Isabel Alçada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Isabel Alçada
Isabel Alçada
Ministro(a) de Portugal Portugal
Período XVIII Governo Constitucional
  • Ministra da Educação
Antecessor(a) Maria de Lurdes Rodrigues
Sucessor(a) Nuno Crato
(como ministro da Educação e Ciência)
Vida
Nascimento 29 de maio de 1950 (66 anos)
Lisboa
Dados pessoais
Partido Partido Socialista
Profissão Professora e escritora

Isabel Alçada, nome literário e profissional de Maria Isabel Girão de Melo Veiga Vilar GOIH (Lisboa, Alvalade, 29 de maio de 1950), é uma professora e escritora portuguesa.

Vida[editar | editar código-fonte]

Estudou no Liceu Francês (Lycée Français Charles Lepierre) e licenciou-se em Filosofia, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, em 1974. Ainda estudante entrou para o Centro de Psicologia e Formação Psicoforma, em 1973. No rescaldo do 25 de Abril é admitida no Ministério da Educação, primeiro como técnica da Direção-Geral Permanente de Educação, em 1975, depois no Secretariado de Reestruturação do Ensino Secundário, até 1976. Tornou-se professora do Ensino Básico em 1976.

Depois de ter sido colega de Ana Maria Magalhães, na Escola EB 2/3 Fernando Pessoa, formou com esta uma dupla na escrita infanto-juvenil, inaugurada com Uma aventura...na cidade, em 1982. A colecção Uma Aventura revelar-se-ia um sucesso entre as camadas jovens, alcançando mais de 50 títulos editados e adaptações para televisão e cinema.

Em 1984 Isabel Alçada obteve um mestrado em Análise Social da Educação na Universidade de Boston, homologado pela Universidade Nova de Lisboa. Em 1985 tornou-se professora-adjunta da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa.

Desempenhou os cargos de membro do Conselho Diretivo da Escola EB 2/3 Fernando Pessoa, vogal da Direcção do Sindicato dos Professores da Grande Lisboa, administradora da Fundação de Serralves, de 2000 a 2004, e de comissária do Plano Nacional de Leitura[1], de 2006 a 2009.

Em 2009 foi empossada como Ministra da Educação do XVIII Governo Constitucional.

A 17 de Janeiro de 2006 foi feita Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.[2]

Casou primeira vez em Lisboa a 30 de Maio de 1968 com Fernando António de Figueiredo Alçada, de quem tem uma filha, Vera Veiga Alçada, casada com Rui ... e com um filho natural de António Rodrigues Prazeres Falcão de Campos.

É casada segunda vez, desde 5 de Julho de 2002, com Rui Vilar.

Obras[editar | editar código-fonte]

Em co-autoria com Ana Maria Magalhães[editar | editar código-fonte]

Editora Caminho

  • Histórias dos Jerónimos, Caminho (1989)
  • Ler ou não ler eis a questão, Caminho (1988)
  • Histórias e lendas da Europa, Caminho (1992)
  • Histórias e lendas da América, Caminho (1994)
  • Os jovens e a leitura nas vésperas do século XXI, Caminho (1994)
  • Piratas e corsários, Caminho (1995)
  • Diário secreto de Camila, Caminho (1999)
  • Diário cruzado de João e Joana, Caminho (2000)
  • Portugal: história e lendas, Caminho (2001)
  • O leão e o canguru, Caminho (2001)
  • Os primos e a fada atarantada, Caminho (2003)
  • Três fábulas, Caminho (2007)
  • Há fogo na floresta, Caminho (2005)
  • Quero ser actor, Caminho (2005)
  • Quero ser outro, Caminho (2006)
  • Rãs, príncipes e feiticeiros : oito histórias dos oito países que falam português, Caminho (2008)
  • A gata Gatilde, Caminho (2009)
  • O avô Urso Lão, Caminho (2012)
  • O João e o salticão, Caminho (2012)
  • A bruxa Cartuxa na floresta dos segredos, Caminho (2013)
  • O crocodilo nini, Caminho (2013)
  • A raposa azul: oito histórias tradicionais com mensagens universais, Caminho (2014)
  • Em Roma sê romano, Caminho (2013)
  • Os primos e o feiticeiro lampeiro, Caminho (2014)
  • A joaninha vaidosa, Caminho (2013)

Outras publicações

  • Um homem não chora..., Câmara Municipal de Grândola (1991)
  • Segredos de Belém : guia dos Jerónimos, da Torre e do Bairro, Inst. Port. do Património Cultural (1992)
  • Países sem fronteiras: a União Europeia, Centro de Informação Jacques Delors (1995)
  • O Japão, Grupo de Trabalho do Ministério da Educação para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses (1995)
  • As viagens do açúcar, Gabinete de Referência Cultural da CML (1995)
  • A Europa dá as mãos, Centro de Informação Jacques Delors (1995)
  • A Madeira, Grupo de Trabalho do Ministério da Educação para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses (1996)
  • O Natal na Europa, Centro de Informação Jacques Delors (1996)
  • A bandeira e o hino: símbolos de Portugal, Ministério da Educação (1997)
  • Vale do Côa: um lugar mágico, IPA-PAVC (1998)
  • O 25 de Abril: uma viragem na história de Portugal, Câmara Municipal de Lisboa (1998)
  • A Cruz Vermelha, Cruz Vermelha Portuguesa (1998)
  • O circo maravilhoso da serpente vermelha, Quetzal (2001)
  • A cidadania de A a Z, Editorial do Ministério da Educação (2001)
  • Manual de ajuda para o jovem: programa nacional de controlo da asma, Direcção Geral da Saúde (2002)
  • Lendas e segredos das aldeias históricas de Portugal, Comissão de Coordenação da Região Centro (2002)
  • A longa história do poder, Assembleia da República (2003)
  • Cidadania e multiculturalidade, Editorial do Ministério da Educação (2003)
  • O Museu da Nazaré, Cromotipo (2003)
  • O urso amarelo, OMEP-Organização Mundial da Educção Pré-Escolar, Comité Português (2006)
  • A batalha de Aljubarrota: histórias e lendas, Fundação Batalha de Aljubarrota (2007)
  • O meu álbum de selos, Clube do Coleccionador dos Correios (2007)
  • 25 de Abril, Assembleia da República (2007)
  • O 5 de Outubro e a implantação da República, Assembleia da República (2010)
  • Teki vai à escola = Teki ba escola, Lidel (2011)
  • O risco espreita, mais vale jogar pelo seguro, APS-Associação Portuguesa de Seguradores (2013)
  • A ilha do arco-íris, Leigos para o Desenvolvimento (2013)
  • Missão impossível, Fundação Jorge Álvares (2014)
  • Catástrofes e grandes desastres, APS-Associação Portuguesa de Seguradores (2014)
  • O tio desafio, Clube do Autor (2015)

Referências

  1. http://www.planonacionaldeleitura.gov.pt
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Isabel Alçada". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 2015-05-31. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedida por:
Maria de Lurdes Rodrigues
Ministra da Educação
XVIII Governo Constitucional
2009 – 2011
Sucedida por:
Nuno Crato
(como ministro da Educação e Ciência)