José Roberto Jardim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde dezembro de 2009).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita referências, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2012). Ajude a inserir fontes confiáveis e independentes. Material controverso que esteja sem fontes deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
José Roberto Jardim
José Roberto Jardim em fevereiro de 2011.
Nascimento 24 de junho de 1976 (43 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade Brasil brasileiro
Ocupação diretor & iluminador & dramaturgo & ator
Cônjuge Fernanda Nobre (2014-atualmente)

José Roberto Jardim (São Paulo, 24 de junho de 1976) é um diretor e ator brasileiro.

PRÊMIOS e INDICAÇÕES[editar | editar código-fonte]


  • Ganhou o PRÊMIO APTR (Associação dos Produtores do Rio de Janeiro) de Melhor Direção, 2018.
  • Ganhou o PRÊMIO APLAUSO BRASIL - Melhor Direção - pelo Juri Técnico, 2016.
  • Ganhou o PRÊMIO APLAUSO BRASIL - Melhor Direção - pelo Voto Popular, 2016.
  • Ganhou o PRÊMIO QUESTÃO DE CRÍTICA (RJ) de Melhor Direção, 2017.
  • Eleito pelo SITE UOL – Melhor Diretor de 2016 – pelo espetáculo Adeus, Palhaços Mortos.
  • Indicado ao PRÊMIO BOTEQUIM CULTURAL (RJ) - Melhor Iluminação - pelo espetáculo Adeus, Palhaços Mortos, junto com Paula Hemsi.
  • Indicado ao PRÊMIO APCA - Melhor Direção - pelo espetáculo Não Contém Glúten (2016).
  • Indicado ao PRÊMIO APTR (RJ) -Melhor Direção- pelo espetáculo Adeus, Palhaços Mortos (2017).
  • Convidado para representar o Brasil no WSD 2017 – World Stage Design em Taiwan.
  • Convidado para representar o Brasil no Antalya Theatre Fest e no Trabzon's Blacksea Festival na Turquia.
  • Convidado para representar o Brasil na QUADRIENAL DE PRAGA 2019, em Praga.
  • Indicado ao PRÊMIO APLAUSO BRASIL pelo seu espetáculo O Poço e o Pêndulo como Melhor Espetáculo Independente (segundo semestre 2018).
  • Ganhador do PRÊMIO CLEYDE YÁCONIS para dirigir e encenar seu texto "Cidade Eletroacústica", 2018.
  • Convidado pelo Antalya International Theatre Fest, na Turquia, para estrear o espetáculo inédito, "The Days I Don't Die" (Há Dias Que Não Morro), em maio de 2019.
  • Indicado ao PRÊMIO BOTEQUIM CULTURAL (RJ) -Melhor Iluminação- pelo seu desenho de luz em Adeus, Palhaços Mortos, junto com Paula Hemsi.
  • Ganhou o Prêmio FESTIVAL DE JALES -Melhor Ator- pelo espetáculo O Encontro das Águas, 2004.
  • Ganhou o Prêmio FESTIVALE -Melhor Ator Coadjuvante- pelo espetáculo A Mulher do Trem, 2006.   
  • Indicado ao PRÊMIO APCA - Melhor Direção - pelo espetáculo A DESUMANIZAÇÃO, 2019.
  • Indicado ao PRÊMIO APLAUSO BRASIL - Melhor Direção - pelo espetáculo A DESUMANIZAÇÃO, 2019.

HISTÓRICO[editar | editar código-fonte]


  • 1989 - Inicia sua prática artística praticando Ópera de Pequim e Wu Shu.
  • 1991 - Cursa a Beijing Wu Shu Center, na cidade de Pequim, China, movimentação com Armas Cênicas.
  • 1993 - Participa do Shaolin Wu Shu Festival, na cidade de ZhengZhou, China.
  • 1995 - Volta a China para participar do 1500º Anniversary of Shaolin Festival.
  • 1998 - Ingressa na EAD-USP (Escola de Arte Dramática).
  • 2001 - Integra a companhia teatral Os Fofos Encenam, na qual foi membro fundador, permanecendo no grupo por 12 anos.
  • 2014 - Funda a Companhia Portrait de Teatro para aprofundar sua pesquisa de direção e encenação.
  • 2017 - Convidado pelo Goethe Institut para a semana de workshop com Thomas Ostermeier, diretor artístico da Schaubühne Theater Berlin.
  • 2017 - Convidado para participar do World Stage Design (WSD), em Taiwan, com seu espetáculo Adeus, Palhaços Mortos.
  • 2017 - Dirige o espetáculo de Conclusão do Instituto Célia Helena de Artes em comemoração dos seus 40 anos de fundação.
  • 2018 - Integra a comissão curatorial da Virada Cultural da Cidade de São Paulo 2018 a convite da Secretaria Municipal de Cultura.
  • 2018 - Convidado para participar do Antalya Theatre Fest, na Turquia, com seu espetáculo Adeus, Palhaços Mortos.
  • 2018 - Convidado para participar do Trabzon's Blacksea Festival, na Turquia, com seu espetáculo Adeus, Palhaços Mortos.
  • 2018 - Convidado para representar o Brasil e participar da QUADRIENAL DE PRAGA 2019, em Praga.
  • 2019 - Convidado pelo Antalya International Theatre Fest, na Turquia, para dirigir e estrear no festival o espetáculo The Days I Don't Die (Há Dias Que Não Morro)

