EuroSpeedway Lausitz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
EuroSpeedway Lausitz
Mapa do circuito.
Informação geral
Localização Klettwitz, Brandemburgo, Alemanha
Fuso horário UTC+1 (DST: UTC+2)
Capacidade 120 000
Operador EuroSpeedway Verwaltungs GmbH
Abertura 2000
Fechamento 2017 (aberto somente para DTM)
Eventos principais DTM
(2001–2017, 2019–presente)

A1GP
(2005)

Champ Car
(2001, 2003)

Mundial de Superbike
(2001–2002, 2005–2007, 2016–2017)

Superspeedway
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 3,256 km (2,023 mi)
Curvas 3
Volta mais rápida 0:34.747 (Tony Kanaan, Mo Nunn Racing Reynard 01i, 2001, Champ Car)
Circuito Grand Prix
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 4,345 km (2,700 mi)
Curvas 14
Volta mais rápida 1:32:210 (Heikki Kovalainen, Pons Racing, 2004, Nissan World Series)
Circuito de motociclismo
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 4,297 km (2,670 mi)
Curvas 14
Volta mais rápida 1:36.634 (Chaz Davies, Aruba.it Racing – Ducati Ducati Panigale R, 2017, SBK)
Circuito Sprint (DTM)
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 3,478 km (2,161 mi)
Curvas 12
Volta mais rápida 1:15.576 (Kazuki Nakajima, Manor Motorsport, 2006, Fórmula 3 Europeia)

O EuroSpeedway Lausitz é um autódromo localizado perto de Klettwitz (uma paróquia civil de Schipkau, distrito de Oberspreewald-Lausitz) no estado de Brandemburgo na parte mais oriental da Alemanha, próximo das fronteiras com a Polónia e República Checa. Este circuito tinha originalmente o nome de Lausitzring por estar localizado na região alemã chamada de Lausitz (Lusácia), mas foi renomeado de "EuroSpeedway Lausitz" para uma melhor comunicação internacional.

O EuroSpeedway tem uma característica única na Europa continental: uma pista oval de alta velocidade, como as usadas nos EUA pela NASCAR e Indy Racing League. Os 3.2 km da pista oval em triângulo (semelhante ao Pocono Raceway) foi usado entre 2001 e 2003 por corridas CART nomeadas de German 500 (ganhas por Kenny Bräck e Sébastien Bourdais), e algumas corridas do campeonato britânico SCSA.

Anteriormente a 1986, na antiga Alemanha Oriental socialista, foi planeado converter um dos poços mineiros num autódromo. Mais tarde, nos anos 90, esta ideia foi concretizada, para substituir o circuito de AVUS em Berlim.

No sítio da tri-oval de alta velocidade, existe uma pista de rua para automóveis e motos, usando várias configurações da pista que têm uma distância rigorosa de 4500m. As bancadas à volta da tri-oval têm capacidade para 120 mil, enquanto que as bancadas principais têm 25 mil lugares, e ao contrário de muitos circuitos, todo o circuito pode ser visto da bancada principal. Também uma oval de testes com longas rectas e abruptas curvas está localizado perto da pista. Todas as pistas podem ser ligadas por um percurso de corridas de Endurance com 11km, mas esta opção não é usada por um evento de destaque, e sim como uma pista de testes.

O EuroSpeedway tem sido usado para competições de automobilismo desde 2000. Entre outras séries, o DTM (Campeonato Alemão de Carros de Turismo) e o Campeonato Mundial de Superbike são disputados anualmente neste local.

Panorama do circuito a partir das bancadas

Como todas as pistas modernas, o EuroSpeedway foi construído com os padrões possíveis da segurança. Contudo, no primeiro ano operacional houve acidentes sérios. A 26 de Abril de 2001 o antigo piloto de Fórmula 1 Michele Alboreto morreu testando o sportcar Audi R8. A 3 de Maio do mesmo ano um inexperiente marchal morreu ao ser atropelado por um carro de turismos durante uma sessão de testes. Finalmente, a 15 de Setembro de 2001, Alex Zanardi, o muito popular bi-campeão do campeonato americano da CART perdeu as suas pernas num acidente na pista oval. Apesar destes acidentes o EuroSpeedway é considerado uma pista segura, já que nenhum dos acidentes nada teve a ver com os layouts do circuito.

A 2 de Outubro de 2005, o EuroSpeedway acolheu uma ronda do A1 Grand Prix no seu circuito de rua.

Bancadas em frente das boxes

O hino oficial do EuroSpeedway "Speed Kings" foi gravado pela veterana banda alemã oriental "Puhdys" em 2000.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]