International Taekwondo Federation

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde Fevereiro de 2008).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.


International Taekwondo Federation e um esporte sem luta

Taekwondo em todo o mundo. Fundada em 1955 pelo General Choi Hong Hi (최홍희) em Seul, na Coreia. O General Choi criou o Taekwondo, baseando-se no caratê, son bak gi e no Taek Kyeon.

O Taekwondo olímpico (WTF) teve origem do Taekwondo criado pelo Gen. Choi, contudo sofreu grandes modificações, especialmente para as disputas nos Jogos Olímpicos, tornando-se bastante distinta do Taekwondo ITF, que é considerado o Taekwondo Tradicional.

História[editar | editar código-fonte]

Apesar de recentemente introduzido no Ocidente, o Taekwon-do (pronuncia-se têcuondô) possui raízes muito antigas, embora tenha sido institucionalizado com este nome apenas no ano de 1955.

No ano de 1909 o quadro se agravou mais ainda com a ocupação japonesa que proibia a prática do Taek Kyeon e outras artes marciais coreanas, que passaram a ser praticadas secretamente. Após a libertação da Coréia em 1945, (rendição do Japão na Segunda Guerra Mundial) com a formação da nova República Coreana e a reorganização de suas Forças Armadas (1946), um jovem segundo-tenente chamado CHOI GONG HI, recentemente solto de um campo de prisão japonês, começou a ensinar artes marciais para alguns de seus soldados. Os anos de pesquisa e desenvolvimento do então General CHOI HONG HI, resultaram no estilo CHANG HUN (seu pseudônimo). Apesar de baseado principalmente nas técnicas de SOO BAK GI, TAEK KYON E KARATÊ, muitas técnicas foram adicionadas e aperfeiçoadas. 

Em 1955 (durante a Guerra da Coréia), uma junta de instrutores e historiadores e outras personalidades proeminentes liderados pelo General CHOI, escolheu como TAEKWON-DO (TAE: ação dos pés; KWON: ação das mãos e punhos; DO: caminho -filosoficamente) o nome da nova arte marcial coreana, por significar adequadamente o que representa e também por lembrar o antigo TAEK KYON, reanimando, assim, o senso de patriotismo coreano. A combinação das técnicas tradicionais e novas modificações resultaram em uma forma de autodefesa e condicionamento físico-mental incomparável no mundo moderno. 

Com a grande procura pela então famosa arte, em 22 de março de 1966 foi fundada a International Taekwon-do Federation (I.T.F.), formada inicialmente com a associação de nove países: Vietnã, Malásia, Singapura, Alemanha Ocidental, Estados Unidos, Turquia, Egito, Itália e Coréia do Sul e com sede na Coréia. 

A partir daí, seu presidente, o próprio General CHOI HONG HI, começa a organizar e formar turmas de instrutores internacionais espelhando-os pelo mundo com o intuito de divulgar o TAEKWON-DO. Como uma organização Internacional de esporte puramente amador, a ITF tem por objetivo contribuir para a paz e justiça no mundo. 

Depois de alguns anos e vendo que era impossível desenvolver o nobre ideal do Taekwon-do sob o regime de então da Coréia do Sul, que tentava reduzir o Taekwon-do a instrumento político, o General CHOI HONG HI mudou a sede da ITF de Seul para Toronto (Canadá) em 1972, e novamente a mudou, em 1985, para Viena (Áustria), a fim de ter um centro de atividades mais proveitoso.

A partir desse ano, novas organizações foram criadas, mas o General Choi Hong Hi sempre permaneceu ativo na arte, criada por ele, e até sua morte, presidente da federação ITF que preservou o Taekwon-do Original. 

O General CHOI HONG HI foi o responsável pela unificação técnica dos estilos de "Karate Coreano" (Song Moo Kwan, Chung Do Kwan, Moo Do Kwanm Ji Do Kwan...), Karatê Japonês, Taek Kyon e Soo Bak Gi, criando o Taekwon-do, além de elaborar os vinte e quatro tuls e ser o mentor intelectual da parte filosófica.

Na área técnica, criou uma ampla variedade de técnicas que poderiam ser usadas em quase todas as situações. Elas são baseadas nos seguintes princípios:

1. Todo movimento deve ser desenvolvido para produzir o poder máximo de acordo com fórmulas científicas e o princípio da energia cinética.

