Hitman (série)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hitman
Logótipo de Hitman
Gênero(s) Ação/aventura
Stealth
Desenvolvedora(s) IO Interactive
Publicadora(s) Eidos Interactive (2000 – 2009)
Square Enix (2009 –)
Plataformas Microsoft Windows
Xbox
PlayStation 2
GameCube
Xbox 360
Xbox One
PlayStation 3
Playstation 4
iOS
Android
Windows Phone
Linux
SteamOS
Primeiro título Hitman: Codename 47
Novembro de 2000
Último título Hitman
Março de 2016
Spin-off(s) Filmes
http://www.hitman.com/
Portal Portal de jogos eletrônicos

Hitman é uma série de jogos eletrónicos do género stealth produzidos pela companhia dinamarquesa IO Interactive. A série está disponível para: PlayStation 4, Xbox One, PC (Linux [1] e Microsoft Windows), assim como para várias outras consolas, incluindo: Xbox, PlayStation 2, GameCube, Xbox 360 e PlayStation 3. A série já deu origem a um romance, Hitman: Enemy Within, escrito por William C. Dietz; seguido por Hitman: Damnation, que conta oficialmente a história anterior ao jogo Hitman: Absolution; e duas adaptações cinematográficas: Hitman (2007) e Hitman: Agent 47 (2015), vagamente baseadas nas histórias dos jogos. O primeiro filme tornou-se num sucesso comercial, apesar de ter sido mal recebido pela crítica.

A série desenrola-se à volta do Agente 47 (ou simplesmente referido como "47" ou "Mr. 47"), um assassino profissional clonado, cujo registo impecável coloca-o em alta procura entre os ricos e a elite. O primeiro argumentista foi Morten Iversen, que escreveu os enredos para Hitman: Codename 47 e Hitman 2: Silent Assassin. Também contribuiu em Hitman: Contracts e Hitman: Blood Money. A música dos jogos mistura sons eletrónicos com orquestrais e é composta por Jesper Kyd (mais tarde reconhecido na série Assassin's Creed). O quinto jogo da série, Hitman: Absolution, foi lançado em novembro de 2012. Um sexto jogo, simplesmente chamado Hitman, foi lançado em março de 2016 [2].

Principais personagens[editar | editar código-fonte]

  • Agente 47: O protagonista. Ele é o resultado de uma experiência que visava criar o "assassino perfeito" e trabalha para a agência ICA, sendo considerado o melhor assassino do mundo.
  • Diana Burnwood: Uma mulher que aparenta ser muito sofisticada e elegante é o contacto do 47 na ICA. Ela é quem lhe passa os dados sobre os alvos. O seu rosto pode ser visto na missão "Requiem" de Hitman: Blood Money (no final secreto), quando Diana olha para a janela, e também na primeira missão de Hitman: Absolution.
  • Dr. Otto Wolfgang Ort-Meyer: Chefe da equipa que deu origem ao Agente 47. Ele serviu na Legião Estrangeira Francesa, onde conheceu os outros quatro homens que doaram seus ADN para que Ort-Meyer realizasse a experiência. O seu maior sonho era criar o "assassino perfeito", por acreditar que o homem era imperfeito em muitos aspetos.
  • Agente Smith (CIA): Agente da CIA, tem laços com a ICA, é um agente um pouco ineficaz.
  • Os Cinco Pais: São os homens que doaram os seus ADN para a criação do assassino. Eles são: o próprio Ort-Meyer, Lee Hong, Pablo Belisário Ochoa, Franz Fuchs e Arkadij Jegorov (também conhecido como Boris Duruska). Todos eles serviram juntos na Legião Estrangeira e, depois de terminarem o tempo de serviço na mesma, voltaram a cuidar dos seus respetivos negócios. Lee Hong tornou-se líder da Tríade Red Dragon em Hong Kong; Pablo Ochoa tornou-se um traficante de drogas, estabelecendo O seu reinado no meio da Amazónia Colombiana; Franz Fuchs tornou-se um terrorista e Boris tornou-se um contrabandista de armas. Ort-Meyer voltou para o seu laboratório na Roménia (disfarçado de paciente num Instituto de Tratamento Psiquiátrico) e iniciou a sua mais ambiciosa pesquisa. Cada um dos 5 queria usar os "super-humanos" para diferentes motivos (Pablo, por exemplo, queria um exército perfeito).

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

O jogador pode optar por ser silencioso usando disfarces, matando apenas os alvos e escondendo os corpos das vítimas, ou pode matar todos aqueles que entrarem em seu caminho, mas isso dificulta bastante o jogo, sendo praticamente impossível sobreviver em todas fases jogando dessas maneira. O jogador conta com uma variedade de armas, indo desde um fio de nylon imune a detectores ao mais eficiente fuzil.

O arsenal do game é fantástico, tendo em mãos diversas variações de pistolas, fuzis, sub-metralhadoras, bombas, venenos e anestésicos para desnortear e matar inimigos, facas e até mesmo produtos químicos. Praticamente todo o material letal encontrado nos cenários está a disposição do agente 47, e fica pela imaginação do jogador dispor de seus alvos.

No game é presente uma barra no canto superior da tela, a chamada barra de suspeita. Quando você entra em um ambiente hostil disfarçado com a vestimenta da pessoa morta por você a barra de suspeita sobe, a medida que as pessoas ao seu redor ganham motivos para suspeitar do agente, tais como cadáveres em público, explosões, etc.

Temos 3 dificuldades no game que ao serem selecionadas aumentam ou diminuem a dificuldade da missão, dentre os fatores que mais pesam temos : o dano causado pelos inimigos, os recursos presentes no inventário e os fornecidos pela agência de assassinos, a recuperação de vida, a velocidade com que a barra de suspeita sobe e as exigências para subir de rank após o término da missão.

Receção[editar | editar código-fonte]

A série Hitman tem vindo a receber críticas positivas em geral, com a maioria dos títulos após o original recebe pontuação alta em revisão de mais de 80 sites de avaliação em média como Metacritic e GameRankings.

Lançamentos[editar | editar código-fonte]

Ano Título Plataforma(s)
2000 Hitman: Codename 47 Windows
2002 Hitman 2: Silent Assassin Windows, PlayStation 2, Xbox e GameCube
2004 Hitman: Contracts Windows, PlayStation 2, Xbox e Mac OS X
2006 Hitman: Blood Money Windows, PlayStation 2, Xbox e Xbox 360
2012 Hitman: Absolution Windows, PlayStation 3 , Mac OS X e Xbox 360
2014 Hitman GO iOS, Android e Windows Phone
2015 Hitman: Sniper iOS e Android
2016 Hitman Windows, Playstation 4, Xbox One, Linux

Referências

  1. «Enter a World of Assassination with HITMAN™ for Linux | Feral News». www.feralinteractive.com (em inglês). Consultado em 24 de fevereiro de 2017. 
  2. Jessica Conditt (22 de setembro de 2015). «Hitman delayed to March 2016». Engadget. Consultado em 28 de setembro de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]