Lightning (Final Fantasy)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lightning
Lightning FinalFantasy.png
Lightning em Final Fantasy XIII
Informações gerais
Nome no Japão Raitoningu (ライトニング)
Série Final Fantasy
Primeiro jogo Final Fantasy XIII
Criador Motomu Toriyama
Designer Tetsuya Nomura
Dublador em inglês Ali Hillis[1]
Dublador japonês Maaya Sakamoto[1]
Captura de movimentos Naho Nakashima
Informações pessoais
Sexo Feminino
Espécie Humana
Terra natal Cocoon
Arma Blazefire Saber
Nome verdadeiro Éclair Farron Valentine

Lightning (ライトニング, Raitoningu?) é uma personagem fictícia da série de jogos eletrônicos Final Fantasy. Ela apareceu pela primeira vez como a protagonista de Final Fantasy XIII, em que parte para salvar sua irmã após esta ser declarada uma inimiga do mundo artificial de Cocoon; Lightning e outros personagens acabam escolhidos pelos fal'Cie, uma raça de semideuses que governam os mundos de Gran Pulse e Cocoon, para serem os destruidores deste último. Lightning retorna como personagem coadjuvante da sequência Final Fantasy XIII-2, atuando como a protetora da deusa Etro. Ela retorna como a única personagem jogável em Lightning Returns: Final Fantasy XIII, em que parte para salvar o mundo da destruição em apenas treze dias. A personagem também já apareceu em outros jogos Final Fantasy, mais notavelmente em Dissidia 012 Final Fantasy.

Lightning foi criada por Motomu Toriyama, diretor e roteirista de XIII, tendo sido desenhada por Tetsuya Nomura, artista de personagens regular da franquia. A ideia dos dois era criar uma protagonista mulher forte, apta no combate e menos feminina que heroínas de jogos Final Fantasy anteriores. Aspectos de seu desenho e personalidade iniciais foram mais tarde alterados ou transferidos para outros personagens. O desenho de Lightning foi revisado várias vezes após XIII a fim de refletir seu papel e desenvolvimento em cada sequência, particularmente em Lightning Returns. Seu nome verdadeiro, Éclair Farron, era originalmente temporário mas acabou permanecendo até a versão final. Seu primeiro nome foi alterado em outros países para "Claire" devido a semelhança com um tipo de massa.

Lightning teve uma recepção mista, principalmente sobre sua personalidade fria. Sua relativa ausência de XIII-2 também foi criticada. Já seu papel em Lightning Returns também foi recebido de forma mista: alguns críticos a enxergaram como subdesenvolvida e antipática, enquanto outros a acharam mais bem desenvolvida e humana do que nos jogos anteriores. Lightning já apareceu em diversas listas como uma das melhores personagens da série Final Fantasy e dos jogos eletrônicos como um todo. Ela também já apareceu de forma favorável em pesquisas realizadas pela Famitsu, Square Enix e outras organizações.

Criação[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Arte conceitual de Lightning

Lightning foi criada pelo diretor Motomu Toriyama e desenhada por Tetsuya Nomura, desenhista de personagens regular da série Final Fantasy e que anteriormente já havia trabalhado na mesma função em Final Fantasy VI, VII, VIII e X. Nomura disse que diferentes desenhos, feitos tanto por ele quanto por outros membros da equipe, foram considerados para a personagem,[2] enquanto Toriyama afirmou que o primeiro rascunho de Nomura "ficou tão legal e forte que não houve necessidade de novos desenhos".[3] Nomura foi capaz de incluir um número muito maior de detalhes em Lightning do que em personagens anteriores, como a capa e características faciais, devido às capacidades gráficas das plataformas de Final Fantasy XIII.[4] Isso por sua vez fez com que ele precisasse se esforçar ainda mais.[5] Nomura, comentando sobre uma forma inicial de seu desenho, disse que ela era essencialmente séria e implacável. Entretanto, ele não podia deixar a personagem muito masculina por temer perder a empatia dos jogadores.[2] Características de versões iniciais do desenho incluíam cabelos loiros ou prateados e um rosto mais asiático. Sua aparência final ficou bem menos asiática nas características faciais e seu cabelo foi alterado para rosa, enquanto o personagem Hope Estheim recebeu o cabelo prateado.[2][6] O estilo e a cor final do cabelo de Lightning tinham a intenção de refletir sua feminidade, contrabalanceando seu corpo atlético.[2] A criação de computações gráficas promocionais dela foram relativamente fáceis por causa da grande quantidade de detalhes colocadas em seu modelo digital.[7]

Seu nome verdadeiro é Éclair Farron. Ela se chamava Averia durante os estágios iniciais de produção, com "Eclair" sendo usado para mantê-lo em segredo, porém acabou escolhido para ser o nome oficial.[8] Seu nome em inglês foi alterado para Claire porque Éclair é muito parecido com um tipo de massa.[9] O nome "Lightning" foi escolhido por outros membros da equipe de produção; Nomura queria abandonar a tradição de nomear protagonistas de Final Fantasy com eventos climáticos e ficou surpreso pela escolha.[2] Vários modelos para a casa da personagem foram construídos para XIII, porém acabaram removidos por causa de espaço.[10] A Blazefire Saber, a arma que Lightning utiliza no primeiro jogo, foi desenhada para espelhar a habilidade dos Eidolons, os monstros convocáveis, de se transformarem em formas que misturavam humanos com animais e veículos.[11] A versão de Odin, o Eidolon de Lightning e um dos convocáveis recorrentes de Final Fantasy, tinha a intenção de se apresentar a ela como um cavaleiro a cavalo, sendo escrito como uma figura paterna para a personagem.[12] Odin foi desenvolvido nas sequências em um amigo com quem Lightning podia mostrar seus sentimentos profundos.[13] O roteirista Daisuke Watanabe prestou uma atenção especial ao desenvolver a relação não-romântica da personagem com Snow Villiers e seu desenvolvimento como pessoa enquanto protege Hope.[14]

