Instituto de Geografia e Ordenamento do Território

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada.

O Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT) é uma nova unidade orgânica da Universidade de Lisboa,[1] criada no contexto dos mais recentes estatutos da instituição.

Os Estatutos do IGOT foram homologados pelo Despacho Reitoral nº 7767, de 17 de março de 2009 e publicados em Diário da República através do Despacho n.º 23162/2009, de 21 de outubro.

O processo de fusão da Universidade Técnica de Lisboa e da Universidade de Lisboa, que culminou na publicação dos Estatutos da Universidade de Lisboa de 2013 (Despacho normativo n.º 5-A/2013, de 19 de abril).

O IGOT realizou a respectiva revisão estatutária, decorrente da aprovação dos novos estatutos da Universidade de Lisboa, criada em 2013, que é a sucessora da Universidade Técnica de Lisboa e da Universidade de Lisboa.

O processo de revisão estatutária ficou concluído em 10 de dezembro de 2013, com a publicação dos Estatutos do IGOT homologados pelo Reitor da Universidade de Lisboa, através do Desp.º n.º 16034/2013, de 10 de dezembro.[2]

A criação deste instituto resulta da autonomização do departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

O IGOT tem como missão promover um ensino superior de qualidade, ao nível da graduação, pós-graduação e formação ao longo da vida, desenvolver atividades de investigação e desenvolvimento, difundir conhecimentos e prestar consultoria técnica e científica especializada à comunidade, nos domínios da geografia, do ordenamento e gestão do território, das políticas de desenvolvimento e da coesão territorial, do urbanismo, do ambiente, dos recursos e dos riscos, das dinâmicas e da organização sócio-espacial.

Actualmente o IGOT é membro da AESOP – Associação das Escolas Europeias de Planeamento e tem um corpo docente e de investigadores altamente qualificado, com valências científicas muito diversas, elevada internacionalização e forte orientação para a investigação, e com competências para ministrar um ensino ao nível dos mais elevados padrões internacionais.

Os docentes estão integrados nos grupos de investigação do Centro de Estudos Geográficos, unidade de investigação e desenvolvimento de referência em Portugal, nos diferentes domínios da Geografia e no Ordenamento do Território.

A articulação entre ensino e investigação permite aos estudantes do IGOT alargar a sua formação e adquirir competências numa perspetiva interdisciplinar, um aspeto central e indispensável para garantir o acesso a um vasto leque de profissões, em empresas, na Administração Pública e nas ONG.

O IGOT está instalado na Cidade Universitária de Lisboa, num edifício moderno e funcional que garante todas as condições para o desenvolvimento do ensino e da investigação de excelência.[3]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre instituição de ensino superior é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.