2. Os princípios atrás das técnicas devem estar bem claros que mesmo aqueles que não conhecem o Taekwon-Do possam ser capazes de distinguir o movimento correto do incorreto.

3. A distância e o ângulo de cada movimento devem ser definidos exatamente a fim de conseguir um ataque e uma defesa mais eficientes.

4. A finalidade e o método de cada movimento devem ser claros e simples, a fim de facilitar o processo de ensino e de aprendizagem.

5. Os métodos de ensino racionais devem ser desenvolvidos de modo que os benefícios do Taekwon-Do possam ser apreciados por todos, jovens e velhos, homens e mulheres.

6. Os métodos de respiração corretos devem ser planejados, realçando a velocidade de cada movimento e reduzindo a fadiga.

7. O ataque deve ser possível em qualquer ponto vital do corpo e deve ser possível se defender de todos os tipos de ataque.

8. Cada ferramenta de ataque deve ser definida claramente e baseado especificamente na estrutura do corpo humano.

9. Cada movimento deve ser fácil de executar, permitindo ao estudante apreciar o Taekwon-Do como um esporte e recreação.

10. Deve-se ter uma consideração especial para promover uma plena saúde e prevenir ferimentos.

11. Cada movimento deve ser harmonioso e rítmico de modo que o Taekwon-Do seja esteticamente agradável.

12. Cada movimento de uma forma deve expressar a personalidade e o caráter espiritual da pessoa da qual foi nomeada.

A fidelidade a estes princípios básicos é o que faz o Taekwon-Do uma arte marcial, uma arte estética, uma ciência e um esporte.

Disputas políticas e divisão[editar | editar código-fonte]

O governo da Coréia do Sul queria usar o taekwondo como arma política. Como o General Choi era contrário a tal prática, em 1973 a ITF se muda para o Canadá, permanecendo até 1985, quando se muda para para Viena, na Áustria. O governo sul-coreano respondeu retirando o patrocínio da ITF, e estabeleceu, de vez o Kukkiwon e a Federação Mundial de Taekwondo para continuar a missão da globalização do taekwondo. No entanto, a ITF continuou a crescer e prosperar como uma federação independente. Por mais de três décadas, desde a sua fundação em 1966, Choi Hong Hi sempre serviu como presidente da ITF. Na virada do século, porém, Choi Hong Hi estava no início da década de 80 e entendeu-se que um sucessor precisava ser identificada. Entre os candidatos lógicos eram o filho de Choi, Choi Jung Hwa.

Em 2001, um congresso elegeu Choi Jung Hwa como o novo presidente da ITF, mas com a condição de que ele não iria assumir o cargo até 2003, e que nesse ínterim seu pai iria servir como presidente por mais dois anos. O consenso na época era que a constituição ITF permitia tal arranjo.

Logo após esta eleição 2001, Choi Jung Hwa disse a representantes norte-coreanos da ITF que a Coreia do Norte teria a mesma influencia nas votações como qualquer outro país membro, o que frustou esses membros. Em resposta à pressão norte-coreana, Choi Hong Hi decidiu que seu filho Choi Jung Hwa não deveria tornar-se presidente da ITF, convocando um "Congresso de Emergência" para abordar esta questão.

Choi Jung Hwa, como presidente nominal, deveria ter acesso a este congresso, e na verdade tentou fazê-lo, mas sua entrada foi negada e, segundo algumas fontes, dito na porta que esta não era uma "reunião de emergência do congresso", mas sim uma reunião privada chamada por seu pai, e que ele não havia sido convidado. É claro que o objetivo da reunião era remover Choi Jung Hwa da presidência nominal da ITF. O "congresso de emergência" votou pelo afastamento de Jung Hwa do cargo.

Alguns membros (incluindo muitos mestres seniores) da ITF viam as coisas de maneira diferente no entanto. Eles afirmaram que ao rotular o encontro como uma "reunião privada" em vez de um "congresso", e que, ao negar a entrada de alguns membros (incluindo Choi Jung Hwa), quaisquer decisões tomadas na reunião não foram juridicamente vinculativas de acordo com a constituição da ITF.