O desenvolvimento de uma sequência de XIII começou devido a demanda global e o desejo da equipe de aprofundar a personagem de Lightning. O jogo aborda a questão se ela está feliz após os eventos de XIII.[15] Toriyama queria criar um final verdadeiramente feliz para a personagem antes mesmo da sequência ser iniciada.[16] O figurino de Lightning em XIII-2 foi desenhado por Isamu Kamikokuryo, que trabalhou a partir de um rascunho de Nomura sobre como ela deveria parecer.[17] O figurino foi redesenhado várias vezes por Kamikokuryo: versões inspiradas em um qipao e em ficção científica foram descartadas porque não se encaixavam com a atmosfera do jogo. O desenho final foi inspirado nas valquírias da mitologia nórdica,[18] com o figurino refletindo o ambiente ao redor de Lightning.[19] Ele possui uma temática de penas para representar o lado delicado e leve da personagem e seus poderes cada vez maiores.[18][20] Ela foi representada como tendo transcendido seus limites humanos, fazendo com que fosse difícil mostrá-la como uma pessoa normal.[21]

Seu figurino para Lightning Returns: Final Fantasy XIII foi desenhado por Nomura. Toriyama lhe instruiu a criar algo representativo de sua batalha final, com "força" sendo a palavra chave. O resultado era semelhante a uma bodysuit de couro, possuindo padrões de uma coluna espinhal nas mangas e com o vermelho e o branco como cores principais.[22] Nomura mais tarde comentou que havia sentido "uma forte reação dentro [de si mesmo]" ao criar o visual.[23] Esse desenho foi o favorito de Kamikokuryo dentre os vários figurinos criados para a personagem.[24] Seus outros figurinos para o jogo foram desenhados por Kamikokuryo, Toshiyuki Itahana e Toshitaka Matsuda:[22][25] muitos deles se inspiraram nas artes do artista regular da série Yoshitaka Amano.[26] Além dos novos figurinos, o modelo de jogo de Lightning foi reconstruído do zero.[27] Seus seios foram aumentados e seus muitos figurinos foram desenhados a fim de mostrá-la de maneira mais feminina.[21] Toriyama queria que ela aparecesse em um cenário mundano e com roupas normais para o epílogo. A equipe considerou encerrar o jogo com Lightning se encontrando ou conversando com seus aliados, porém o diretor queria começar e encerrar a história com ela sozinha.[13] Ele afirmou que Lightning era a "primeira protagonista feminina" da série Final Fantasy com seu papel em Lightning Returns.[28]

Influências[editar | editar código-fonte]

Toriyama queria que Lightning fosse um tipo de protagonista feminina nunca antes vista em um jogo Final Fantasy, uma com um corpo atlético e uma natureza menos feminina.[29][30] Sua diretriz para Nomura foi para fazê-la forte, bonita e "como uma versão mulher tipo igual Cloud [Strife] de [Final Fantasy VII]".[2][29] Toriyama, ao comentar sobre as semelhanças entre os dois personagens, afirmou que as similaridades entre eles ficavam apenas nas suas personalidades frias e seus passados no exército, de resto "Lightning [é] realmente sua própria pessoa", porém a personagem protagonista dessa franquia seja filha de Vincent Valentine por isso ela herdou a frieza do pai.[31] Nomura comparou com Cloud pouco antes do lançamento de Lightning Returns, dizendo que ele "desejava que ela fosse desenvolvida cuidadosamente e amada por muito tempo, como Cloud".[23] Toriyama afirmou que Lightning era sua personagem mulher favorita dos jogos eletrônicos dentre todas que ele havia se envolvido na criação, junto também com Yuna de Final Fantasy X e Yoyo de Bahamut Lagoon.[3]

Personalidade[editar | editar código-fonte]

Diferentemente de outros personagens da série Final Fantasy, cujos traços de personalidade foram moldados para se adequar à história, Toriyama concebeu a personalidade de Lightning antes da narrativa de XIII ter sido finalizada.[3] Ela tem um comportamento frio, que tinha a intenção de entrar em conflito de maneira interessante com a franqueza de Snow.[31] Nomura comentou que Lightning tem "um forte elemento de mistério sobre sua personagem".[32] Ela originalmente tinha em sua personalidade um aspecto namorador, que acabou transferido para Oerba Yun Fang quando esta foi mudada de homem para mulher.[33] Os desenvolvedores queriam mostrar Lightning de diferentes maneiras em Lightning Returns, contrastando com suas personalidades estáticas nos dois jogos anteriores. Uma das maiores prioridades era fazer dela alguém que havia perdido tanto na vida que como resultado havia ficado vulnerável.[34] O projetista Yuji Abe elaborou que como resultado das perdas e da nova vulnerabilidade, Lightning ficou mais sombria, levemente anestesiada para o que está ao redor e "como uma marionete, como alguém que não tem realmente seu verdadeiro eu por dentro". Ele elaborou que esse efeito mostra "o tipo de vulnerabilidade que ela tem, e esse é o ponto a partir do qual posteriormente ela começa a mudar".[35] Foi Yoshinori Kitase quem originalmente sugeriu expandir sua personalidade, já que ele achava que a frieza de Lightning nos jogos anteriores dificultou a conexão dos jogadores com ela.[36]

