Joana Carneiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Joana Carneiro
Nascimento 30 de setembro de 1976 (43 anos)
Lisboa
Cidadania Portugal
Alma mater Universidade de Michigan
Ocupação maestra

Joana[1] Maria Amaro da Costa Luz Carneiro (Lisboa, 30 de setembro de 1976) é uma maestrina portuguesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Joana Carneiro é filha de Roberto Carneiro e de sua mulher Maria do Rosário Carneiro, irmã de Adelino Amaro da Costa.

Enveredou pela música, tendo sido nomeada directora musical da Orquestra Sinfónica de Berkeley, em Janeiro de 2009, sucedendo a Kent Nagano. Anteriormente foi maestrina assistente da Filarmónica de Los Angeles, sob a direcção de Esa-Pekka Salonen, entre 2006 e 2008. Ganhou atenção enquanto finalista do Maazel-Vilar Conductor's Competition, no Carnegie Hall, em 2002. No mesmo ano obteve o Young Musician's Foundation's Award, cujos últimos vencedores incluem, entre outros, André Previn, Michael Tilson Thomas e Lucas Richman. Entre 2005 e 2006 foi maestrina convidada principal na Orquestra Metropolitana de Lisboa, de onde saíu para a Orquestra de Música da Gulbenkian, como maestrina regente convidada, até 2007.[2] [3] [4] [5]

Em Janeiro de 2010, dirigiu um produção de Peter Sellars de "Rei Édipo" e "Sinfonia de Salmos", de Stravinsky. Em Dezembro do mesmo ano, conduziu a ópera "Paint Me" de Luís Tinoco e Stephen Plaice, com encenação de Rui Horta, na Culturgest, em Lisboa.

Em setembro de 2013, Joana Carneiro, foi anunciada como a nova maestrina portuguesa principal da Orquestra Sinfónica Portuguesa do Teatro Nacional de São Carlos, após 1 Janeiro 2014.[6]

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • Em 2003, recebeu a distinção Mulheres Criadoras de Cultura, na categoria Música, atribuída pelo Governo Português.
  • Em 2004, Joana Carneiro foi agraciada pelo Presidente da República Portuguesa com a Comenda da Ordem do Infante Dom Henrique.
  • Em 2009, recebeu o Prémio Dona Antónia Adelaide Ferreira.

Referências

  1. «Joana Carneiro - Pesquisa Google». www.google.pt. Consultado em 14 de fevereiro de 2017 
  2. Ralph Blumenthal (30 de setembro de 2002). «And Then There Were Two; Prize Is Shared in Conductors' Competition». New York Times. Consultado em 13 de fevereiro de 2011 
  3. Joshua Kosman (16 de janeiro de 2009). «Joana Carneiro to conduct Berkeley Symphony». San Francisco Chronicle. Consultado em 13 de fevereiro de 2011 
  4. Joshua Kosman (17 de outubro de 2009). «Fine start at Berkeley Symphony». San Francisco Chronicle. Consultado em 13 de fevereiro de 2011 
  5. «Maestrina Joana Carneiro distinguida com prémio nos EUA». Publico. 19 de junho de 2010. Consultado em 13 de fevereiro de 2011 
  6. Vanessa Alto (20 de setembro de 2013). «Pinamonti volta ao São Carlos sete anos após saída polémica». Publico. Consultado em 17 de novembro de 2013 


Precedido por
Kent Nagano
Music Director, Berkeley Symphony
2009–present
Sucedido por
incumbent

Ligações externas[editar | editar código-fonte]