Luís Campos e Cunha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde maio de 2015).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2014). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Luís Campos e Cunha
Ministro(a) de Portugal Portugal
Período XVII Governo Constitucional
  • Ministro das Finanças
Antecessor António Bagão Félix
Sucessor Fernando Teixeira dos Santos
Dados pessoais
Nascimento 6 de fevereiro de 1954 (65 anos)
Luanda, Angola colonial
Partido Independente

Luís Manuel Moreira de Campos e Cunha GCIH (Luanda, 6 de fevereiro de 1954) é um economista português, que foi Ministro das Finanças de Portugal entre Março e Julho de 2005.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Licenciou-se em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade Católica Portuguesa em 1977. Em 1985 terminou o doutoramento em Economia pela Columbia University de Nova Iorque, com uma tese sobre economia internacional.

Foi sucessivamente:

Foi substituído na pasta das Finanças por Fernando Teixeira dos Santos por "motivos pessoais, familiares e cansaço", segundo a explicação oficial avançada, mas o que foi verdade é que abandonava o Governo num momento de tensão com alguns colegas do Conselho de Ministros, nomeadamente com Manuel Pinho e Mário Lino.[1]

É um dos 31 subscritores de um manifesto ao XIX Governo, apresentado ao público em 15 de setembro de 2014, que defende que as contas dos partidos sejam auditadas por entidades independentes e credíveis, nomeadamente um "corpo de auditores especiais no âmbito da Procuradoria-Geral da República, uma secção especializada do Tribunal de Contas e o recurso necessário a auditores externos".[2][3]

A 12 de Fevereiro de 2016 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.[4]

Ligações familiares[editar | editar código-fonte]

Casou com Rita Maria Ferreira Duarte, de quem tem dois filhos e uma filha, David, Miguel e Ana Rita Ferreira Duarte de Campos e Cunha.

Referências

  1. «Campos e Cunha esgotado deixa pasta das Finanças - 2005». DN. Consultado em 31 de dezembro de 2015 
  2. «Grupo de personalidades cria manifesto para reforma do sistema eleitoral». www.jornaldenegocios.pt. Consultado em 31 de dezembro de 2015 
  3. «Manifesto junta críticos do sistema político». PÚBLICO. Consultado em 31 de dezembro de 2015 
  4. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Luís Manuel Moreira de Campos e Cunha". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 15 de fevereiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
António Bagão Félix
(como ministro das Finanças e
da Administração Pública)
Ministro de Estado e das Finanças
XVII Governo Constitucional
2005
Sucedido por
Fernando Teixeira dos Santos