Leslie Carter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Leslie Carter
Nascimento Leslie Barbara Carter
6 de junho de 1986
Tampa, Flórida, Estados Unidos
Morte 31 de janeiro de 2012 (25 anos)
Nacionalidade norte-americana
Parentesco Nick Carter (irmão)
Aaron Carter (irmão)
Cônjuge Mike Ashton (c. 2008)
Filho(s) 1
Ocupação
Período de atividade 1999 – 2012
Carreira musical
Gênero(s)
Instrumento(s) Vocal
Gravadora(s) Dreamworks Records (1999-2001)
Causa da morte Overdose

Leslie Barbara Ashton (nascida Leslie Barbara Carter; Tampa, Flórida, Estados Unidos, 6 de junho de 1986 – 31 de janeiro de 2012) foi uma modelo e cantora pop, mais conhecida como irmã dos cantores Nick e Aaron Carter.

Biografia e carreira[editar | editar código-fonte]

1986-2011: Primeiros trabalhos e The Other Half[editar | editar código-fonte]

Leslie Barbara Carter nasceu em Tampa, Flórida, como a terceira filha de cinco irmãos de Jane Elizabeth Carter (nascida Spaulding) e Robert Gene Carter.[1][2][3][4] Ela nasceu na Casa de Repouso Garden Villa, onde a família Carter vivia e trabalhava na época.[3] Ela nasceu como a irmã mais velha dos gêmeos Aaron e Angel e como a irmã mais nova de Bobbie e Nick Carter.[5]

Aos treze anos, ela assinou um contrato com a Dreamworks Records e começou a gravar seu primeiro álbum em 1999. Este álbum estava planejado para ser lançado em junho de 2000, mas foi adiado porque a Dreamworks queria testar a base de fãs de Carter antes de lançá-lo para garantir seu êxito comercial. Em 2001, seu single de estreia "Like Wow!", compôs a trilha sonora do filme Shrek (2001)[6] e recebeu pequenas transmissões nas rádios, levando a canção a atingir a posição de número 99 na Billboard Hot 100.[7] O álbum de estreia de Carter, de mesmo nome do single, estava previsto para ser lançado em 10 de abril de 2001,[8] no entanto, a Dreamworks posteriormente cancelou o lançamento, após vários problemas relatados durante as filmagens de seu vídeo musical de estreia.[9] Mais tarde, cópias promocionais tornaram-se disponíveis online e o crítico musical Mike Saunders do The Village Voice, descreveu o quase-lançamento como "o melhor álbum chiclete de toda a era de 97-Y2K".[9]

Carter iniciou uma pequena turnê por clubes no Canadá em dezembro de 2005 e realizou uma apresentação na cidade de Nova York em 19 de janeiro de 2006, com esperanças de que isso a levasse a um novo contrato de gravação. As músicas tocadas nesta turnê mostraram Carter abandonando suas raízes pop chiclete por um som mais maduro, voltado para o pop-rock. Carter co-escreveu seu material com o guitarrista do High Holy Days, Dave Thompson. No final de 2006, ela criou a banda The Other Half com seus músicos de apoio Mike Ashton, DJ Porter, Casey Clowater, Paul Davidson e Dave Thompson. A formação final consistiu em Carter (vocal), Ashton (bateria), Jason Eldon (guitarra) e Sean Smit (baixo, vocal de apoio). Ainda no ano de 2006, ela estrelou ao lado dos irmãos o reality show House of Carters composto por oito episódios exibidos pelo canal por assinatura E!. Em 12 de setembro de 2008, Carter se casou com Mike Ashton e se mudou para Toronto, Canadá.[10] Em setembro de 2009, a banda The Other Half decidiu se separar.

Em 1 de abril de 2011, ela deu à luz a sua única filha Alyssa Jane Ashton no Canadá.[10]

2012: Overdose e morte[editar | editar código-fonte]

No início de 2012, Carter estava planejando ir à reabilitação para superar seu vício em drogas com a ajuda de seu irmão mais novo Aaron.[11] Porém, em 31 de janeiro, ela que havia se queixado de se sentir mal após cair no chuveiro,[12] foi encontrada inconsciente na casa de seu pai em Mayville, Nova York.[13] Ela foi levada às pressas para o hospital Memorial de Westfield, mas foi declarada morta aos 25 anos de idade, assim que chegou ao local.[14] Um relatório da polícia do condado de Chautauqua e outro relatório de "investigação de overdose", disseram que Carter, identificada por seu nome de casada, Leslie B. Ashton, havia sofrido uma overdose e estava tomando os seguintes medicamentos prescritos: olanzapina (Zyprexa), ciclobenzaprina (um relaxante muscular) e alprazolam (Xanax).[13][15] Ela foi enterrada no cemitério de Chautauqua em Nova York.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

  • Like Wow!  – não lançado oficialmente

Singles[editar | editar código-fonte]

  • "I Need to Hear It from You" – gravação promocional[9]
  • "Like Wow!"