Lightning foi dublada em toda suas aparições por Maaya Sakamoto em japonês e Ali Hillis em inglês.[1] Sakamoto ficou impressionada com a personagem, quem ela chamou de "fria" e "forte". Lhe foi pedido que interpretasse a força de Lightning e também revelasse um pouco de suas vulnerabilidades ocultas. A atriz inicialmente achou estranho fazer sua voz, já que estava acostumada com papéis mais gentis como Aerith Gainsborough, uma das personagens principais de Final Fantasy VII e suas mídias relacionadas.[37] Kitase comentou a dificuldade de equilibrar a representação de Lightning como mulher e uma guerreira profissionalmente treinada, dizendo que Sakamoto ajudou a trazer feminidade para a personagem.[38] Hillis conseguiu o papel após dizer algumas falas durante um teste, recebendo um livro sobre o universo de Final Fantasy XIII que ela achou "esmagador" ao ler. Um dos desafios que ela enfrentou na versão em inglês foi recapturar a emoção e energia da interpretação de Sakamoto.[39] Hillis tentou auxiliar a equipe dos jogos XIII ao interpretar Lightning como uma pessoa real: "Eu acho que essa foi minha prioridade principal, garantir que Lightning tinha cada camada de quem ela é como pessoa, não apenas uma personagem de jogo, mas uma pessoa real com camadas, histórias e relacionamentos com cada personagem do jogo ... até mesmo o chocobo!" A atriz achou que Lightning se tornou "um pouco mais sarcástica ... um pouco mais endurecida com tudo que está acontecendo ao redor dela e ... [evoluiu] para uma guerreira verdadeira" no decorrer da trilogia XIII.[40]

Aparições[editar | editar código-fonte]

Trilogia XIII[editar | editar código-fonte]

Lightning e sua irmã Serah são residentes de Cocoon, um mundo artificial que flutua acima do planeta Gran Pulse. Cada uma dessas regiões são controladas por uma seita dos fal'Cie, uma raça de semideuses cujas duas facções, a população "Sanctum" de Cocoon e os "Pulse" fal'Cie de Gran Pulse, são hostis com a outra.[41][42] No romance prequela Final Fantasy XIII: Episode Zero: Promise, é revelado que os pais das duas morreram quando elas ainda eram crianças, com a primeira resolvendo se tornar a protetora da segunda, mas acabou no processo a negligenciando.[43] Lightning passa a ressentir a relação romântica de Snow Villiers com seu irmã e as atividades anti-governamentais de seu grupo NORA.[44] Ela descobre tarde demais que Serah foi marcada como um l'Cie – um humano amaldiçoado com poderes mágicos e uma tarefa para completar – pela fal'Cie Anima de Gran Pulse: Lightning inicialmente pensa que a irmã está usando sua condição como uma desculpa para se casar com Snow.[45] Para salvar Serah, ela se demite de sua posição como membro do Corpo de Guardiões e se voluntaria para o Expurgo, uma relocalização forçada de cidadãos que entraram em contato com Anima.[46]

Lightning consegue chegar em Anima em Final Fantasy XIII junto com Hope Estheim, Sazh Katzroy e Oerba Dia Vanille, três sobreviventes do Expurgo. Eles lutam contra Anima e são marcados como l'Cie assim que a força militar PSICOM destrói a entidade. Lightning duvida da determinação de Snow em salvar sua irmã e o abandona, com ele e o cristal de Serah sendo resgatados por Oerba Yun Fang e uma força militar independente de Cocoon chamada de Cavalaria. Lightning acaba viajando junto com Hope. Durante sua jornada ela sem querer convoca Odin e também treina e protege Hope, inadvertidamente apoiando o plano deste de assassinar Snow.[47] Lightning luta durante o jogo para lidar com sua natureza como l'Cie, sua raiva por ter sido feita uma inimiga de Cocoon e sua culpa por não ter acreditado na história de Serah.[48][49] Ela acaba reconhecendo a relação de Snow com sua irmã ao superar essas questões e na fé dele que eles conseguirão restaurá-la.[50] O grupo consegue matar o fal'Cie Orphan e salvar Cocoon, com Lightning, Serah e todos os outros menos Vanille e Fang recebendo permissão para voltarem a terem vidas normais; Vanille e Fang formam um pilar de cristal a fim de impedir que Cocoon colida com Gran Pulse.[51]

No romance Final Fantasy XIII: Episode I, que se passa imediatamente após os eventos do jogo, Lightning fica inquieta sobre se sua batalha terminou ou não. Ela parte para salvar Fang e Vanille, porém antes dá sua benção para o casamento de Snow e Serah. Eventualmente ela fica presa em um vácuo negro, mas decide continuar em frente.[52]

Lightning-FFXIII2.pngLightning-LRFFXIII.png
Lightning em XIII-2 e Lightning Returns. Sua aparência foi redesenhada ao longo da série a fim de refletir sua mudança de papéis e evolução de personalidade.[18][21][22][35]

