Ana Jorge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2010)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Ana Jorge
Ana Jorge numa recepção pelo Dia Mundial Contra as Drogas, em 2010.
Ministro(a) de Portugal Portugal
Período XVII e XVIII Governo Constitucional
  • Ministra da Saúde
Antecessor António Correia de Campos
Sucessor Paulo Macedo
Dados pessoais
Nascimento 23 de setembro de 1949 (69 anos)
Lourinhã, Lourinhã
Partido Partido Socialista
Profissão Médica

Ana Maria Teodoro Jorge (Lourinhã, Lourinhã, 23 de setembro de 1949) é uma médica e política portuguesa, que exerceu o cargo de Ministra da Saúde dos XVII e XVIII Governos Constitucionais de Portugal.

Carreira[editar | editar código-fonte]

  • Licenciada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, é especialista em pediatria médica (1984).
  • Coordenou a Sub-Região de Saúde de Lisboa entre 1996 e 1997, tendo transitado para o conselho de administração da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, entre 1997 e 2000, a que presidiu.
  • Foi assistente hospitalar de pediatria médica no Hospital D. Estefânia e no Hospital Garcia de Orta (Almada), onde foi também directora do serviço de pediatria, inicialmente durante três meses (Janeiro a Março) de 1996, e desde Junho de 2001 até assumir as funções de Ministra da Saúde, em Janeiro de 2008.
  • Foi representante do Ministério da Saúde no grupo de trabalho conjunto com os Ministérios da Educação e Segurança Social, para a problemática da intervenção precoce (1994 a 1996).
  • Foi assistente da Escola Nacional de Saúde Pública (especialidades de saúde materna, infantil, escolar e adolescente) de 1985 a 1992 e monitora da cadeira de terapêutica geral da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa nos anos lectivos de 1973-1974 e 1974-1975.
  • Tem mais de trinta trabalhos publicados em diversas revistas, e apresentou mais de cem comunicações e palestras.
  • Presidiu à comissão de ética do Hospital Garcia de Orta (Almada).
  • Pertenceu à direcção do colégio de pediatria médica da Ordem dos Médicos (1993-1998) e à direcção nacional da Liga Portuguesa Contra a Epilepsia (1987-1994), tendo presidido ainda à sua delegação de Lisboa (1994-1996). Foi membro da direcção da secção de desenvolvimento da Sociedade de Pediatria de 1994 a 1997 e é co-coordenadora do sector de humanização do Instituto de Apoio à Criança desde 1998.
  • Ministra da Saúde do XVII Governo Constitucional, de 30 de janeiro de 2008 a 25 de outubro de 2009, e do XVIII Governo Constitucional, de 26 de outubro de 2009 a 20 de junho de 2011.

Em 7 de janeiro de 2016, o Ministério Público pediu a condenação de cerca de 20 responsáveis da Administração Regional de Saúde de Lisboa entre 1998 e 2001, por terem pago indevidamente cerca de 21 milhões de euros à sociedade que geria o hospital Amadora-Sintra. Entre os responsáveis que estão a ser julgados no tribunal de contas, onde decorreram as alegações finais, está a antiga ministra da saúde Ana Jorge, que foi presidente da Administração Regional da Saúde (ARS) de Lisboa e Vale do Tejo entre 1997 e 2000. A procuradora do Ministério Público (MP) alegou que o pagamento indevido de mais de 21 milhões de euros (quatro milhões e 200 mil contos) não pode deixar de ser imputado aos administradores da ARS.[1]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedida por:
Correia de Campos
Ministra da Saúde
XVII e XVIII Governos Constitucionais
2008 – 2011
Sucedida por:
Paulo Macedo