DIREÇÕES NO TEATRO[editar | editar código-fonte]


  • 2011- ABERDEEN: Um Possível Kurt Cobain- Texto de Sérgio Roveri. Elenco: Nicolas Trevijano. (estreou 7 de junho na Galeria Olido, depois realizou temporadas no Teatro Cacilda Becker, no Espaço Maria Zélia do Grupo XIX, no Espaço Sesc Ipiranga, no Espaço Sesc Copacabana-RJ e Circuito Cultural Paulista pelo interior do estado de SP)
  • 2012- Titus Andronicus- Baseado no texto de William Shakespeare. Elenco: cia. Academia de Palhaços. (Apresentado em novembro no Espaço dos Fofos)
  • 2012- Qualquer Dia com você, Comigo, com Qualquer Um- Texto de Sérgio Roveri. Elenco: Pedro Henrique Moutinho e Ana Paula Grande. (Apresentado na Satyrianas 2012)
  • 2012- DRAMATURGIAS URGENTES CCBB- Textos contemporâneos ganhadores da seletiva do CCBB. Elenco: Os Fofos Encenam. (Apresentado no CCBB-SP)
  • 2013- TEM ALGUÉM QUE NOS ODEIA - Texto de Michelle Ferreira. Elenco: Ana Paula Grande e Bruna Anauate. (estreou 17 de julho no Teatro Augusta, depois realizou temporada no Teatro da Vila no Shopping JK Iguatemi em 2014)
  • 2014- OPUS 12 PARA VOZES HUMANAS -Texto de Sérgio Roveri. Elenco: Alex Gruli, Anna Cecília Junqueira, Felipe Folgosi, Janaina Afhonso, Pedro Henrique Moutinho e Munir Kanaan. (estreou 05 de fevereiro no Club Noir, depois realizou temporadas no Teatro dos Satyros e no Galpão Gamboa-RJ em dezembro)
  • 2014- TEMPOS DE MARILYN -Texto de Sérgio Roveri. Elenco: Bia Borin, Debora Vivan e Priscila Oliveira. (estreou 05 de agosto no Teatro Viga depois realizou temporada no Galpão Gamboa-RJ em novembro)
  • 2014- CARTAS DE UM SEDUTOR - Texto de Hilda Hilst. Dramaturgia: Sérgio Roveri. Elenco: Anna Cecília Junqueira, Felipe Folgosi, Flavio Tolezani, Janaina Afhonso, Pedro Henrique Moutinho e Munir Kanaan. (Apresentado na Mostra Hilda Hilst do Sesc Belenzinho em 25 de março)
  • 2014- ESPERA -Texto de Denio Maués. Elenco: José Roberto Jardim. (monólogo performático apresentado em agosto no Espaço Contraponto a convite do Centro de Dramaturgia Contemporânea-CDC)
  • 2014- PEÇA DE MOBÍLIA -Texto de Newton Moreno. Elenco: Bete Coelho e Luiza Curvo. (Apresentado na Satyrianas 2014)
  • 2016 - NÃO CONTÉM GLÚTEN - Texto de Sérgio Roveri. Elenco: Pascoal da Conceição e Bia Seidl. (Temporada no SESC Santana em abril e maio de 2016.
    • Indicado ao PRÊMIO APCA nas categorias:
      • a. Melhor DIREÇÃO;
      • b. Melhor ATRIZ;
      • c. Melhor AUTOR.
  • 2016 - CHET BAKER, APENAS UM SOPRO -Texto de Sérgio Roveri. Elenco: Paulo Miklos, Anna Toledo, Piero Damiani, Jonathas Joba e Ladislau Kardos. (estreia 18 de janeiro até 07 de abril no CCBB-São Paulo, depois temporada no CCBB de Belo Horizonte de 14/07 à 26/07 de 2016; e no CCBB do Rio de Janeiro de 06/10 à 30/10)
  • 2016 - XADREZ -Texto finalista da British Council Brasil 2015. Elenco: Fernanda Nobre, Laiza Dantas, Paula Hemsi, Rodrigo Pocidônio e Tiago de Mello. (Apresentado no SESI-SP em 26/09 de 2016)
  • 2016 - ADEUS, PALHAÇOS MORTOS - Baseado na obra de Matei Visniec. Elenco: cia. Academia de Palhaços.(Temporada de 15 de julho até 07 de agosto no CCSP; depois no TUSP de 10/08 à 22/09 de 2016)
    • Vencedor do PRÊMIO SHELL de Melhor Cenário;
    • Vencedor do PRÊMIO APTR - Rio de Janeiro de Melhor Direção;
    • Vencedor do PRÊMIO APLAUSO BRASIL de Melhor Direção em duas categorias, Voto Popular e Juri Técnico;
    • Vencedor do PRÊMIO APLAUSO BRASIL como Melhor Espetáculo de Grupo;
    • Vencedor do PRÊMIO QUESTÃO DE CRÍTICA – 2017 pela sua Direção;
    • Vencedor do PRÊMIO QUESTÃO DE CRÍTICA – 2017 pela Trilha Sonora;
    • Vencedor do PRÊMIO QUESTÃO DE CRÍTICA – 2017 pelo Cenário;
    • Indicado ao PRÊMIO BOTEQUIM CULTURAL RJ nas categorias: Melhor Iluminação e MelhorAtor Coadjuvante;
    • Eleito pelo Jornal O ESTADO DE SÃO PAULO como um dos Três Melhores Espetáculos do Ano;
    • Eleito peloSITEUOLa Melhor Direção de 2016;


