Germano Borovicz Cardoso Schweger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Germano
Informações pessoais
Nome completo Germano Borovicz Cardoso Schweger
Data de nasc. 21 de março de 1981 (36 anos)
Local de nasc. Toledo, (PR), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1, 75 m
Canhoto
Apelido Gladiador
Germano Modelo
Guerreiro Germânico
Homem-Aranha
Informações profissionais
Período em atividade 1999presente (18 anos)
Clube atual Londrina
Posição Volante e Meia
Clubes de juventude
1999 Grêmio Maringá
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2000
2000
20012004
2004
2005
20052006
2006
2007
20072009
20092010
20102012
2013
20132014
2014
Toledo
Cascavel
Londrina
Gama
Ceará
São Caetano
Vila Nova
Atlético Mineiro
Cerezo Osaka
Santos
Sport
Londrina
Coritiba (emp.)
Londrina
0019 0000(3)
0015 0000(3)
0173 000(26)
0010 0000(1)
0019 0000(1)
0008 0000(0)
0023 0000(2)
0012 0000(2)
0050 000(22)
0047 0000(3)
0047 0000(3)
0139 000(29)
0031 0000(2)
00116 0000(25)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 31 de janeiro de 2017.

Germano Borovicz Cardoso Schweger, mais conhecido como Germano (Toledo, Paraná, 21 de Março de 1981), é um futebolista brasileiro que atua como volante e meia. Atualmente joga pelo Londrina.[1][2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Germano, foi revelado pelo Grêmio Maringá, mas logo se transferiu para o Toledo, ficou um ano e foi para o Cascavel. Disputou 15 partidas e se transferiu para o Londrina, onde ficou de 2001 a 2004, marcando 26 gols. Passou por Gama,Ceará,São Caetano,Vila Nova, antes de atuar no Atlético Mineiro no início da temporada de 2007. Após participar da conquista do Campeonato Mineiro, o volante foi transferido para o futebol japonês. Durante dois anos, atuou pelo Cerezo Osaka.[3] No ano de 2009 foi contratado pelo Santos. Em 17 jogos com a camisa alvinegra, o volante marcou 1 gol. [4] [5]

Em 2010 acertou com o Sport por dois anos.[6]

Retorno ao Londrina[editar | editar código-fonte]

Em 2013 acerta sua volta ao Londrina para a disputa do Paranaense de 2013. Retornou com status de ídolo, por conta de sua primeira passagem pelo clube. Jogando a série C em 2015, entrou para a seleção do Campeonato, seu time foi vice-campeão e voltou à série B. No ano de 2016 foi um dos artilheiros da equipe, e um dos principais jogadores. Em 2017, foi decisivo na partida contra o Cruzeiro, marcando gol aos 51 do segundo tempo, levando seu time na decisão por pênaltis, que os mineiros perderam, e o Londrina foi para final da Primeira Liga.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Atlético Mineiro
Santos
Londrina

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

zerozero.pt

ogol.com.br

esporte.uol.com.br