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Rubin, Rebecca (17 de maio de 2017). «Bob Carter, Father of Aaron and Nick Carter, Dies at 65». Variety. Consultado em 22 de julho de 2019 
  2. Laudadio, Marisa (16 de fevereiro de 2009). «Nick Carter Gets Buff - DUIs, Substance Abuse, Nick Carter». People. Consultado em 1 de fevereiro de 2012. Arquivado do original em 19 de outubro de 2012 
  3. a b «Bio». AaronCarter.com (official site) site. Consultado em 2 de fevereiro de 2012. Cópia arquivada em 22 de junho de 2003. Aaron Charles Carter - homônimo de seu avô (Charles) Douglas Spaulding. Leslie nasceu na Flórida, na Casa de Repouso Garden Villa, onde a família Carter morava e trabalhava na época. 
  4. «Chautauqua County Office of the Sheriff Incident Report». via ABC News. 31 de janeiro de 2012. Consultado em 3 de fevereiro de 2012 
  5. «Carter Family Attorney Speaks to Frivolous Lawsuit Filed Against Bobbie Jean Carter Also Naming Robert & Nick Carter». Scott Alan Salomon, Esq., press release via PR Newswire. 22 de julho de 2005. Consultado em 22 de julho de 2019 
  6. Rockingham, Graham (3 de maio de 2007). «Don't write off these two as has-beens». The Hamilton Spectator. Torstar Corporation. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  7. «Like Wow! - Leslie Carter». billboard.com. Billboard. Consultado em 18 de julho de 2012 
  8. Moss, Corey (31 de janeiro de 2001). «Leslie Carter: It's Her Party». mtv.com. (MTV). Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  9. a b c Metal Mike Saunders (19 de novembro de 2002). «Tween-Pop Suppressed!». The Village Voice. Consultado em 1 de fevereiro de 2012. Estranhamente, o cruzamento do fim de semana surpresa de Leslie Carter foi documentado extensivamente em um artigo da Esquire de fevereiro de 2001, sobre o ex-diretor de pornografia... que se virou para videos de rock... Gregory Dark. O local para assistir Greg trabalhar, curiosamente, foi a primeira filmagem de Leslie Carter. Todo o inferno estava solto (entre os representantes da empresa de produção do vídeo, os representantes da gravadora A&R, os gerentes da cantora e o próprio diretor do vídeo) quando Leslie apareceu com 'problemas' (ou seja, ela era robusta na vida real como Nick Carter em seus últimos dias...). Após um dia cansativo de intermináveis tomadas que se aproximava das oito horas permitidas pelas leis do trabalho infantil, um relato de alerta sobre por que crianças de catorze anos talvez não deveriam ser aspirantes a estrelas pop, estão fazendo uma filmagem de US$ 350 mil... 
  10. a b Finlayson, Ariana (2 de fevereiro de 2012). «Leslie Carter: 5 Things You Don't Know». US Magazine. Consultado em 22 de julho de 2019 
  11. «The Heartbreaking Conversation Aaron Carter Had With His Older Sister Before She Died». Verizon Media. Huffpost. 21 de outubro de 2016. Consultado em 22 de julho de 2019 
  12. Leslie Carter Cause of Death: Drug Overdose, Says Police Report
  13. a b Marikar, Sheila (2 de fevereiro de 2012). «Leslie Carter Overdosed, Was Under the Influence of Several Drugs, According to Police Report». ABC News. Cópia arquivada em 2 de fevereiro de 2012 
  14. Murphy, Eileen (1 de fevereiro de 2012). «Leslie Carter Dies: Toxicology Tests Underway». ABC News. Consultado em 22 de julho de 2019 
  15. «"Incident Report" and "Overdose Follow Up"». Escritório do xerife do condado de Chautauqua. ABC News. 31 de janeiro de 2012. Consultado em 22 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]