Fotbal Club FCSB

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de FC Steaua Bucureşti)
Ir para: navegação, pesquisa
FCSB
FCSB.png
Nome Fotbal Club FCSB
Alcunhas Vermelhos e Azuis
Fundação 07 de junho de 1947 (70 anos)
Estádio Arena Națională
Capacidade 55,600
Localização Bucareste, Roménia
Presidente Roménia Helmuth Ducadam[1]
Treinador Roménia Laurențiu Reghecampf[2]
Material (d)esportivo Estados Unidos Nike
Competição Roménia Campeonato Romeno
União Europeia Liga dos Campeões da UEFA
Divisão
Website Síte oficial
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Fotbal Club FCSB (FC Steaua București, FC A Estrela de Bucareste ou FC Steaua de Bucareste) é um clube de futebol da Roménia sediado em Bucareste. Foi fundado em 7 de junho de 1947 e seu maior título é a UEFA Champions League, antiga Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1985–86.

O clube é de uma forma geral o maior vencedor do futebol romeno, já que além de ser o único a chegar a finais da Liga dos Campeões, é também o maior campeão do campeonato romeno e da Copa da Romênia.

História[editar | editar código-fonte]

Gheorghe Constantin, um dos maiores ídolos da história do Steaua Bucareste.

Em 7 de junho de 1947, por iniciativa de vários oficiais da Casa Real Romana, foi fundado o primeiro clube esportivo da armada mediante um decreto assinado pelo General Mihail Lascăr.

No início, o clube recebeu o nombe de ASA Bucarest e contava com sete seções esportivas, incluindo o futebol, que era dirigido pelo treinador Coloman Braun-Bogdan.[3] Em 1948, mediante a ordem 289 do Ministério da Defesa Nacional, el ASA mudou seu nome para CSCA.

No ano seguinte, o clube conquistou seu primeiro título, a Copa da Romênia, derrotando na final o CSU Cluj por 2 a 1. Após mudar o seu nome para CCA em 1950,[4] o clube ganhou seus primeiros títulos de liga nos anos de 1951, 1952 e 1953, conseguindo além disso a Copa nas temporadas de 1951 e 1952.

Durante este período o CCA recebeu o apelido de "Echipă de aur" (Equipe de ouro).[5]

Em 1956, em uma partida contra a Iugoslávia, disputada em Belgrado, a Seleção Romena esteve composta exclusivamente por jogadores do CCA, resultando com a vitória do combinado romano por 1 a 0.[6] Nesse mesmo ano, o CCA, dirigido por Ilie Savu, foi o primeiro clube da Roménia a fazer uma excursão pela Inglaterra, na qual obteve notáveis resultados diante de oponentes como Luton Town FC, Arsenal FC, Sheffield Wednesday FC e Wolverhampton Wanderers.[7]

No final de 1961, o CCA modificou seu nome definitivamente para CSA Steaua,[8] a forma romana para estrela, fazendo referência a presença, assim como outras equipes ligadas as forças armadas no Leste europeu, de uma estrela vermelha em seu escudo. Durante as duas décadas seguintes o Steaua obteve resultados irregulares, alcançando unicamente os títulos de liga nas temporadas 1967–68, 1975–76 e 1977–78. Todavia se consagrou campeão da Copa da Romênia em 9 ocasiões, recebendo o apelido de Specialistă a Cupei (Especialistas da Copa).[9] Neste período o clube inaugurou además o Stadionul Ghencea com uma partida amistosa contra o OFK Belgrado, em 9 de abril de 1974.[10] Até aquela data, o Steaua havia jogado como mandante en algum dos dois maiores estádios multiesportivos de Bucareste, Republicii[11] e 23 de agosto.[12]

Sob a condução técnica dos treinadores Emerich Jenei e Anghel Iordănescu, o Steaua realizou uma inesperada temporada 1984-85 ao consagrar-se campeão da liga após seis anos. Na temporada seguinte, o clube se tornou a primeira equipe romana a chegar a final da UEFA Champions League, em que enfrentou o Fútbol Club Barcelona e, após empatar sem gols durante 120 minutos, o Steaua venceu por 2 a 0 nas cobranças de pênalti, definição em que se destacou o goleiro Helmuth Ducadam, que conseguiu defender as quatro penalidades cobradas pela equipe catalã. Deste modo, o Steaua foi o primeiro clube do Leste europeu a conquistar o principal título continental. Além disso, em 1987 o Steaua ganhou a Supercopa Européia, vencendo o Dinamo de Kiev.