Lightning desapareceu em Final Fantasy XIII-2, com todos menos Serah acreditando que ela morreu junto com Vanille e Fang para salvar Cocoon.[53] Na realidade, ela foi levada para o Valhalla, capital da deusa Etro, como um resultado direto da divindade libertando ela e os outros de suas condições como l'Cie. Esses eventos distorceram o tempo e apagaram Lightning da história após a queda de Cocoon.[54] Ela decide permanecer no Valhalla esperando compensar as mortes que causou como l'Cie e proteger a agonizante Etro de Caius Ballad, um homem imortal que detesta a deusa.[55][56] Eventualmente Lightning pede a ajuda de Serah e Noel Kreiss para impedir Caius de acabar com o tempo; sua intenção é lançar o "caos", uma energia sobrenatural controlada por Etro, no mundo mortal.[57] Serah e Noel viajam para o futuro a fim de consertar as distorções na história causada pelas interferências de Caius, com Serah eventualmente morrendo quando a história é restaurada. No DLC Requiem of the Goddess, Lightning é derrotada por Caius e perde as esperanças ao descobrir seu papel na morte da irmã. Ela é confortada pelo espírito de Serah, que pede para nunca ser esquecida.[58] Lightning promete e se transforma em um cristal, o que lhe protege de ser afetada quando Etro morre e o caos é liberado.[59]

Lightning é revivida pelo deus Bhunivelze quinhentos anos depois em Lightning Returns: Final Fantasy XIII. O mundo está para acabar em treze dias e ela foi escolhida como sua salvadora, uma guia espiritual para a humanidade, que parou de envelhecer devido a influência do caos. Serah será ressuscitada em troca da ajuda de Lightning.[60] Ela liberta seus antigos aliados dos fardos emocionais com a ajuda de Hope, se reúne com Odin na forma de um chocobo branco e frequentemente cruza o caminho de Lumina, a manifestação física de suas vulnerabilidades suprimidas.[61] Lightning começa a questionar sua humanidade e, ao descobrir que Bhunivelze roubou a alma de Serah e manipulou as memórias de Lightning, planeja traí-lo depois dele completar a construção de um novo mundo.[62][63] Ela luta contra o deus quando o fim do mundo chega, que deseja transformar a humanidade em sua imagem ideal e tem moldado Lightning como uma substituta de Etro.[64] Apesar de estar preparada para desempenhar seu novo papel a abandonar sua vida humana, Lightning acaba decidindo pedir ajuda e aceitar Lumina como parte de si.[65] Todos que ela salvou, incluindo Serah, se unem com ela e derrotam Bhunivelze. Lightning então testemunha a criação de um novo mundo, em que ela vai junto com seus aliados e as almas da humanidade. Ela é vista viajando para encontrar um de seus amigos durante o epílogo.[14]

Outras[editar | editar código-fonte]

Além dos jogos da trilogia XIII, Lightning também apareceu em diversos spin-offs dentro da franquia Final Fantasy. Ela é uma das guerreiras convocadas pela deusa Cosmos no jogo de luta Dissidia 012 Final Fantasy.[66] A personagem originalmente apareceria no predecessor Dissidia Final Fantasy, porém a ideia foi descartada porque Final Fantasy XIII ainda não tinha sido lançado e a Square Enix não queria revelar as habilidades dela antes do tempo.[67] Durante Dissdia 012, o grupo de Lightning é confrontado por seres chamados Manikins, que infligem morte permanente para todos que são derrotados, dessa forma ameaçando o ciclo de renascimento do mundo.[68] Ela lidera uma expedição até o portal de onde os Manikins estão emergindo, com o grupo sacrificando sua vida para fechá-lo.[69] A personagem possui três figurinos diferentes no jogo.[70] A personagem também aparece na sequência para arcade.[71]

A personagem apareceu em uma série de eventos especiais em Final Fantasy XIV: A Realm Reborn: Lightning e monstros do universo XIII apareceram na terra de Eorzea enquanto ela estava na estase de cristal entre as histórias de XIII-2 e Lightning Returns.[72] É insinuado que ela foi enviada para Eorzea por Bhunivelze a fim de aprimorar suas habilidades em preparação para as futuras batalhas de seu mundo.[73] Lightning se encontra com o jogador uma última vez depois dos eventos terem sido completados, afirmando que estava grata por ter passado um tempo em Eorzea. Ela pede para ser lembrada enquanto é convocada de volta para Cocoon.[74] Os jogadores que participaram do evento receberam equipamentos e figurinos modelados a partir de itens, armas e roupas dos jogos da série XIII.[75] A personagem também aparece em World of Final Fantasy com seu figurino de Lightning Returns.[76]

Lightning é uma personagem jogável nos jogos de ritmo Theatrhythm Final Fantasy e sua sequência Theatrhythm Final Fantasy: Curtain Call.[77][78] Ela aparece com seu figurino de XIII-2 em Final Fantasy Airborne Brigade.[79] Lightining é uma personagem jogável nos títulos de celulares Final Fantasy All the Bravest e Final Fantasy Record Keeper,[80][81] uma personagem especial em Final Fantasy Explorers,[82] uma boneca chibi em Final Fantasy in Itadaki Street Mobile[83] e como uma carta de personagem em Final Fantasy Artniks.[84] Após especulações sobre o papel de Lightning na série Final Fantasy depois do lançamento de Lightning Returns, Kitase clarificou que seu papel na série principal tinha acabado mas que a personagem apareceria em títulos spin-off.[85] Fora da franquia, ela apareceu em um minijogo de Kingdom Hearts Coded,[86] fez parte de uma colaboração entre a série Final Fantasy e o jogo Puzzle & Dragons junto com outros personagens famosos da primeira,[87] enquanto versões de seus figurinos de XIII foram disponibilizados como roupas para serem usadas pela protagonista Aya Brea em The 3rd Birthday e por uma personagem do arcade Gunslinger Stratos 2.[88][89] Maaya Sakamoto, que dublou tanto Aya quanto Lightning, fez a voz de Aya semelhante a de Lightning quando a roupa estava sendo usada.[88]

