Julian Lennon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Julian Lennon
Julian em 2018
Informação geral
Nome completo John Charles Julian Lennon
Nascimento 8 de abril de 1963 (56 anos)
Liverpool, Inglaterra
 Reino Unido
Gênero(s) Rock
Ocupação(ões) Cantor, Compositor, Produtor, Fotógrafo, Filantropo, Músico
Instrumento(s) Guitarra, Vocal, Baixo, Piano, Bateria, Gaita
Período em atividade 1974-presente
Gravadora(s) Atlantic, Charisma, Virgin
Afiliação(ões) John Lennon, Cynthia Powell
Página oficial julianlennon.com

John Charles Julian Lennon (Liverpool, 8 de abril de 1963) é um cantor, compositor, produtor, fotógrafo, filantropo e músico britânico. É o primogênito do ex-Beatle John Lennon e o único filho do músico com a primeira esposa, Cynthia Powell.[1] Seu padrinho era Brian Epstein,[2] o ex-empresário do quarteto de Liverpool. Julian possui este nome devido a uma homenagem à sua avó paterna, Julia.

Lennon tem o estilo musical que lembra o de seu pai, e uma carreira de altos e baixos. Aos 20 anos de idade debutou como cantor e compositor com o seu disco de estréia, Valotte, que fez um sucesso modesto, tendo sido seu trabalho de maior destaque. O álbum teve dois grandes hits. A canção que dá nome ao álbum e a canção Too Late For Goodbyes.[3]

Quando pequeno Julian foi a inspiração para seu pai e seu amigo de longa data, a dupla Lennon/McCartney, a escreverem respectivamente dois dos vários clássicos dos Beatles, "Lucy in the Sky with Diamonds"[4] e "Hey Jude".[5]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de John Lennon com Cynthia Powell, nascido em Liverpool, quando seu pai estava em ascensão com os Beatles. Julian e sua mãe foram mantidos escondidos do público e da imprensa por John à pedido de Brian Epstein, que temia o desinteresse na banda por parte das fãs. No entanto, quando a imprensa britânica descobriu que John era pai e casado, não fez a menor diferença.

Julian participou do filme Magical Mystery Tour dos Beatles e diretamente inspirou uma das canções mais famosas de seu pai, "Lucy in the Sky with Diamonds", cuja letra é baseada em uma aquarela feita por Julian sobre uma garota - uma colega sua chamada Lucy O'Donnell[6] - cercada por estrelas, que ele descreveu para seu pai , como "Lucy no céu com diamantes", frase que John usaria como título da canção que seria incluída no álbum "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band".

Quando tinha cinco anos, a relação entre seus pais não era das melhores, e em 1968, eles se divorciaram depois de sua mãe descobrir que John estava tendo um caso com Yoko Ono.[7][8][9] Ele mais uma vez inspirou outro clássico dos Beatles, mas desta vez escrita por Paul McCartney, que triste com sua situação, compôs "Hey Jude" como forma de consolá-lo pelo sofrimento que passava.[10]

Ele quase não teve contato com seu pai após o divórcio até a década de 70, quando, por iniciativa da então namorada de John (temporariamente separado de Yoko), May Pang, Julian começou a ver seu pai frequentemente. John comprou para Julian uma guitarra Gibson Les Paul e uma bateria e o incentivou a se envolver no ramo musical, ensinando-lhe alguns acordes.[11][12]

Julian fez sua estréia musical aos 11 anos, no álbum de seu pai "Walls and Bridges" tocando bateria na canção "Ya-Ya". Porém como cantor e compositor, somente aos 20 anos de idade com o seu disco de estréia, Valotte.

Em 2002 Julian regravou a canção dos Beatles, When I'm Sixty-Four para uma propaganda comercial.