Durante o resto da década de 1980, o Steaua continuou realizando boas campanhas de âmbito internacional, alcançando as semifinais da Liga dos Campeões da UEFA, na temporada 1987-88 e a final en 1989, em que perdeu para o AC Milan por 4 a 0. No entanto, a equipe conquistou outros quatro campeonatos nacionais (1985–86, 1986–87, 1987–88, 1988–89) e quatro copas nacionais (1984–85, 1986–87, 1987–88, 1988–89).

Além disso, desde junho de 1986 a setembro de 1989, o clube permaneceu invicto por 104 jogos consecutivos pelo campeonato romeno, estabelecendo deste modo um recorde mundial que só foi superado em 1994 pelo ASEC Abidjan da Costa do Marfim, apesar de ainda ser a maior invencibilidade de algum clube europeu.[13]

Com a abertura econômica que trouxe consigo a Revolução Romena de 1989, vários jogadores que haviam brilhado no Steaua durante os anos 1980 migraram em direção a outros clubes do ocidente. Todavia, o clube se recuperou rapidamente e ganhou seis campeonatos de forma consecutiva entre as temporadas 1992-93 e 1997-98, igualando deste modo o que fez o Chinezul Timişoara na década de 1920,[14] além de outras três Copas da Roménia nas temporadas 1995-96, 1996-97 e 1998-99.

A nível internacional, alcançou a fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA em três ocasiões entre 1994-95 e 1996-97, sendo, na época, o único clube romeno a participar desta competição.

Steaua celebra um gol contra o Zagłębie Lubin pela fase de qualificação da Liga dos Campeões da UEFA de 2007-08.

Em 1998, o clube de futebol se desligou completamente do CSA Steaua, mudando o nome para FC Steaua Bucarest[15] e passando a ser administrado pelo empresário Viorel Păunescu.

Todavia, a administração de Păunescu obteve pobres resultados e em pouco tempo o clube se encontrou afundado em dívidas.[16]

Para solucionar isto, se ofereceu, o também empresário, George Becali ao posto de vice-presidente, na espera de que este investiria no clube. Em 2002, Becali tornou-se o acionista majoritário e transformou o clube em uma companhia pública em janeiro de 2003.[17]

Por causa de seu caráter controverso, a maior parte dos aficionados do Steaua se mostraram contrários a Becali.[18]

A nível esportivo, o clube conseguiu se classificar para a fase de grupos da Copa da UEFA de 2004-05, sendo a primeira equipe romana a integrar o quadro final de uma competição europeia desde 1993. Na temporada seguinte conseguiu avançar até as semifinais da Copa da UEFA, onde foi derrotado pelo Middlesbrough FC, com um gol no último minuto, além de se classificar para a Liga dos Campeões da UEFA após dez anos.

Na temporada 2007-08 o Steaua conseguiu se classificar para a fase de grupos da Liga de Campeões. Em plano local, conquistou dois novos títulos da liga em 2004-05 e 2005-06 e a Supercopa da Romênia em 2006, este o título de número 50 de sua história.[19]