Choi Jung Hwa tomou esta mesma posição; uma vez que ele (como presidente da ITF) foi negado o acesso ao "congresso de emergência", ele via sua decisão de removê-lo como não vinculativa. Ele continuou a considerar-se presidente da ITF, e mudou a sede da ITF para o Canadá. Muitos mestres ITF continuou a apoiá-lo e segui-lo como seu presidente. Não surpreendentemente, esta manobra também causou uma divisão pessoal entre Choi Hong Hi e seu filho.

Após o falecimento do General Choi em 2002, iniciou-se uma disputa pela presidência:

1) Dr. Chang Ung (membro do COI desde 1996) reivindicou o cargo alegando ser um pedido do próprio General em seu leito de morte, um congresso extraordinário. Concomitantemente ao serviço de memorial, a Coreia do Norte realizou seu próprio "congresso" para selecionar um novo presidente ITF(www.itftkd.org/), que acabou por nomear Chang Ung, um funcionário do governo norte-coreano, introduzindo este oficial à audiência de grandes mestres durante o serviço memorial. Quando os norte coreanos o anunciaram, o público aplaudiu, "confirmando" a eleição e declarando  Chang Ung  para ser o novo presidente da ITF. Em 2014, este ramo da ITF assinou um Protocolo de Acordo com a WTF , permitindo que os concorrentes de ambas as federações de competir em torneios do outro. Foi substituído por  Ri Yong Son e sua sede é em Viena na Austria.

2) GM Choi Jung Hwa, filho do General Choi, entrou nessa disputa alegando que havia sido eleito por unanimidade em congresso no ano de 2001 (Rimini - Italia) em mandato compartilhado de 6 anos (nos dois anos iniciais o Gen Choi, e nos quatro últimos anos o GM Choi Jung Hwa), contudo a desavença com seu pai revogou essa decisão, e hoje ele preside a ITF (www.itf-administration.com/). Atualmente tem sede em Londres na Inglaterra.

3) GM Tran Trieu Quan (falecido em 2010 no terremoto Haitiano) que presidiu a ITF (www.tkd-itf.org/), foi eleito por outro congresso convocado por membros que alegaram ilegalidade na eleição de Chang Ung, na falta de um presidente claro, recorreram à orientação da Constituição da ITF, que dizia que o vice-presidente da ITF ( Russell MacLellan), assumiria como presidente interino até que um novo presidente poderia ser eleito, o que finalmente ocorreu em 2003 no Campeonato Mundial, onde Trần Trieu Quân foi eleito presidente da ITF. Em 2003, quando Trần Trieu Quân foi eleito pela organização ITF "remanescente", entrou em um processo judicial contra Chang Ung pela propriedade do edifício sede da ITF em Viena, Áustria. Tribunais austríacos decidiram em favor do Chang Ung ITF; em resposta a Trần Trieu Quân ITF transferiu sua sede atual. O presidente atual é  Pablo Trajtenberg, com sede em Benidorm na Espanha.

Ainda hoje, as três federações permanecem em funcionamento e, mais recentemente, ganharam novas vertentes, dividindo ainda mais os praticantes desta arte marcial:

a) GTF (www.gtftaekwondo.com/) foi fundada por Park Jung Tae que se separou do ITF em 1990;

b)ITTAF (http://www.ittaf.com/en/) fundada por Grand Master Mario Pons;

c) UITF (www.unified-itf.com/) fundada por Hwang Kwang Sun ,

d) ITF HQ Coreia do Sul (www.itfofficial.org) presidida por Oh Chang Jin. Anteriormente era o organismo nacional que representava o ITF [Cho Jung Hwa] na Coreia, mas então separou-se da ITF com sede em Seul, contudo esta organização não é a sede da ITF, é meramente uma outra (e mais recente) desdobramento ITF;

e) GTFI (www.gtfinternational.com/) fundada por Dr. Sabree Salleh em 2006.

Taekwondo no Brasil[editar | editar código-fonte]

Em julho de 1970 o General Choi Hong Hi manda para o Brasil o Instrutor Internacional Sang Min Cho 6º Dan que introduz o Taekwon-Do no país, pelo estado de São Paulo.

