Escândalo de emissões de poluentes da Volkswagen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O escândalo de emissões de poluentes da Volkswagen, também conhecido por Dieselgate[1] foi um grande escândalo que envolveu várias técnicas fraudulentas usadas pela Volkswagen, de 2009 a 2015, para reduzir as emissões de gás carbônico e óxido de nitrogênio de alguns dos seus motores a diesel e gasolina nos testes regulatórios de poluentes.

Em 18 de setembro de 2015, a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos emitiu um aviso sobre a violação da Lei Clean Air Act, que regula a emissão de poluentes nos Estados Unidos, para a Volkswagen depois de ter sido constatado que a Volkswagen tinha intencionalmente programado a injeção eletrônica de carros com motores a diesel para ativar determinados controles de emissões apenas durante os testes de poluentes. A modificação no software do sistema de injeção eletrônica causou uma diminuição temporária na emissão de óxido de nitrogênio nos laboratórios para atender aos padrões regulatórios estado-unidenses, porem no mundo real com os controles desligados os carros passam a emitir até 40 vezes mais óxido de nitrogênio.[2]  A Volkswagen colocou este programa em cerca de onze milhões de carros em todo o mundo, e em meio milhão só nos Estados Unidos, em modelos de 2009 até 2015.[3][4][5][6][7]

Em Portugal, à data de 23 de Janeiro de 2018, continuam a existir clientes com a situação por resolver.

A partir de 2016 a Volkswagen começou a chamar os diversos automóveis afectados para lhes aplicar uma solução aprovada pela União europeia e pelo organismo alemão responsável pela homologação (KBA). Depois de aplicada a solução da Volkswagen vários clientes queixam-se de diversas alterações após a intervenção, as mais referidas são o maior consumo, a perda de potência e o aumento do ruído do motor. Alguns consumidores também se queixam de problemas mecânicos ou erros no computador de bordo, entre outros.

Milhares de clientes de vários países sentido-se lesados pelo grupo Volkswagen começaram cedo a organizar-se criando diversos grupos nas redes sociais para começarem a trocar informações e delinear estratégias para fazer frente ao gigante automóvel:

  • Portugal: Dieselgate.PT - Lesados do Grupo Volkswagen[8]
  • Reino Unido: The Volkswagen Diesel Customer Forum (Emissions Scandal)[9]
  • Alemanha: VW Abgas Skandal Motor EA 189[10] e VW Abgas Skandal Motor EA 189 - Infos für Betroffene[11]
  • França: Rappel Volkswagen diesel EA189[12]


Em Janeiro de 2018 a associação de defesa do consumidos (DECO) divulgou um estudo onde mostra que depois da actualização realizada pela Volkswagen os clientes queixaram-se de mais consumo, menos potência e aumento do ruído do motor. Para além disso os clientes que tiveram de voltar à oficina pagaram em média €957 para reparar os problemas causados pela atualização de software. [13]

Em Janeiro de 2018 alguns consumidores Portugueses organizara-se e começaram a recolher assinaturas para uma petição[14] a submeter à Assembleia da República a pedir medidas e respostas por parte do legislador.


Referências

  1. especiais.g1.globo.com/carros O que mudou na Volkswagen após o caso "dieselgate"
  2. «'It Was Installed For This Purpose,' VW's U.S. CEO Tells Congress About Defeat Device». NPR. 8 de outubro de 2015. Consultado em 19 de outubro de 2015 
  3. Brooks, Phillip A. (18 de setembro de 2015). «VW Notice of Violation, Clean Air Act (September 18, 2015)» (PDF). US Environmental Protection Agency. Consultado em 20 de setembro de 2015 
  4. Gardner, Timothy; Lienert, Paul; Morgan, David (24 de setembro de 2015), After year of stonewalling, VW stunned US regulators with confession, Reuters, consultado em 25 de setembro de 2015 
  5. Jordans, Frank (21 de setembro de 2015). «EPA: Volkswagon Thwarted Pollution Regulations For 7 Years». CBS Detroit. Associated Press. Consultado em 24 de setembro de 2015 
  6. «Abgasaffäre: VW-Chef Müller spricht von historischer Krise». Spiegel. Reuters. 28 de setembro de 2015. Consultado em 28 de setembro de 2015 
  7. Ewing, Jack (22 de setembro de 2015). «Volkswagen Says 11 Million Cars Worldwide Are Affected in Diesel Deception». The New York Times. Consultado em 22 de setembro de 2015 
  8. [1]Dieselgate.PT - Lesados do Grupo Volkswagen
  9. [2]The Volkswagen Diesel Customer Forum (Emissions Scandal)
  10. [3]VW Abgas Skandal Motor EA 189
  11. [4]VW Abgas Skandal Motor EA 189 - Infos für Betroffene
  12. [5]Rappel Volkswagen diesel EA189
  13. [6]Dieselgate: 45% denunciam que o carro ficou pior após reparação da Volkswagen
  14. [7]Petição pela protecção contra o escândalo de gases poluentes da Volkswagen