Depois que o Ministério da Defesa Nacional processou o FC Steaua Bucureşti em 2011 alegando que o exército da Romênia era o legítimo dono do logotipo, cores, honras e nome Steaua, o Comitê Executivo da Federação Romena de Futebol aprovou um pedido para modificar o nome do clube de SC Fotbal Club Steaua Bucureşti SA para SC Fotbal Club FCSB SA em 30 de março de 2017, após mais sentenças judiciais. A CSA Steaua Bucureşti, agora sob o comando do exército romeno, refundou seu departamento de futebol no verão do mesmo ano, a princípio substituindo o clube. No entanto, o dono Becali anunciou que seu time manteria as honras originais e o coeficiente da UEFA, e também esperava recuperar o nome no futuro próximo. [20] [21]

Rivalidades[editar | editar código-fonte]

O rival tradicional do Steaua é o Dinamo Bucureşti, com quem disputa o denominado Marele Derby (O Grande Derbi). Esta rivalidade constitui o clássico mais importante do futebol romeno nos últimos 60 anos, posto que tanto o Steaua como o Dinamo são dois dos mais populares e vencedores clubes do país.[22] Juntos ganharam 44 títulos da liga romena (26 do Steaua e 18 do Dinamo), ganhando 23 das últimas 26 temporadas.[23]

Tradicionalmente o Marele Derby foi visto como o confronto entre o Ministério da Defesa e o Ministério de Assuntos Internos, pois estes comandavam, respectivamente, Steaua e Dinamo.

Desde meados da década de 1990, frequentemente ocorreram confrontos violentos entre torcedores de ambos os clubes tanto dentro como fora do estádio. Um dos momentos mais graves aconteceu momentos antes de uma partida em 1997, quando torcedores do Dinamo incendiaram o setor sul, onde haviam sido alocados, no Stadionul Ghencea.[24]

Por outro lado, o Steaua mantém uma forte rivalidade com o Rapid Bucureşti, e nas partidas entre as duas equipes, assim como contra o Dinamo, ocorreram graves incidentes entre os torcedores de ambos os clubes.[25] A rivalidade ainda ganhou mais força depois que o Steaua eliminou o Rapid nas quartas-de-final da Copa da UEFA de 2005-06.

Escudo[editar | editar código-fonte]

No momento da fundação do ASA Bucarest, em 7 de junho de 1947,[26] o clube não contava com um escudo ou insígnia oficial. Quando o governo comunista assumiu o controle total da Roménia, em 30 de dezembro de 1947, a Armada Real se transformou na Armada Popular da Roménia e o ASA passou a ser administrado por esta última.

Inspirado pelo Exército Vermelho, o novo ministro de defesa decidiu criar um emblema para o clube, junto com a mudança de nome para CSCA, o qual consistia em uma letra A inscrita em uma estrela vermelha (símbolo do Exército Vermelho) sobre um fundo circular azul.[27]

Dois anos mais tarde, a mudança de nome do clube para CCA trouxe consigo um novo emblema, o qual consistia em uma estrela vermelha, com as iniciais CCA gravadas em seu interior, rodeada por uma coroa de laurel.[28] Com a mudança de nome definitiva do clube a Steaua em 1961,[29] o emblema foi novamente modificado, optando-se por um escudo que estava constituído por um fundo com listras vermelhas e azuis com uma estrela dourada no centro, a fim de simbolizar as cores da bandeira da Roménia.[30] Este emblema foi mantido até 1974, ano em que foi redesenhado, uma vez que a equipe se transferiu para o Stadionul Ghencea.[31]

Após a Revolução Romena de 1989, em 1991 a Armada decidiu romper todos os vínculos que a uniam ao antigo regime comunista e para isto o CSA Steaua mudou pela última vez seu emblema incluindo a imagem de uma águia, a qual também está presente no escudo de armas do Ministério da Defesa e no brasão de armas da Romênia. Quando o FC Steaua se separou formalmente da sociedade esportiva em 1998, o clube adicionou duas estrelas amarelas sobre o escudo do CSA Steaua em referência aos 20 títulos do Campeonato Romeno conquistados, junto com a especificação Fotbal Club.

Em 2003, a direção do clube, dirigida por George Becali, decidiu retornar ao emblema utilizado entre 1974 e 1991, porém mantendo as duas estrelas amarelas na parte superior.