Tratado, durante anos, como uma arte marcial clandestina, o Taekwon-Do ITF enfrentou resistência de organizações poderosas e até mesmo mafiosas em todo o mundo para se manter vivo. Após a mudança da ITF para o Canadá, surge na Coréia, no ano de 1973, uma nova organização intitulando-se a "controladora" do Taekwondo em nível mundial (World Taekwondo Federation - W.T.F.), com o intuito de preencher o vazio que havia ficado no Taekwondo na Coréia do Sul, que através da força política, obrigou os instrutores sul-coreanos em todo o mundo a se subordinarem a esta nova organização, prejudicando, por este motivo, a estruturação da ITF no Brasil. Não fosse pela persistência e determinação dos representantes brasileiros, talvez o ITF sequer existisse em terras brasileiras.

Por tal motivo e desconhecimento dos praticantes o Taekwon-Do só toma novo impulso a partir de 29 de maio de 1990 com a vinda do fundador General Choi Hong Hi ao Brasil, a convite das seguintes entidades: Centro Brasileiro de Taekwon-Do Tradicional, dirigido pelo Sr. Raul Hector Sanchez que vinha desenvolvendo um trabalho com sistema da ITF no Rio de Janeiro há 6 anos; Cho Taekwon-Do Center Clube - dirigido pelo Sr. Djalma Clementino dos Santos, juntamente com outros instrutores.

Nesta data foi realizado o 1º Seminário Internacional de Taekwon-Do ITF no Rio de Janeiro, dirigido pessoalmente pelo General Choi Hong Hi 9º Dan e Presidente da INTERNATIONAL TAEKWON-DO FEDERATION e o Sr. Pablo Trajtemberg, Secretário Geral da Federation de Taekwon-Do de La Republica Argentina, 6º Dan e Assessor Técnico do Brasil, tendo sido conduzido o seminário para avaliação e qualificação de instrutores e Árbitros Internacionais.

Formas[editar | editar código-fonte]

Formas ou Tuls em coreano, são consideradas por muitos um dos mais importantes aspectos da prática do taekwondo. Como no caratê, são sequências pré-estabelecidas de movimentos contra "oponentes imaginários". A maioria das formas (exceto ul-ji e tong-il) começam com um movimento defensivo, que enfatiza a natureza defensiva do taekwondo. Todas as formas começam e terminam na mesma posição. Isso força os praticantes a corrigir a distância da base e dos passos, além de acertar a direção do movimento.

Existem 24 tuls que representam o legado de toda vida do General Choi, que se comparado a história do universo seria apenas mais um dia, 24 horas. Os nomes dessas formas referem-se ao patriotismo e às pessoas importantes da Coreia e alguns detalhes de execução variam de acordo com as regras de cada uma das divisões da ITF mundial. São as seguintes:

  • Chon-Ji
  • Dan-Gun
  • Do-San
  • Won-Hyo
  • Yul-Gok
  • Joong-Gun
  • Toi-Gye
  • Hwa-Rang
  • Choog-Moo
  • Gwang-Gae
  • Po-Uen
  • Gye-Baek
  • Eui-Am
  • Choog-Jang
  • Juche
  • Sam Il
  • Yu-Sin
  • Choi Yeong
  • Yeon Gae
  • Ul-Ji
  • Mun-Mu
  • So-San
  • Se Jong
  • Tong Il

Competição[editar | editar código-fonte]

Existem varias modalidades de competição: luta individual, luta em equipe, luta tradicional, forma individual, forma em equipe, potência individual, potência em equipe, técnicas especiais individual e técnicas especiais em equipe. Alguns competições e regras diferenciam conforme regulamentos de cada uma das divisões da ITF mundial.

LUTAS:

- Regras ITF (Viena):

Todos os ataques serão válidos apenas quando pararem a 2 centímetros de distância do alvo.

(1) UM ponto será concedido para: a) Ataque Mão dirigido à secção média ou alta b) Ataque Pé direcionado para a seção média c) Defesa perfeita;

(2) DOIS pontos serão concedidos para: a) Ataque Pé dirigido a seção alta b) Ataque Mão com salto direcionado para o ponto alto (dois pés fora do chão) c) Ataque Pé com salto direcionado para a seção média;

(3) TRÊS pontos serão atribuídos para: a) Ataque Pé com salto dirigido a seção alta b) Ataque Pé giratório (180º) para a seção média b) Ataque da mão giratório (180º ou mais) dirigido a seção alta;

(4) QUATRO pontos serão atribuídos para: a) Ataque Pé giratório (180º) dirigida a seção alta b) Ataque Pé giratório (360º ou mais ) para a seção média;

(5) CINCO pontos serão atribuídos para: a) Ataque Pé giratório (360º ou mais ) para seção alto

Para competição nas categorias Júnior e Adulto a luta terá de 2 rounds de 2 minutos com 1 minuto de intervalo entre os rounds, para veterano terá 2 rounds de 1,5 minutos.