Merchandise[editar | editar código-fonte]

Lightning já apareceu em vários materiais promocionais temáticos de Final Fantasy XIII produzidos pela Square Enix. Os produtos diretamente inspirados pela personagem são colares[90][91] e um perfume chamado "Lightning eau de toilette".[92] Bonecas de Lightning em suas três principais versões foram criadas pela Play Arts Kai, uma companhia que frequentemente é contratada para produzir bonecos de personagens e monstros da série Final Fantasy.[40] Cartas com a personagem estão disponíveis no Final Fantasy Trading Card Game.[93] Lightning apareceu em um comercial com atores reais da PlayStation chamado "Michael", ao lado de outros personagens como Solid Snake, Nathan Drake e Kratos.[94] Uma atriz também interpretou a personagem no Final Fantasy 25th Anniversary Event durante a Asia Game Show de 2013.[95] Ela mais uma vez foi interpretada ao vivo em um comercial japonês para Lightning Returns.[96] Lightning e outros personagens de XIII-2 foram usados em abril de 2012 para mostrar desenhos da Prada em uma seção de doze páginas na revista de moda Arena Homme +.[97][98] A personagem apareceu na embalagem de salgadinhos produzidos pela Ezaki Glico para promover o lançamento de Lightning Returns.[99] Ela apareceu em um vídeo promocional em computação gráfica para a Louis Vuitton em 2015; o vídeo foi produzido pela Visual Works, projetado por Nomura e dirigido por Nicolas Ghesquière da Louis Vuitton.[100]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Todd Ciolek da Anime News Network não ficou impressionado com Lightning durante o desenvolvimento de XIII, chamando-a de "metódica em branco".[101] Ele avaliou o jogo final e opinou que a personagem inicialmente é "muito distante e fria, como seu os roteiristas estavam tão na intensão de criar uma heroína forte e competente que esqueceram de fazê-la cativante". Entretanto, Ciolek admitiu que Lightning tornar-se uma protagonista mais atraente ao final do jogo.[102] Wesley Yin-Poole da VideoGamer.com referiu-se à personagem simplesmente como uma versão feminina de Cloud Strife.[103] Jeremy Parrish da 1UP.com comentou que tirando as cenas em que Lightning mostra um lado pensativo, ela é "sua típica protagonista taciturna".[104] Ao contrário, Kevin VanOrd da GameSpot a achou "uma beleza simpática e determinada".[105] Para a IGN, Martin Robinson afirmou que ela "instantaneamente mostra-se amável" em comparação a Hope ou Snow, porém ele também achou que Sazh tornar-se um personagem mais interessante quando a história passada dela "fica atolada numa oscilação genérica".[106] Carolyin Gudmundson da GamesRadar não ficou entusiasmada: ela achou que mesmo com a narrativa de Lightning tendo seus méritos, ela "certamente não está acima e além do que você tipicamente espera" e que essa falta de originalidade deixa a personagem "unidimensional e chata".[107] Christian Nutt da Gamasutra achou que as relações de Lightning com o resto do elenco adicionava humanidade à narrativa.[108]

Para XIII-2, Joe Juba da Game Informer ficou desapontado que Lightning foi transferida para um papel coadjuvante em favor de Serah e Hope, quem ele viu como personagens mais fracos do que ela.[109] Simon Parkin da Eurogamer achou que a história sofreu sem a força motivadora advinda da determinação obstinada de Lightning.[110] VanOrd ficou decepcionado que Lightning e Caius Ballad tem um tempo limitado em tela, já que eles surgiram como personagens mais fortes que os protagonistas.[111]

