Economia de Natal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Dezembro de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Economia de Natal tem sua maior receita (sendo o PIB gerado em 2005 era de 7.038.816 mil reais e o PIB per capita, de 9.047 reais,[1] o maior do Rio Grande do Norte) gerada principalmente pelo turismo nacional e internacional, na indústria têxtil, e pelo comércio (principalmente de hipermercados). A Praia de Ponta Negra (e o Morro do Careca nela) é a principal rota turistica da capital potiguar e do estado. Também destaca-se pelo turismo a praia de Genipabu. Na indústria textil destaca-se as várias fábricas espalhadas pela Grande Natal (como a da Coteminas e do Grupo Guararapes por exemplo).

No comércio, Natal é sede da segunda maior rede de lojas de departamento do Brasil, as Lojas Riachuelo (a quem pertece ao Grupo Guararapes), além disso tem um shopping center do mesmo grupo, o Midway Mall, um dos maiores do Brasil.

Na cidade existem vários shoppings centers, além do Midway, existe o Natal Shopping (da BrMalls), Natal Norte Shopping (do grupo potiguar Ecocil), Praia Shopping (afiliado a Abrasce), entre outros.

Devido a grande quantidade de supermercados e principalmente de hipermercados, Natal está sendo chamada pelos empresários de "Paraíso dos supermercados". Nos últimos anos, foram inaugurados vários hipermercados, entre eles, uma nova filial do Carrefour, dois hipermercados Extra, um Sam's Club, dois Bompreço e um Atacadão.

Possui também um bairro de comércio popular, o bairro Alecrim.

Além disso, no segundo semestre haverá a expansão do shopping Midway que promete trazer uma nova loja que ainda não tem filial na capital.

A grande especulação imobiliária está se tornando este uma grande econômia na cidade. Tanto que está sendo construído um dos maiores edifícios do Nordeste, o Mirante João Olímpio Filho; antigamente, a construção de prédios estava restrita a Zona Sul e Zona Leste, porém com a chegada da Ponte Newton Navarro, a Zona Norte - que não podia ter edíficios - começa a receber seus primeiros empreendimentos e edíficios.

Na parte "festeira" da capital destaca-se o Carnatal - o maior bloco de rua do planeta segundo o Guiness Book - que atrai milhares de turistas, além do Mada, festival de rock. Além disso, Natal possui várias belezas naturais, seja exarcebada em suas praias, seja exarcebada na própria cidade - que é cortada por um rio. A capital possui a Fortaleza dos Reis Magos - marco inicial da cidade - que atrai centenas de natalenses; possui ainda o famoso Teatro Alberto Maranhão; uma reserva ambiental - o Parque das Dunas, além disso, outra reserva está sendo construída, o Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte e o Pórtico dos Reis Magos que dá boas vindas a quem chega a cidade.

A rede hoteleira da cidade é muito bem desenvolvida, com vários hotéis, bares, restaurantes e pousadas; alem dos mega-resorts que estão sendo construídos próximos a cidade. A cidade possui o Aeroporto Internacional Augusto Severo - que foi ampliado; porém devido ao crescimento astronômico do túrismo, está sendo construído o maior aeroporto da América Latina, o Aeroporto Internacional de Natal.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências