Edson Tavares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Edson Tavares
Informações pessoais
Nome completo Edson Araújo Tavares
Data de nasc. 19 de junho de 1956 (62 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Informações profissionais
Equipa atual Yokohama FC
Posição Zagueiro
Função Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)

0000–1974[1]





Vasco da Gama
Belenenses
Deportivo Portugués
Sporting de Braga
Porto
Zurique
Fribourg
Renens
Times/Equipas que treinou
1982–1983
1984–1985
1986
1987
1987
1988–1989
1989
1990–1991
1991–1994
1995
1996–1997
1998
1999
1999–2000
2000
2001–2003
2004
2005
2005–2006
2007
2008
2009
2009
2009–2010
2010–2011
2012–2013

2017–
Fribourg
Stade Soussien
Jordânia
Al-Ramtha
Porto Alegre
Signal Bernex
Chile (auxiliar-técnico)
Al-Hilal
Al-Salmiya
Vietnã
Khaitan
Guangzhou Songri
Sichuan Guancheng
Shenzhen Pingan
Guangzhou Evergrande (interino)
Chongqing Lifan
Vietnã
Americano (diretor-técnico)
Sepahan
Americano (diretor-técnico)
Omã Olímpico
Vissai Ninh Bình
Shenzhen Ruby
Al-Oruba
Haiti
Al-Shabab Seeb
Nova Iguaçu (diretor-técnico)
Yokohama FC

Edson Araújo Tavares[2][3] (em chinês: 埃德森·阿罗约·塔瓦雷斯), mais conhecido apenas como Edson Tavares (Rio de Janeiro, 19 de junho de 1956), é um treinador e ex-futebolista brasileiro, que atuava como zagueiro. Atualmente, é treinador do Yokohama FC.

Seu último grande trabalho como treinador foi na Seleção do Haiti[4], sendo escolhido o melhor treinador para o desenvolvimento na área da CONCACAF, e levando a equipe nacional ao 39º lugar no Ranking Mundial da FIFA.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Natural da capital carioca, Tavares começou cedo a vida de treinador, após atuar em equipes modestas de Brasil, Portugal[1] e Venezuela, antes de encerrar sua carreira de jogador no Campeonato Suíço[5].

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Ainda com 26 anos, Edson Tavares é convidado pelo FC Fribourg para o cargo de treinador, que, em seguida, jogaria na 1. Liga Promotion, correspondente à terceira divisão da Suíça. Depois de obter sucesso com a ascensão do clube para a Challenge League (segunda divisão), Tavares deixou a Suíça, atuando por apenas uma temporada, assim como permaneceu na maioria dos clubes em que dirigiria, com apenas duas exceções: no clube kuwaitiano Al-Salmiya, onde permaneceu entre 1991 e 1994, e no Chongqing Lifan, da China, onde atuou por três temporadas. Seu único título conquistado com um grande clube foi a Liga dos Campeões da AFC de 1991–92, com o Al-Hilal, da Arábia Saudita.

Em setembro de 2010, Tavares foi chamado por dirigentes da Federação Haitiana de Futebol, com o objetivo de liderar a seleção numa improvável classificação para a Copa do Mundo FIFA de 2014, no Brasil[6]. Entretanto, o início do técnico na seleção haitiana não é muito bom. O Haiti foi rapidamente eliminado da Copa do Caribe de 2010, terminando na terceira colocação de seu grupo, atrás de Trinidad e Tobago e Guiana. Contra a seleção guianesa, os Les Rouge et Bleus tropeçaram jogando na cidade de Port of Spain, obtendo apenas um empate sem gols. As críticas começaram a surgir e a atenção de Tavares se concentraria somente nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, que começaria em setembro de 2011. Na disputa eliminatória, o Haiti acabou caindo no Grupo 6, ao lado de Antígua e Barbuda, Curaçao e Ilhas Virgens Americanas. Novamente, Edson Tavares e seus comandados haitianos acabam decepcionando a todos, já que o Haiti terminou em segundo no seu grupo, atrás de Antígua e Barbuda, e fora da zona de classificação para a fase final das Eliminatórias.[7]. Tendo em vista as dificuldades que o país vivia devido ao desastre nacional, onde morreram 300 mil pessoas no tremor de terra e que sua missão de restaurar o futebol no país, com organização e apoio da FIFA para construção de novas instalações, objetivos atingidos plenamente, Edson Tavares resolveu deixar a seleção em 2013, e foi substituído pelo cubano Israel Blake Cantero.