Referências

  1. a b c «Voices of Lightning Farron». Behind the Voice Actors. Consultado em 1 de fevereiro de 2016 
  2. a b c d e f «1000号記念スペシャル表紙プロジェクト». Enterbrain. Famitsu Weekly (1001): 42–45. 8 de fevereiro de 2008 
  3. a b c Gifford, Kevin (30 de março de 2011). «Motomu Toriyama Talks About Making Heroines». 1UP.com. Consultado em 2 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 18 de março de 2015 
  4. Ultimania 2010, pp. 50–52
  5. Ultimania 2010, pp. 96–98
  6. Tanaka, John (23 de setembro de 2009). «TGS 09: Final Fantasy XIII Update». IGN. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  7. Ikumori, Kazuyuki (20 de março de 2015). «SMU Guildhall: The Cinematic Evolution of Final Fantasy». Twitch. Square Enix. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  8. Ultimania 2010, pp. 10–13
  9. Cunningham, Michael A. (23 de abril de 2012). «Inside Gaming - Interview with Former Square Enix Translator Tom Slattery». RPGamer. Consultado em 2 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 4 de novembro de 2013 
  10. Yip, Spencer (24 de abril de 2011). «Lighting's House Was Cut From Final Fantasy XIII, But You Can See Pictures Of It». Siliconera. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  11. Lanxon, Nate (12 de março de 2010). «Q&A: FFXIII's Yoshinori Kitase and Isamu Kamikokuryo». Wired. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  12. Ultimania Omega 2010, p. 341
  13. a b Ultimania 2013, pp. 742–743
  14. a b «『ファイナルファンタジーXIII REMINISCENCE -tracer of memories-』著者、渡辺大祐氏にインタビュー». Famitsu. 11 de julho de 2014. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  15. Gantayat, Anoop (28 de janeiro de 2011). «Kitase and Toriyama Talk FFXIII-2 and Fabula Nova Crystallis». Andriasang. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  16. Ultimania 2010, pp. 496–499
  17. Gantayat, Anoop (1 de fevereiro de 2011). «Hey Mr. Tetsuya Nomura, Whatchu Up To?». Andriasang. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  18. a b c «上国料勇氏スペシャルインタビュー/FINAL FANTASY XIII-2». Microsoft. 15 de dezembro de 2011. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  19. Toyad, Jonathan Leo (16 de novembro de 2011). «Final Fantasy XIII-2 Roundtable: Art and Music». GameSpot. Consultado em 2 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 19 de janeiro de 2014 
  20. «『FFXIII-2』&神話"ファブラ~"開発スタッフインタビュー【完全版その1】». Famitsu. 28 de janeiro de 2011. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  21. a b c Square Enix Presents E3 2013 – Day2 [#06] -FFX/X-2 HD & Lightning Returns: FFXIII Interview. Square Enix. (22 de junho de 2013).
  22. a b c «『ライトニング リターンズ ファイナルファンタジーXIII』は"ヒラリズム"に注目!? 開発スタッフインタビュー【完全版】». Famitsu. 29 de dezembro de 2012. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  23. a b «ここに, ひとつの神話が終われワを迪える解放者の覚醒よワ13日一». Enterbrain. Famitsu Weekly (1302): 42. 14 de novembro de 2013 
  24. "Inside The Square": Director's Cut -- LIGHTNING RETURNS: FINAL FANTASY XIII. Square Enix. (4 de fevereiro de 2014).
  25. «Lightning Returns: Final Fantasy XIII Has A Costume Based On Final Fantasy VI». Siliconera. 19 de novembro de 2013. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  26. Parish, Jeremy (20 de setembro de 2013). «TGS: Lightning Returns is the Opposite of Final Fantasy XIII». USGamer. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  27. Yip, Spencer (7 de novembro de 2013). «Lightning Returns: Final Fantasy XIII Alters Lightning's Silly Sorceress Pose». Siliconera. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  28. Bailey, Kat (18 de janeiro de 2013). «Lightning Returns: Carrying the adventure solo as Final Fantasy's 'first female protagonist'». Joystiq. Engadget. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  29. a b Smith, Luke (7 de junho de 2006). «FFXIII Interview: Nomura, Kitase, Hashimoto and Toriyama». 1UP.com. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  30. Bettenhausen, Shaneauthor (16 de julho de 2008). «E3 2008: One More Final Fantasy XIII Interview». 1UP.com. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  31. a b Gordon, Jonathan (20 de agosto de 2009). «GC 09 Final Fantasy XIII Interview». NowGamer. Consultado em 2 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 7 de maio de 2011 
  32. Davis, Jonti (abril de 2007). «Don't Dream It's Over». Derwent Howard Media. Official PlayStation Magazine (2): 74–75 
  33. Tanaka, John (21 de outubro de 2009). «Final Fantasy XIII Update». IGN. Consultado em 4 de fevereiro de 2016 
  34. Corriea, Alexa Ray (21 de agosto de 2013). «Lightning Returns: a more vulnerable heroine running out of time». Polygon. Consultado em 4 de fevereiro de 2016 
  35. a b Goldfarb, Andrew (23 de agosto de 2013). «Gamescom: Saying Goodbye to Lightning in Final Fantasy XIII». IGN. Consultado em 4 de fevereiro de 2016 
  36. Ultimania 2013, p. 736
  37. Ultimania Omega 2010, pp. 397–399
  38. «PlayStation 3 Keyperson Interview». ASCII Media Works. Dengeki PlayStation (445): 56–57. Abril de 2009 
  39. Fanelli, Jason (13 de dezembro de 2010). «StarCraft II, Mass Effect 2, & FFXIII Voice Actress Ali Hillis Interview». GamerNode. Consultado em 4 de fevereiro de 2016 
  40. a b Square Enix Presents E3 2013 – Day2 [#05] – Focus On: Lightning Returns: Final Fantasy XIII. Square Enix. (22 de junho de 2013).
  41. Square Enix (2009). Final Fantasy XIII. PlayStation 3, Xbox 360. "Datalog – Pulse fal'Cie: Fal'Cie are an existence beyond human comprehension, possessed of incredible magic power. The ones responsible for Cocoon's construction are protectors of humanity, but there are others of their kind as well: the fal'Cie who dwell on Pulse and name themselves enemies of Cocoon."
  42. Square Enix (2009). Final Fantasy XIII. PlayStation 3, Xbox 360. "Datalog – Sanctum fal'Cie: The Sanctum fal'Cie are the unfathomable entities that constructed the floating shell of Cocoon in ages past, and even now watch over the world's human inhabitants."
  43. Eishima, Jun (2010). «Part 1: Encounter – Chapter Three». Final Fantasy XIII Episode Zero: Promise. [S.l.]: Square Enix. ISBN 978-4-7575-2770-6 
  44. Eishima, Jun (2010). «Part 1: Encounter – Chapter One». Final Fantasy XIII Episode Zero: Promise. [S.l.]: Square Enix. ISBN 978-4-7575-2770-6 
  45. Square Enix (2009). Final Fantasy XIII. PlayStation 3, Xbox 360. "Lightning: You became a l'Cie, so now you're gonna marry this idiot? And you think I'm gonna buy that? Full points for originality. But don't forget. If you really are a l'Cie, it's my job to deal with you. / Serah: Sis... / Lightning: This is ridiculous. Worst birthday ever."
  46. Square Enix (2009). Final Fantasy XIII. PlayStation 3, Xbox 360. "Vanille: Pulse fal'Cie and l'Cie are bad news. That's why Cocoon kicked them out. Live too close to the fal'Cie? One-way ticket to Pulse! That's the Purge in a nutshell."
  47. Square Enix (2009). Final Fantasy XIII. PlayStation 3, Xbox 360. "Datalog – Operation Nora: Operation Nora[...] the means by which he will exact vengeance on Snow. [...]Lightning soon realizes her mistake. Her lecture to abandon compassion was intended as a warning against the hesitation she fears will be his undoing."
  48. Square Enix (2009). Final Fantasy XIII. PlayStation 3, Xbox 360. "Lightning: This l'Cie curse, it took everything from me. My future. My dreams. I didn't want to think. So I fought instead. As long as I was fighting, nothing else was real. I was running away."
  49. Square Enix (2009). Final Fantasy XIII. PlayStation 3, Xbox 360. "Lightning: It was too much. / Snow: Hm? / Lightning: What happened to Serah. All I could think about was, 'What could I have done?' I hated myself for not trusting her. It hurt too much. I couldn't face it."
  50. Square Enix (2009). Final Fantasy XIII. PlayStation 3, Xbox 360. "Snow: We will see her again, right? / Lightning: Don't go there. No room for doubt. / Snow: You're right. / Lightning: We'll see her again. And soon. You've convinced me of that. So stay strong. / Snow: Don't worry. We'll finish this, and go see her together."
  51. Bradford, Matt (10 de fevereiro de 2014). «Final Fantasy XIII - The story so far». GamesRadar. Consultado em 5 de maio de 2016 
  52. Eishima, Jun (2010). «"Part VIII"». Final Fantasy XIII Episode i. [S.l.]: Square Enix 
  53. Square Enix (2011). Final Fantasy XIII-2. PlayStation 3, Xbox 360. "Noel: All your friends think your sister is inside that pillar? / Serah: I was scared. People said I was dreaming. They said... They said I was just making up stories so that I didn't have to face the truth."
  54. Square Enix (2011). Final Fantasy XIII-2. PlayStation 3, Xbox 360. "Lightning: I was lost. The darkness caught me in its embrace, and wrote me out of history."
  55. Eishima, Jun (2012. pp. 17–63). «"2: prayer and wish"». Final Fantasy XIII-2: Fragments After. [S.l.]: Square Enix. ISBN 978-4-7575-3650-0  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  56. Square Enix (2012). Final Fantasy XIII-2 DLC: Another Beginning, Lightning's Story; Requiem of the Goddess. PlayStation 3, Xbox 360. "Lightning: My path was set: I would remain in Valhalla, and carry out the will of the Goddess. The sorrows of the dead would be mine to bear. It would be my atonement.
  57. Square Enix (2011). Final Fantasy XIII-2. PlayStation 3, Xbox 360. "Lightning: We must face Caius on two fronts: in Valhalla, and in the world of humans. If we don't... We won't be able to change the future. I can't do it on my own. I need your help."
  58. Square Enix (2012). Final Fantasy XIII-2 DLC: Another Beginning, Lightning's Story; Requiem of the Goddess. PlayStation 3, Xbox 360. "Serah: Don't be sorry. And forget your tears. You don't need them. No matter what future is waiting for us, I'll have no regrets. No matter what end we see coming, I won't change my mind. / Lightning: You knew. You knew what would happen. [...] / Serah: I believe in you. You'll keep the future of this world safe. So it's okay. I don't mind if I'm gone. [...] Just keep me in your thoughts. Remember me, and we'll see each other again."
  59. Square Enix (2012). Final Fantasy XIII-2 DLC: Another Beginning, Lightning's Story; Requiem of the Goddess. PlayStation 3, Xbox 360. "Lightning: I'll never forget. I promised you that. Even if I stand to lose everything, I'll preserve your memory for the tomorrows yet to be. [...] There are ways to keep a thought alive, and I know one that works for sure; indestructible crystal. [...] This shall be my legacy, and my atonement. But most of all, my final hope."
  60. Square Enix (2013). Lightning Returns: Final Fantasy XIII.. PlayStation 3, Xbox 360. "Lightning: [Bhunivelze] told me what I had to do. I would be his servant, and if I succeeded in doing his bidding... my reward would be a miracle. He said she would live again. My sister, Serah. [...] And so I was chosen, by God, to rescue lost souls and guide them past the end of this world, and into the next. I became the savior."
  61. Square Enix (2013). Lightning Returns: Final Fantasy XIII.. PlayStation 3, Xbox 360. "Serah: Do you remember? What you tried to do? You tried to kill me. [Lumina appears before Lightning.] / Lightning: You! You're me. Young...weak... / Serah: I'm Claire Farron. Her selfishness, her loneliness, her fear. That little bit of your soul that you couldn't accept.