- Regras ITF (Benidorm):

(1) UM ponto será concedido para qualquer ataque mão legal direcionado para seção média ou alta;

(2) DOIS pontos serão concedidos para qualquer ataque legal pé direcionado para a seção média

(3) TRÊS pontos serão concedidos para qualquer ataque Pé legal dirigido a seção alta.

Eliminatórias Individuais:

- Faixas coloridas: 1 (um) round de dois (2) minutos.

- Faixas Pretas: (1) round de três (3) minutos.

Finais Individuais:

- Faixas coloridas: 1 (um) round de dois (2) minutos. IV.

- Faixas Pretas: 2 (dois) rounds de dois (2) minutos com intervalo de um (1) minuto entre os rounds.

No caso de um empate, mais um round de 1 um (1) minuto.

- Regras ITF (Choi Hung Hwa):

(1) UM ponto será concedido para: a) Ataque Mão dirigido à seção média ou alta b) Ataque Pé direcionado para a seção média c) Ataques Mão enquanto estão no ar a seção média.

(2) DOIS pontos serão atribuídos para: a) Ataque Pé direcionado para alta seção b) Ataque Pé Saltando dirigido à seção média c) Ataque Mão Saltando direcionando â seção alta.

(3) TRÊS pontos serão atribuídos para: a) Ataque Pé Saltando dirigido a seção alta .

A luta terá 2 (dois) rounds de 2 (dois) minutos com 1 (um) minuto de intervalo entre os rounds.

Nas competições de forma individual e em equipe o(s) atleta(s) executam um tul, que pode ser escolhido ou designado dependendo do campeonato, sendo avaliados: força, conteúdo técnico, respiração, postura e equilíbrio.

Na forma em equipe é avaliado tudo isso mais o que tem maior peso na avaliação é o sincronismo das equipes.

Nas competições de potência o objetivo é quebrar o maior numero de placas com diversas técnicas. E

Na competição de técnica especial o objetivo é quebrar uma madeira com técnicas em que seja preciso saltar ou em altura ou em comprimento. O recorde de altura é quebrar uma madeira a 3,10 metros de altura com um chute.

Filosofia[editar | editar código-fonte]

Para praticar é necessário um juramento:

Eu prometo:

  • Observar as regras do taekwondo.
  • Respeitar o instrutor e os meus superiores.
  • Nunca fazer mal uso do taekwondo.
  • Ser campeão da liberdade e da justiça.
  • Construir um mundo mais pacífico.

Também faz parte da vida do taekwondista, não só na academia como também na vida pessoal seguir os princípios do taekwondo:

  • Cortesia
  • Integridade
  • Perseverança
  • Auto-controle
  • Espírito Indominável

Graduações (Geups e Dans)[editar | editar código-fonte]

A caminhada do praticante dentro do taekwondo é divida inicialmente em geups e em seguida em dans. Cada geup corresponde a uma faixa colorida que o taekwondista amarra na cintura, por sobre o dobok, a vestimenta característica dessa arte marcial. A sequência tradicional é a seguinte:

  • Branca (10º Geup)
  • Branca com ponta Amarela (9º Geup)
  • Amarela (8º Geup)
  • Amarela com ponta Verde (7º Geup)
  • Verde (6º Geup)
  • Verde com ponta Azul (5º Geup)
  • Azul (4º Geup)
  • Azul com ponta Vermelha (3º Geup)
  • Vermelha (2º Geup)
  • Vermelha com ponta Preta (1º Geup)
  • Preta (1º ao 9º Dan)

Sendo os instrutores:

  • Do 1º ao 3º DAN: Busabum (assistente de instrutor)
  • Do 4º ao 6º DAN: Sabumnin (instrutor)
  • Do 7º ao 8º DAN: Sahyumnim (mestre)
  • 9º DAN: Sasunnim (grão-mestre)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]