Padre João Ribeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de João Ribeiro (padre))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Padre João Ribeiro
Nome completo João Ribeiro Pessoa de Melo Montenegro
Nascimento 28 de fevereiro de 1766
Tracunhaém, Capitania de Pernambuco
Reino de Portugal Brasil Colonial
Morte 13 de maio de 1817 (51 anos)
Olinda, Capitania de Pernambuco
Flag of the United Kingdom of Portugal, Brazil, and Algarves.svg Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves
Ocupação Religioso e ativista político

João Ribeiro Pessoa de Melo Montenegro, o Padre João Ribeiro (Tracunhaém, 28 de fevereiro de 1766Olinda, 13 de maio de 1817), foi um religioso e ativista político brasileiro.[1][2]

Foi um dos líderes da Revolução Pernambucana.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

João Ribeiro Pessoa de Melo Montenegro nasceu no distrito de Tracunhaém, Capitania de Pernambuco, em 28 de fevereiro de 1766. Filho de uma família distinta, mas muito pobre, seguiu a carreira religiosa. Tornou-se então auxiliar do monsenhor Manuel Arruda Câmara, naturalista de grande renome.[2]

Arruda Câmara havia fundado na Capitania de Pernambuco o Areópago de Itambé, primeira loja maçônica do Brasil, e esteve implicado na Conspiração dos Suassunas. O Padre João Ribeiro, que trabalhava como desenhista botânico nas suas expedições científicas, tornou-se seguidor de seus ideais libertários.[2]

João Ribeiro era amado e respeitado por ricos e pobres. O comerciante francês Louis-François de Tollenare, discorrendo sobre seu amigo, disse que o religioso era “um homem pobre, mas bastante filósofo para desprezar a riqueza”, e que "ninguém na Europa imaginaria haver aqui alguém tão sábio". Tollenare, porém, o achava bondoso demais, desprovido da malícia necessária para atuar na política, e inferiu: "se sacrificaria pela sua pátria, mas seria incapaz de salvá-la…".[2]

Considerado o líder moral da Revolução Pernambucana, João Ribeiro cometeu suicídio em 13 de maio de 1817, enforcando-se na capelinha do Engenho Paulista em Olinda — atual município de Paulista — após a derrota dos revoltosos na batalha do Engenho Trapiche. Mas, por ordem do vice-almirante português Rodrigo Lobo, seu corpo foi desenterrado, esquartejado e sua cabeça exposta na ponta de uma vara no centro do Recife, onde ficou por dois anos.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Padre João Ribeiro nasceu na cidade de Tracunhaém». Jornal do Commercio. Consultado em 9 de maio de 2017. 
  2. a b c d e «Padre João Ribeiro, um brasileiro exemplar». Diario de Pernambuco. Consultado em 9 de maio de 2017. 
  3. «Revolução pernambucana de 1817: a "Revolução dos Padres"». Fundação Joaquim Nabuco. Consultado em 9 de maio de 2017. 


Precedido por
Caetano Pinto de Miranda Montenegro
Governador de Pernambuco
1817
Sucedido por
Domingos Teotônio Jorge
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.