Leonor Beleza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Leonor Beleza
Ministro(a) de Portugal Portugal
Período X Governo Constitucional
  • Ministro da Saúde

XI Governo Constitucional

  • Ministro da Saúde
Vida
Nascimento 23 de novembro de 1948 (66 anos)
Porto
Dados pessoais
Partido Partido Social Democrata
Profissão Jurista

Maria Leonor Couceiro Pizarro Beleza de Mendonça Tavares GCC (Porto, 23 de novembro de 1948) é uma jurista e política portuguesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

É filha de José Júlio Pizarro Beleza (Póvoa de Varzim, 29 de Setembro de 1924) e de sua mulher (casados a 28 de Janeiro de 1948) Maria dos Prazeres Lançarote Couceiro da Costa (Porto, 23 de Setembro de 1924 - Outubro de 2010), e irmã de Miguel Beleza, Teresa Pizarro Beleza e José Beleza .

Licenciou-se em Direito, em 1972. Foi assistente na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, de 1973 a 1975 e, novamente, de 1977 a 1982. Na mesma Faculdade assumiu a regência da disciplina de Direito da Família, tendo, a esse nível, colaborado na reforma de 1977 do Código Civil português.

Foi um dos primeiros membros da SEDES, no início da década de 1970, aderindo ao Partido Social Democrata, logo em 1974. No PSD viria a ser membro da Comissão Política Nacional, em 1990 e, de novo, entre 1998 e 1999; presidente do Conselho de Jurisdição, de 1992 a 1996; presidente da Mesa do Congresso e do Conselho Nacional, entre 1996 e 1998. Presidiu ao Conselho de Administração do Instituto Francisco Sá Carneiro, de 1991 a 1996. Foi deputada, pelos Círculos Eleitorais de Lisboa, Porto e Portalegre, entre 1983 e 2002, e vice-presidente da Assembleia da República, de 1991 a 1994 e entre 2002 e 2005. Fez parte de três governos, como secretária de Estado da Presidência do Conselho de Ministros (1982-1983), com Francisco Pinto Balsemão, secretária de Estado da Segurança Social (1983-1985), com Mário Soares, e como ministra da Saúde (1985-1990), no segundo governo de Cavaco Silva. Em substituição de Manuela Ferreira Leite, integra o Conselho de Estado, desde 2008. Esteve implicada, e foi acusada, num caso grave de distribuição de sangue contaminado que terá feito inúmeras vítimas de SIDA e hepatite C. Evitou a condenação porque algumas das possibilidades de acusação entretanto prescreveram (homicídio por negligência) e a de homicídio com dolo eventual era mais difícil de provar. As associações de hemofílicos continuam a achar que tem sangue nas mãos.

Advogada entre 1993 e 2001, foi ainda consultora principal do Centro Jurídico da Presidência do Conselho de Ministros, de 1994 a 2005, coordenadora do Serviço Jurídico da Televisão Independente, entre 1994 e 1997, e presidente do Conselho Fiscal do Banco Totta & Açores, de 1995 a 1998.

Leonor Beleza é presidente da Fundação Champalimaud desde 2004, conforme decisão de António Champalimaud, deixada em testamento.

A 25 de Fevereiro de 1994 foi agraciada com a Grã-Cruz da Ordem do Falcão da Islândia e a 9 de Junho de 2005 com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo.[1]

Casou com Diogo de Mendonça Rodrigues Tavares, de quem tem uma filha e um filho: Mariana Couceiro Beleza Mendonça Tavares (Lisboa, 4 de Dezembro de 1975), com geração de Bernardo Maria Correia Mendes Pinheiro Torres (Lisboa, 29 de Fevereiro de 1976), uma filha Maria Beatriz Beleza Tavares Pinheiro Torres (Lisboa, 13 de Outubro de 1999); e Miguel Couceiro Beleza Mendonça Tavares (8 de Março de 1979).

Funções governamentais exercidas[editar | editar código-fonte]

Referências

Precedida por:
António Maldonado Gonelha
Ministra da Saúde
X Governo Constitucional
Sucedida por:
Arlindo Cunha
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.