Uniforme e cores[editar | editar código-fonte]

Durante sua primeira temporada, 1947-48, o uniforme do clube buscou representar as cores da Bandeira da Roménia,[32] vale decir camiseta com listras verticais vermelhas e amarelas e calção azul. No começo da temporada seguinte, e após a mudança de denominação da Armada Real para Armada Popular de Rumania, o amarelo foi gradualmente deixado de lado, até chegar as cores oficiais que acompanham o clube até a atualidade: o vermelho e o azul.

Apesar disso, ao longo de sua história, o Steaua nunca teve um modelo de uniforme definitivo, comumente este consistiu em uma camiseta vermelha, calção azul e meias vermelhas. Contudo, existiram várias variações, entre as que se contam uniformes totalmente vermelhos, totalmente azuis e camisetas com listras verticais vermelhas e azuis durante os anos 1960 e 1970.[33]

Outras combinações de cores foram raramente utilizadas, entre estas exceções estão o uniforme totalmente branco utilizado, por uma única vez em sua história, na final da Liga dos Campeões da UEFA de 1985-86, o uniforme alternativo amarelo e vermelho utilizado na temporada 1999-00 e o terceiro uniforme amarelo e preto usado na temporada 2005-06.

O uniforme titular da temporada 2007-08, igual ao utilizado na temporada anterior, consistiu em uma camiseta listrada vermelha e azul e calção e meias vermelhas, enquanto que o uniforme alternativo foi totalmente azul.

Como curiosisdade, cabe dizer que o Steaua foi o primeiro clube romeno a incluir como patrocinador em sua camiseta uma empresa ocidental, Ford, em 1988.[34]

Uniformes dos jogadores[editar | editar código-fonte]

  • 1º Uniforme - Camisa listrada em vermelha e azul, calção e meias azuis;
  • 2º Uniforme - Camisa amarela, calção e meias amarelas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
3º Uniforme

Uniformes dos goleiros[editar | editar código-fonte]

  • Camisa verde, calção e meias verdes.
  • Camisa preta, calção e meias preta.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'

Uniformes anteriores[editar | editar código-fonte]

  • 2015-16
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2014-15
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2013-14
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2012-13
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2011-12
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2010-11
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2009-10
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro

Títulos[editar | editar código-fonte]

Continentais
Competição Títulos Temporadas
Coppacampioni.png Liga dos Campeões da UEFA 1 1985-86
Supercup.png Supercopa Européia 1 1986Cscr-featured.png
Nacionais
Competição Títulos Temporadas
Flag of Romania.svg Campeonato Romeno

Recordista

26 1951, 1952, 1953, 1956, 1959–60, 1960–61, 1967–68, 1975–76, 1977–78, 1984–85, 1985–86, 1986–87, 1987–88, 1988-89, 1992–93, 1993–94, 1994–95, 1995–96, 1996–97, 1997–98, 2000–01, 2004–05, 2005–06, 2012–13, 2013–14 e 2014–15
Flag of Romania.svg Copa da Romênia

Recordista

22 1948–49, 1950, 1951, 1952, 1955, 1961–62, 1965–66, 1966–67, 1968–69, 1969–70, 1970–71, 1975–76, 1978–79, 1984–85, 1986–87, 1987–88, 1988–89, 1991–92, 1995–96, 1996–97, 1998–99, 2010–11 e 2014–15
Flag of Romania.svg Copa da Liga da Romênia

