Museu Nacional de História Natural e da Ciência

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Se procura o museu francês de nome semelhante, veja Muséum national d'histoire naturelle
Museu Nacional de História Natural e da Ciência
Tipo História Natural
Ciência/Botânica
Local histórico
Diretor José Pedro Dias
Website http://www.museus.ulisboa.pt/
Geografia
País  Portugal
Cidade Lisboa
Localidade Rua da Escola Politécnica 56/58

O Museu Nacional de História Natural e da Ciência/Museus da Universidade de Lisboa (MUHNAC/MULisboa) é um organismo da Universidade de Lisboa que tem como missão promover a curiosidade e a compreensão pública sobre a natureza e a ciência, através da valorização das suas colecções e do património universitário, da investigação, da realização de exposições, conferências e outras acções de carácter científico, educativo, cultural e de lazer. O Museu inclui as secções de história e cultura material da ciência, zoologia, antropologia, mineralogia e paleontologia. O seu espólio, do foro científico-cultural, é o resultado em grande parte da investigação do próprio museu, e de diversas expedições científicas para alem das doações.

É um local privilegiado para investigadores de todas as nacionalidades, que com o estudo do património científico preservado, permite o desenvolvimento de teses de licenciatura, mestrado e doutoramento.

O Museu Nacional de História Natural e da Ciência também produz ou acolhe exposições permanentes e temporárias, é ainda sede de conferências, debates, promove cursos de formação bem como um variado tipo de eventos tendo sempre como objetivo a divulgação científica, cultural e artística.

O Museu conta também com uma forte vertente ligada às Artes Plásticas, tendo durante 25 anos exposições na Sala do Veado. Actualmente, conta com exposições de arte contemporanea em outros locais das suas instalações, como por exemplo a antiga loja, atrio ou laboratórios. Já contou com artistas como, Sofia Areal, Jorge Molder, Miguel Branco, Ana Vidigal, Joana Vasconcelos, Alexandre Estrela, entre outros.[1]

Instalações[editar | editar código-fonte]

O museu situa-se na Rua da Escola Politécnica, 58, em Lisboa. Este imóvel está classificado como Monumento de Interesse Público.

As instalações atuais do Museu Nacional de História Natural e da Ciência ocupam uma área que no século XVII correspondia à cerca do Noviciado da Cotovia com o seu horto, pertença da Companhia de Jesus e que, após a supressão desta, será ocupado pelo Real Colégio dos Nobres (1761-1837), o qual, por sua vez, daria origem à Escola Politécnica (1837-1911), e esta à Faculdade de Ciências, que aí funcionou entre 1911 e 1985.

Também na origem do museu estão as coleções do Real Museu da Ajuda (1858), de que os gabinetes de História Natural na Escola Politécnica foram herdeiros.

História[editar | editar código-fonte]

O museu teve a sua origem no Real Museu de História Natural e Jardim Botânico, criado na segunda metade do século XVIII, na Ajuda (Lisboa). Foi depois alojado, por um curto espaço de tempo, na Real Academia das Ciências e finalmente transferido para a Escola Politécnica (1858), tomando primeiro a designação de Museu Nacional de Lisboa (1861).

O Jardim Botânico de Lisboa foi inaugurado em 1878.

Em 1911, com a criação da Universidade de Lisboa, o Museu foi declarado estabelecimento anexo à Faculdade de Ciências, tomando a denominação de Museu Nacional de História Natural (1926).

Em março de 1978, um violento incêndio destruiu grande parte do edifício da antiga Escola Politécnica, assim como as coleções de zoologia e parte das coleções de geologia. A Faculdade de Ciências começou então o processo de mudança de instalações.

Em maio de 1985 foi criado o Museu de Ciência da Universidade de Lisboa, que passou a partilhar o espaço do Edifício da Politécnica com o Museu Nacional de História Natural.

Em 2003, novos estatutos dos museus autonomizaram-nos da Faculdade de Ciências, passando a ser tutelados diretamente pela Reitoria da Universidade de Lisboa.[2]

O Museu Nacional de História Natural e o Museu de Ciência, juntamente com o Jardim Botânico anexo e o Observatório Astronómico de Lisboa foram fundidos em 2011 num novo organismo tendo adotado a designação de Museu Nacional de História Natural e da Ciência/Museus da Universidade de Lisboa (MUHNAC/MULisboa).

Ligação externa[editar | editar código-fonte]

Sítio do Museu Nacional de História Natural e da Ciência

Referências

  1. Group, Global Media (10 de dezembro de 2015). «Exposição - A Sala do Veado nasceu das cinzas há 25 anos. Esta é a última exposição». DN 
  2. Museu Nacional de História Natural e da Ciência. «História e Património». Consultado em 10 de março de 2015