Juan Bautista Gaona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Juan Bautista Gaona Figueredo
Juan Bautista Gaona Figueredo
Presidente do  Paraguai
Período 19 de dezembro de 1904 - 9 de dezembro de 1905
Antecessor(a) Juan Antonio Escurra
Sucessor(a) Cecilio Báez
Dados pessoais
Nascimento 30 de junho de 1845
Asunción, Paraguai
Morte 18 de maio de 1937 (91 anos)
Asunción, Paraguai
Primeira-dama Regina Corti Onetto
Partido Partido Liberal Radical Auténtico
Profissão político

Juan Bautista Gaona Figuerido (1845 - 1932) Político paraguaio que foi o presidente provisório do Paraguai entre 1904 e 1905, e é o primeiro a tomar o Partido Liberal. Substituindo no cargo o presidente deposto Juan Antonio Escurra.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Assunção, em 30 de junho de 1845. Era filho de Juan Pablo Gaona e Pastora Figueredo, seus irmãos eram: Nicasio, Genaro, Isidro, Lázaro, Tránsito e Assunção Gaona Figueredo e era meio-irmão de Avelino , Carmen e Benigna Gaona. Foi casado com a Argentina Regina Corti Onetto e pai de Regina, Juan Bautista, María Elena, Manuela, Marta Ernestina, César, María Ester, Enrique, Sara, Óscar, María Cristina e Roberto Gaona.[1][2]

Trajetória política[editar | editar código-fonte]

Assumiu a presidência após a revolução de 1904, onde o Congresso o designou provisoriamente e de acordo com as disposições do Pacto de Pilcomayo, até o final do mandato, em 25 de novembro de 1906. Uma de suas primeiras medidas de governo foi ditar uma anistia política lei para pacificar o país depois da revolução, foi criado o Estado Geral do Exército, o Partido Liberal foi unificado, foi criado um curso militar para treinar oficiais, foi autorizada a construção da ferrovia Puerto Pinasco, entre outras obras.

Seu gabinete ministerial era composto por Francisco Campos, no Interior; Emiliano González Navero e Manuel Barrios, do Tesouro; Benigno Ferreira, em Guerra e Marinha; José Emilio Pérez, Cayetano Carreras e Gaspar Villamayor, em Justiça, Culto e Instrução Pública e Cecilio Báez e Gualberto Cardús Huerta, em Relações Exteriores.

Foi vice-presidente durante o governo de Manuel Gondra, de 25 de novembro de 1910 a 17 de janeiro de 1911, quando o governo foi derrubado por um golpe liderado pelo Coronel Albino Jara. Morreu em Assunção, em 18 de maio de 1932, aos 87 anos.[1][2]

Referências

  1. a b Color, A. B. C. «- ABC Color». archivo.abc.com.py (em espanhol). Consultado em 28 de junho de 2021 
  2. a b «Portal Guarani - JUAN BAUTISTA GAONA». Portal Guarani. Consultado em 28 de junho de 2021 


Precedido por
Juan Antonio Escurra
Presidente do Paraguai
1904 - 1905
Sucedido por
Cecilio Báez
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.