    • Espetáculo convidado pelo Festival Internacional WSD (World Stage  Design) para representar o Brasil em sua edição de 2017, realizada em Taipei, Taiwan.
    • Eleito pelo Crítico e Jurado Daniel Schenker com um dos Dez Melhores Espetáculos do Ano do Rio de Janeiro2017.
    • Indicado ao PRÊMIO APTR (RJ) em 4 categorias: Melhor Direção, Melhor Espetáculo, Melhor Cenário eMelhorAtor Coadjuvante.
    • Participou do Festival Internacional WSD - Wourld Stage Design 2017 em Taiwan.
    • Participou do Festival Internacional Antalya Theatre Fest, na Turquia.
    • Participou do Festival Internacional Trabzon's Blacksea Festival, na Turquia.
    • Participou do Festival Internacional QUADRIENAL DE PRAGA 2019, em Praga.
  • 2017 - MIGRANTES –Texto de Matei Visniec. Comemoração dos 40 anos de fundação da Instituição Célia Helena de Artes. (Temporada realizada em dezembro no Teatro de Contêiner)
  • 2018 – O INEVITÁVEL TEMPO DAS COISAS – Texto de Wagner D’Ávilla. Elenco: Natállia Rodrigues e Pedro Henrique Moutinho. (Temporada no Teatro Sérgio Cardos, 03 de abril a 07 de junho)
    • Indicado ao PRÊMIO SHELL 2018 na categoria: Melhor Iluminação.
  • 2018 – O POÇO E O PÊNDULO / A COR QUE CAIU DO ESPAÇO – Texto de Edgar Allan Poe e HP Lovecraft. Elenco: Lavínia Pannunzio. (Temporada no CCBB- SP, de 06 de setembro a 15 de outubro)
    • Vencedor do PRÊMIO APLAUSO BRASIL nas categorias:
      • a. Melhor Sonoplastia (Voto Popular)
      • b. Melhor Figurino (Juri Técnico)
    • Indicado ao PRÊMIO APLAUSO BRASIL nas categorias:
      • a. Melhor Espetáculo Independente;
      • b. Melhor Figurino;
      • c. Melhor Sonoplastia.
  • 2019 - HÁ DIAS QUE NÃO MORRO (The Days I Don't Die) - Texto de Paloma Franca Amorim. Elenco: Cia. UltraVioleta_s. (Estreia a convite do Festival Internacional de Antalya, Turquia, em 18 e 19 de maio)
  • 2019 - A DESUMANIZAÇÃO - Texto de Valter Hugo Mãe. Adaptação de Fernando Paz. Elenco: Maria Helena Chira e Fernanda Nobre. (Temporada no Sesc Santana, 10 de maio a 30 de junho)
    • 1. Indicado do PRÊMIO APCA na categoria: Melhor Direção;

    • 2. Indicado do PRÊMIO SHELL na categoria: Melhor Iluminação;
    • 3. Indicado do PRÊMIO APLAUSO BRASIL nas categorias:
      • a. Melhor Direção;
      • b. Melhor Elenco;
      • c. Melhor Trilha Sonora;
      • d. Melhor Destaque videográfico;
      • e. Melhor Espetáculo de Produção Independente.
  • 2019 - AINDA NADA DE NOVO - Texto de Carlos Canhameiro. Elenco: Fernanda Nobre e Fernanda Young. (Temporada no CCSP, 12 de setembro a 20 de outubro)

DIREÇÕES NO CINEMA[editar | editar código-fonte]


  • 2008 - O Artista da Triste Figura - curta-metragem. (roteiro e direção)
  • 2009 - Alegria - curta-metragem. (roteiro e direção)
  • 2010 - Exu - curta-metragem. (direção e fotografia)
  • 2010 - Uma Mulher - Longa-metragem. (roteiro e direção - ainda inédito)

ATUAÇÕES NA TELEVISÃO[editar | editar código-fonte]


  • 2004 - Da Cor do Pecado - dir. Denise Saraceni - Personagem: Dilei Pavão
  • 2006 - Cidadão Brasileiro - dir. Ivan Zettel - Personagem: João Borba
  • 2007 - Luz do Sol - dir. Ivan Zettel - Personagem: Marcelo Lins de Albuquerque
  • 2008 - Água na Boca - dir. Deo Rangel - Personagem: Théo Borges
  • 2017 - Rock Story – dir. Dennis Carvalho e Maria de Medicis – Personagem: Rogê

Referências