Outros trabalhos de Edson Tavares em seleções foram com Jordânia, Vietnã e com a seleção olímpica de Omã, além de ter trabalhado como auxiliar-técnico do Chile.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Signal Bernex
Al-Hilal
Al-Salmiya
  • Copa do Emir do Kuwait: 1993
Chongqing Lifan
  • Copa da China: 2000
Sepahan
  • Copa do Irã (Copa Hazfi): 2005–06

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Fribourg
  • Ascensão à Primeira Divisão Suíça
Stade Soussien
  • 3º colocado no Campeonato Tunisiano de 1984–85
Seleção da Jordânia
  • 3º colocado no Grupo B das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014
Al-Ramtha
  • Vice-campeão do Campeonato Jordão
Signal Bernex
  • Ascensão à Primeira Divisão Suíça
Al-Salmiya
  • Vice-campeão do Campeonato Kuwaitiano
Seleção do Vietnã
  • Vice-campeão da Copa da Independência
  • Vice-campeão da Copa LG
  • Vice-campeão da Copa Hanói
Khaitan
  • 3º colocado no Campeonato Kuwaitiano
Guangzhou Songri
  • 4º colocado no Campeonato Chinês de 1998
Sichuan Guancheng
  • 3º colocado no Campeonato Chinês de 1999
Chongqing Lifan
  • 6º colocado no Campeonato Chinês de 2002

Como diretor-técnico[editar | editar código-fonte]

Americano

Referências

  1. a b ALVARENGA, Vítor Hugo (28 de abril de 2011). «Edson: do 25 de Abril em Portugal à miséria no Haiti». MaisFutebol.com. Consultado em 15 de dezembro de 2013 
  2. «Edson Araújo Tavares». oGol.com. Consultado em 14 de dezembro de 2013 
  3. «Edson Araújo Tavares». Zerozero.pt. Consultado em 14 de dezembro de 2013 
  4. RANGEL, Tomas (Folhapress) (6 de fevereiro de 2012). «Brasileiro deixa seleção do Haiti e diz ter sofrido com malária, roubo e ameaça de morte». Folha.UOL.com. Consultado em 14 de dezembro de 2013 
  5. FHF (17 de setembro de 2010). «Edson Tavares: Nouvel Entraineur des Grenadiers» (em francês). HaitiTempo.com. Consultado em 14 de dezembro de 2013 
  6. CALDAS, Allan (15 de setembro de 2011). «Edson Tavares, o técnico que embala o sonho do Haiti». OGlobo.com. Consultado em 14 de dezembro de 2013 
  7. PASSOS, Paulo (24 de janeiro de 2012). «Caos, calote e comunicação tiram brasileiro da seleção do Haiti». Esporte.iG.com. Consultado em 14 de dezembro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Raouf Ben Amor
Treinador do Stade Soussien
1984–1985
Sucedido por
Hamadi Gabsi
Precedido por
Danny McLennan
Treinador da Seleção da Jordânia
1986
Sucedido por
Mohammad Awad
Precedido por
Joel Santana
Treinador do Al-Hilal
1990–1991
Sucedido por
Cidinho
Precedido por
Trần Duy Long (interino)
Nguyen Thanh Vinh (interino)
Treinador da Seleção do Vietnã
1995
2004
Sucedido por
Karl-Heinz Weigang
Trần Văn Khánh (interino)
Precedido por
Miloš Hrstić
Treinador do Sichuan Guancheng
1999
Sucedido por
Miloš Hrstić
Precedido por
Zhou Suian
Treinador do Guangzhou Evergrande (interino)
2000
Sucedido por
Liu Kang
Precedido por
Stanko Poklepović
Treinador do Sepahan
2005–2006
Sucedido por
Luka Bonačić
Precedido por
Nguyễn Văn Sỹ
Treinador do Vissai Ninh Bình
2009
Sucedido por
Robert Lim
Precedido por
Jairo Ríos Rendón
Treinador da Seleção do Haiti
2010–2012
Sucedido por
Israel Blake Cantero