Edivaldo Holanda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Edivaldo Holanda
Edivaldo Holanda
Deputado federal pelo Maranhão
Período 1988[nota 1]
Deputado estadual pelo Maranhão
Período 1983-1986
2007-2011
2015-2019
Vereador de São Luís
Período 1977-1983
Dados pessoais
Nascimento 31 de dezembro de 1946 (72 anos)
São João do Rio do Peixe, PB
Progenitores Mãe: Honorina Braga
Pai: Linesio Holanda
Cônjuge Vânia Braga
Filhos Edivaldo Holanda Júnior
Partido ARENA (1976-1979)
PDS (1980–1985)
PFL (1985-1988)
PL (1988–1989)
PSC (1990–2003)
PTC (Desde 2003)
Profissão advogado, empresário

Edivaldo de Holanda Braga (São João do Rio do Peixe, PB, 31 de dezembro de 1946) é um advogado, empresário e político brasileiro que foi deputado federal pelo Maranhão.[1][nota 2]

Dados biográficos[editar | editar código-fonte]

Filho de Linésio de Holanda Cavalcanti e Honorina de Holanda Braga. Advogado formado na Universidade Federal do Maranhão, tem graduação em Administração Pública Governamental pela Universidade de Miami.[2] Eleito vereador de São Luís pela ARENA em 1976, migrou para o PDS com a restauração do pluripartidarismo em 1980 e no ano seguinte foi escolhido presidente da Câmara Municipal. Em sua nova legenda elegeu-se primeiro suplente de deputado estadual em 1982, mas exerceu o mandato durante a maior parte da legislatura quando o governador Luís Rocha nomeou Mauro Fecury prefeito da capital maranhense.[3][nota 3] Investido na condição de parlamentar, Edivaldo Holanda representou seu estado como delegado da Assembleia Legislativa do Maranhão no Colégio Eleitoral onde foi eleitor de Tancredo Neves em 1985.[4][5][6]

Eleito suplente de deputado federal via PFL em 1986, foi convocado quando o governador Epitácio Cafeteira nomeou Sarney Filho para a Secretaria de Assuntos Políticos. Graças a esse fato, Edivaldo Holanda participou da Assembleia Nacional Constituinte responsável pela Carta Magna de 1988, mesmo ano onde perdeu a eleição para prefeito de São Luís via PL.[4][5][7][nota 1]

Embora tenha perdido a eleição para deputado estadual via PSC em 1990 e para vice-prefeito de São Luís na chapa de Jaime Santana em 1992, permaneceu na legenda durante treze anos. Não obstante sua passagem como adversário político de Conceição Andrade, quando esta foi prefeita da capital maranhense nomeou Edivaldo Holanda como assessor político e depois o fez presidente do Instituto de Previdência do Município e por fim secretário municipal de Governo em São Luís.[2] Afastado da política durante alguns anos, assumiu o diretório estadual do PTC e embora tenha perdido a disputa para prefeito da capital maranhense em 2004, venceu as eleições para deputado estadual em 2006 e 2014.[4]

Herdeiro político[editar | editar código-fonte]

Seu filho, Edivaldo Holanda Júnior, elegeu-se vereador na capital maranhense em 2004 e 2008, deputado federal em 2010 e prefeito de São Luís em 2012 e 2016.[4][8]

Notas

  1. a b Edivaldo Holanda substituiu Sarney Filho como deputado federal entre 5 de maio e 24 de agosto de 1988. Em termos editoriais esta foi sua convocação parlamentar mais significativa, razão pela qual a destacamos na infobox, mas o referido suplente foi convocado também entre 22 de janeiro e 23 de maio de 1990, bem como de 29 de maio à 24 de outubro do referido ano.
  2. O banco de dados da Fundação Getulio Vargas informa que Edivaldo Holanda nasceu no município de Antenor Navarro, atualmente denominado "São João do Rio do Peixe".
  3. Graças ao Ato Institucional Número Três os governadores de estado detinham o poder de nomear os prefeitos das capitais, direito revogado após as eleições municipais de 1985.

Referências

  1. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Edivaldo Holanda». Consultado em 14 de março de 2019 
  2. a b «CPDOC – FGV: Biografia de Edivaldo Holanda». Consultado em 14 de março de 2019 
  3. «BRASIL. Presidência da República: Ato Institucional Número Três de 05/02/1966». Consultado em 14 de março de 2019 
  4. a b c d «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 14 de março de 2019 
  5. a b «Banco de dados do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão». Consultado em 14 de março de 2019 
  6. Sai de São Paulo o voto para a vitória da Aliança (online). Folha de S.Paulo, São Paulo (SP), 16/01/1985. Primeiro caderno, p. 06. Página visitada em 14 de março de 2019.
  7. «BRASIL. Presidência da República: Constituição de 1988». Consultado em 14 de março de 2019 
  8. «Edivaldo Holanda Júnior, do PDT, é reeleito prefeito de São Luís (g1.globo.com)». Consultado em 14 de março de 2019