não se cumpre após a contratação, uma vez que o variável só é pago de acordo com o atingimento de metas IMPOSSÍVEIS.

A Eucatur não faz tratamento do esgoto, proveniente da lavagem dos veículos da frota de Cascavel/PR, contendo inclusive agentes químicos, que vão direto para os mananciais da cidade.

A Eucatur costuma burlar a legislação trabalhista, sonega impostos, e na medida do possível evita demitir os seus funcionários, promovendo assédio moral, ameaças e utilizando-se de outras práticas de tortura psicológica, ela coage seus funcionários a pedirem demissão, quando não os trata com advertâncias e suspensões para viabilizar a demissão por justa causa.

Muitos dos funcionários de Cascavel, foram contratados por puro nepostimo, sendo que existem até mesmo casos, de analfabetismo funcional (Elias Maluco) em cargos de liderança, fazendo fofocas e conspirando contra todo e qualquer funcionário novo, contratado via meritocracia, e que possa colocar em risco a suas atividades, que se resumem a caçar culpados para os problemas crônicos provenientes da administração manca da empresa.

Outros funcionários como é o caso do Valmir da Oficina, que está com o nome sujo, devido ter sido utilizado como laranja, na abertura de empresas subsidiárias, que faliram e que possuem passivo tabalhista na justiça.

O Mansão dos Gurgacz, é uma fachada que oculta além de trabalho análogo a escravidão, que ocorre nos fundos dela, diversos esquemas de alavancagem de negócios e lavagem de dinheiro.

Relações empresariais (Grupo Eucatur)[editar | editar código-fonte]

Sigla Significado da Sigla
Eucatur Empresa União Cascavel de Transportes e Turismo Ltda.
Aucatur Agência União Cascavel de Transportes e Turismo Ltda.
Caribe Expresos Caribe de Transportes Rodoviários Ltda.
Transamazônia Transportes da Amazônia Ltda.
Rondônia Rondônia Comércio e Extração de Minérios Ltda.
Transtol Transportes Coletivos de Toledo Ltda.
La Paraguaya La Paraguaya de Transporte S.R.L Ltda.
Nova Integração Viação Nova Integração Ltda.
Amazon Líder Auto Ônibus Líder Manaus Ltda.
Especial Associação Atlética Cascavel Ltda.
Serra Azul Serra Azul Transportes Ltda.
União Macapá Empresa União Macapá de Transportes e Turismo Ltda.
Pioneira Pioneira de Transporte Coletivo Casca­vel Ltda.
Solimões Solimões Transportes de Passageiros e Cargas Ltda.

Atendimento[editar | editar código-fonte]

Linhas[editar | editar código-fonte]

Presente em 23 estados brasileiros, além da Venezuela, Bolívia e Paraguai, a Eucatur atende linhas de grandes distâncias. Entre as principais estão:

Destinos[editar | editar código-fonte]

A empresa hoje atende vários destinos nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Rondônia, Acre, Amazonas e Roraima.

Relação das principais localidades

*Acre

*Amazonas

*Distrito Federal

*Goiás

*Mato Grosso

*Mato Grosso do Sul

*Minas Gerais

*Paraná

*Rio Grande do Sul

*Rondônia

*Roraima

*Santa Catarina

*São Paulo

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. https://www.eucatur.com.br/#/quem-somos Eucatur - Quem Somos
  2. «Impeachment: saiba como votou cada senador no julgamento de Dilma». EBC. 31 de agosto de 2016 
  3. «PDT discutirá situação de senadores que apoiaram impeachment, diz Lupi». Processo de Impeachment de Dilma. 31 de agosto de 2016 
  4. «Senador vota pelo impeachment, mas diz que não há crime de Dilma». Processo de Impeachment de Dilma. 31 de agosto de 2016 
  5. «Odebrecht listou quatro deputados que criticaram corrupção em voto do impeachment». Folha de S.Paulo 
  6. Amado, Guilherme. «Yunes afirma que Temer sabia que ele foi usado por Padilha como mula | Lauro Jardim - O Globo». Lauro Jardim - O Globo. Consultado em 3 de março de 2017 
  7. «Patrimônio da Eucatur será leiloado em Rondônia». CGN. A informação e ponto. 
  8. «As empresas que mais "frequentam" a Justiça do Trabalho | EXAME.com - Negócios, economia, tecnologia e carreira». exame.abril.com.br. Consultado em 3 de março de 2017 
  9. «CMI Brasil - Lista dos Maiores Devedores da Previdência». brasil.indymedia.org. Consultado em 3 de março de 2017 
  10. blogpontodeonibus (2 de fevereiro de 2017). «Eucatur confirma a compra total de 20 ônibus rodoviários de 15 metros». Diário do Transporte. Consultado em 3 de março de 2017 
  11. «Novos ônibus da Eucatur são apresentados na rodoviária de Florianópolis - catve.com». catve.com - Portal de Informação em Áudio e Vídeo 24h por Dia 
  12. «Grupo Assis Gurgacz confirma a compra de 64% do Hospital São Lucas». Grupo Assis Gurgacz confirma a compra de 64% do Hospital São Lucas