Recordista

3 2014-15, 2015-16 e 2016-17
Flag of Romania.svg Supercopa da Romênia

Recordista

6 1994, 1995, 1998, 2001, 2006 e 2013

Treinadores[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Cătălin Oprişan, Steaua, Legenda Unei Echipe de Fotbal, , p. 368–369
  2. «"Bine ai venit, Laurentiu Reghecampf!"» (em romeno). FC Steaua Bucuresti. 3 de dezembro de 2015. Consultado em 4 de dezembro de 2015 
  3. Dida, Alexandru (21–12–2001), Steaua fotbalului românesc, Pro TV Magazin, nr.51/IV, pp.62–63
  4. Dida, Alexandru (21–12–2001), Steaua fotbalului românesc, Pro TV Magazin, nr. 51/IV, pp.62–63
  5. Brancu, Constantin (1994), Din culisele supercampioanei, Tempus, p.5–8, ISBN 973–95993–1–1
  6. «History». SteauaFC.com. Consultado em 10 de junho de 2007 
  7. «Steaua Anglicană». FCSteaua.ro. Consultado em 7 de julho de 2007 
  8. «Istorie». SteauaFC.com. Consultado em 7 de julho de 2007 
  9. Nastase, Catalin. «Cupa Romaniei: STEAUA - Otelul Galati». FCSteaua.ro. Consultado em 27 de agosto de 2007 
  10. «Ghencea Stadion». StadiumGuide.com. Consultado em 10 de junho de 2007 
  11. Alexe, Anca. «Fost simbol». Jurnalul Naţional. Consultado em 7 de julho de 2007 
  12. Ardeleanu, Constantin. «Steaua si Templul din Ghencea». FCSteaua.ro. Consultado em 1 de setembro de 2007 
  13. «Unbeaten in the Domestic League». RSSSF.com. Consultado em 10 de junho de 2007 
  14. «Romania - List of Champions». RSSSF.com. Consultado em 7 de julho de 2007 
  15. Besutiu, Andrei. «Politica mineaza sportul românesc». Ziua. Consultado em 10 de junho de 2007 
  16. Petrache, Bogdan & Predan, Cristian. «Conducatorii vor plati cu averea datoriile cluburilor». 9am.ro. Consultado em 7 de julho de 2007 
  17. «Planurile lui Becali». Evenimentul. Consultado em 11 de junho de 2007 
  18. Necula, Simona. «Suporterii echipei Steaua au protestat impotriva patronului clubului». Realitatea Românească. Consultado em 7 de julho de 2007 
  19. «Steaua a cucerit al 50-lea trofeu din istoria clubului». HotNews.ro. Consultado em 7 de julho de 2007 
  20. «Briga entre o 'Donald Trump' da Romênia e o Exército ameaça o Steaua Bucareste». gazetadopovo.com.br. Consultado em 21 de setembro de 2017 
  21. «Steua Bucareste: Mudar o nome e manter a glória intacta». record.pt. Consultado em 21 de setembro de 2017 
  22. «Marele derby (the great derby)». footballderbies.com. Consultado em 7 de julho de 2007 
  23. «Romania - List of Champions». rsssf.com. Consultado em 11 de agosto de 2007 
  24. Dulamita, I., Dobre, F. & Popan, C. «Armatele de fanatici din spatele fotbalului». HotNews.ro. Consultado em 14 de junho de 2007 
  25. «Rapid - Steaua / dusmanie nula». PresaOnline.com. Consultado em 14 de junho de 2007 
  26. Mircea Ionnitiu (2003-10-22). «Mircea Ionnitiu : "30 decembrie 1947"». Kent State University. Consultado em 7 de julho de 2007  Verifique data em: |data= (ajuda)
  27. «History». SteauaFC.com. Consultado em 7 de julho de 2007 
  28. «History». SteauaFC.com. Consultado em 7 de julho de 2007 
  29. «History». SteauaFC.com. Consultado em 7 de julho de 2007 
  30. «History». SteauaFC.com. Consultado em 7 de julho de 2007 
  31. «Photo Archive». SteauaFC.com. Consultado em 7 de julho de 2007 
  32. Various authors (2004-10-23). «Collection 1947-07-21 – 1947-08-21» 🔗. Sportul Romînesc. Consultado em 31 de outubro de 2007  Verifique data em: |data= (ajuda)
  33. «Arhiva foto». steauafc.com. Consultado em 12 de agosto de 2007 
  34. «Steaua ca brand». iaa.ro. Consultado em 12 de agosto de 2007 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]