Julian tem uma relação cordial com Yoko Ono, enquanto se dá muito bem com seu meio-irmão Sean tendo passado um tempo com seu meio-irmão durante a turnê dele em 2007.[13]

Em 2011, Julian gravou junto com a banda norte-americana Aerosmith uma faixa intitulada "LUV XXX", que está no décimo quinto (15º) álbum de estúdio da banda, o Music from Another Dimension!, que estreou em 6 de novembro de 2012.[14]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Posições nas paradas Certificações
EUA
[15]
RU
[16][17]
AUS
[18]
NZL
[19]
ALE
[20]
SUE
[21]
JAP
1984 Valotte 17 20 15 15  – Platina
1986 The Secret Value of Daydreaming 32 93  – 25  – Ouro
1989 Mr. Jordan 87  – 18  –  –  –
1991 Help Yourself  – 42 5  –  –  –
1998 Photograph Smile  – 78 28  – 94  – 70
1999 Lennon... and Proud of It - A Conversation with Julian Lennon  –  –  –  –  –  –  –
2001 VH1 Behind the Music - The Julian Lennon Collection  –  –  –  –  –  –  –
2011 Everything Changes Data do Lançamento a Ser Anunciada [22]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Julian Lennon Returns to His Musical Roots». CBS News. 9 de dezembro de 2009. Consultado em 18 de julho de 2010 
  2. «Beatles manager Brian Epstein gets film treatment». The First Post. 27 de agosto de 2009. Consultado em 19 de julho de 2010 
  3. «John Lennon recebe o perdão do filho mais velho». R7. 30 de novembro de 2009. Consultado em 19 de julho de 2010 
  4. «Filho de Lennon contata mulher que inspirou 'Lucy in the sky with diamonds'». G1. 8 de junho de 2009. Consultado em 19 de julho de 2010 
  5. «Rolling Stone 500: Top Beatles Songs». CBS News. 27 de maio de 2010. Consultado em 19 de julho de 2010 
  6. «Lucy in the Sky with Diamonds, Woman who inspired Beatles song dies». London: Telegraph.co.uk. 28 de setembro de 2009. Consultado em 19 de julho de 2010 
  7. «Tribute to Cynthia Lennon by Julian Lennon». Julian Lennon. 1 de abril de 2015. Consultado em 16 de abril de 2019 
  8. Grow, Kory (1 de abril de 2015). «John Lennon's Ex-Wife Cynthia Dead at 75». Rolling Stone. Consultado em 16 de abril de 2019 
  9. «Playboy Interview with John Lennon and Yoko Ono». Playboy Magazine, USA. 28 de setembro de 1980. Consultado em 16 de abril de 2019 
  10. Barry Miles (1997). Paul McCartney: Many Years From Now. New York: Henry Holt & Company, 465. ISBN 0-8050-5249-6.
  11. «Memorabilia: The Julian Lennon Collection». Lennon.net. Consultado em 19 de julho de 2010. Arquivado do original em 25 de junho de 2011 
  12. Lennon (2006) p345
  13. «Filhos de John Lennon voltaram a conversar». Folha. 24 de junho de 2007. Consultado em 19 de julho de 2010 
  14. «Novo disco do Aerosmith tem participação de Julian Lennon e Johnny Depp». EXTRA. 31 de julho de 2012. Consultado em 29 de agosto de 2012 
  15. «Artist Chart History (albums) - Julian Lennon». Allmusic. Consultado em 18 de julho de 2010 
  16. «Chart Stats - Julian Lennon». ChartStats. Consultado em 18 de julho de 2010. Cópia arquivada em 24 de julho de 2012 
  17. «Chart Log UK: DJ Steve L. - LZ Love». zobbel.de. Consultado em 18 de julho de 2010 
  18. «australian-charts.com - Discography Julian Lennon». Hung Medien. Consultado em 18 de julho de 2010 
  19. «charts.org.nz - Discography Julian Lennon». Hung Medien. Consultado em 18 de julho de 2010 
  20. «Musicline.de - Chartverfolgung - Julian Lennon». Musicline.de. Consultado em 18 de julho de 2010 
  21. «swedishcharts.com - Discography Julian Lennon». Hung Medien. Consultado em 18 de julho de 2010 
  22. Perfil de Julian Lennon no MySpace

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Julian Lennon
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Julian Lennon


Ícone de esboço Este artigo sobre músico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.