  62. Square Enix (2013). Lightning Returns: Final Fantasy XIII.. PlayStation 3, Xbox 360. "Lightning: I'm more powerful than I ever was – but it came with a price. I'm not even sure if I'm human anymore. [...] I've taken a lot of lives, more than I can count. If I had any humanity left, I would have been crushed by the guilt by now.
  63. Square Enix (2013). Lightning Returns: Final Fantasy XIII.. PlayStation 3, Xbox 360. "Datalog – Lightning's Heart: Lightning has regained the memories that she lost. When she fell into the crystal sleep, it was as a vessel for Serah's soul. But Serah is no longer inside Lightning's heart. Did she lose Serah as well as her emotions when she became the savior? [...] Lightning finally reveals her intentions. If God will not fulfill his part of their bargain, then she will not stand idly by and watch him take another throne. After he has made his new world, Lightning will wrest it from his hands and give it to humanity. Even if she has to use her last resort..."
  64. Square Enix (2013). Lightning Returns: Final Fantasy XIII.. PlayStation 3, Xbox 360. "Lightning: God has bigger plans for me, doesn't he? Being the savoir was just the first step. If I could complete my task in the short time I had, then he would know. That I could carry out the real mission. And replace the lost goddess."
  65. Square Enix (2013). Lightning Returns: Final Fantasy XIII.. PlayStation 3, Xbox 360. "Datalog – Return: Lightning [...] sank into the darkness. She arrived in the world of the dead, prepared to take Etro's place and accept her duty of eternal solitude. But there in the depths, she found herself. The self that she had cut away and discarded. The child she had been: sometimes selfish, sometimes cruel, and terribly lonely. Lumina was made up of everything that Lightning had ruthlessly abandoned when she was forced to grow up too soon. Seeing herself honestly for the first time, Lightning wished desperately to be saved."
  66. McWhertor, Michael (7 de setembro de 2010). «Final Fantasy Fighting Game Gets A Sequel Struck By Lightning». Kotaku. Consultado em 5 de maio de 2016 
  67. Dissidia Final Fantasy Ultimania. Tóquio: Studio Bentstuff. 2009. p. 696–699. ISBN 978-4-7575-2488-0 
  68. Square Enix (2011). Dissidia 012 Final Fantasy. PlayStation Portable. "Garland: Manikins are merciless. They know only how to deliver death and destruction, from which there can be no return."
  69. Square Enix (2011). Dissidia 012 Final Fantasy. PlayStation Portable. "Lightning: I'm sure you all understand our...situation. We came here to destroy the portal that connects this world to the Rift. It's the last thing left for us to do. But once we charge into the middle of those manikins, there's no coming back."
  70. Yip, Spencer (1 de março de 2011). «Dissidia 012[duodecim]: Final Fantasy's Cast Gathers For Alternate Costume Photo Op». Siliconera. Consultado em 5 de maio de 2016 
  71. Romano, Sal (13 de fevereiro de 2015). «Dissidia Final Fantasy announced for arcades». Gematsu. Consultado em 5 de maio de 2016 
  72. Square Enix (2013). Final Fantasy XIV: A Realm Reborn. PlayStation 3, Microsoft Windows. "Lightning: You okay? That was some fight, huh? The name's Lightning. I'm not...from around here. I'm not even sure where 'here' is. The last thing I remember, I was sleeping."
  73. Square Enix (2013). Final Fantasy XIV: A Realm Reborn. PlayStation 3, Microsoft Windows. "Lightning: I always seem to be at the mercy of some power of fate I can't control. In fact, I'm probably only here as part of an insane god's trial. To be tested and tempered like some unthinking weapon, so that I might be ready to fight..."
  74. Square Enix (2013). Final Fantasy XIV: A Realm Reborn. PlayStation 3, Microsoft Windows. "Lightning: The time I've spent in Eorzea has been a welcome respite. [...] I'm ready to return...and ready to finish this. Hmph. God or not, someone's going to regret putting me through these trials. [Lightning começa a brilhar e levitar acima do solo] And it looks like someone was listening—just waiting for my declaration of war. I'm being called back. It's a shame; my memories of this world probably won't last... Keep them for me."
  75. Schulenberg, Thomas (16 de novembro de 2013). «Final Fantasy 14: A Realm Reborn plays host to Lightning». Joystiq. Engadget. Consultado em 7 de maio de 2016 
  76. Romano, Sal (25 de setembro de 2015). «World of Final Fantasy screenshots introduce new character, Lightning summon, more». Gematsu. Consultado em 7 de maio de 2016 
  77. Yip, Spencer (12 de novembro de 2011). «Aerith, Snow, Vivi, And Faris Are In Theatrhythm: Final Fantasy Too». Siliconera. Consultado em 28 de junho de 2016 
  78. Yip, Spencer (18 de dezembro de 2013). «Theatrhythm Final Fantasy Curtain Call's Final Fantasy XIV Guest And Lightning Again». Siliconera. Consultado em 28 de junho de 2016 
  79. Gantayat, Anoop (3 de dezembro de 2011). «Final Fantasy XIII-2's Lightning Appears in Final Fantasy Brigade». Andriasang. Consultado em 28 de junho de 2016 
  80. Yip, Spencer (29 de julho de 2013). «Final Fantasy: All The Bravest Cashes In On Nostalgia Again». Siliconera. Consultado em 28 de junho de 2016 
  81. Yip, Spencer (17 de julho de 2014). «Final Fantasy's Greatest Battles Remixed In Final Fantasy Record Keeper». Siliconera. Consultado em 28 de junho de 2016 
  82. Vitale, Adam (20 de setembro de 2014). «New Final Fantasy Explorers Screenshots show off Trance transformations». RPG Site. Consultado em 28 de junho de 2016 
  83. Yip, Spencer (23 de maio de 2010). «Lightning Shows Her Soft Side In Itadaki Street Mobile». Siliconera. Consultado em 28 de junho de 2016 
  84. «『ファイナルファンタジー アートニクス』表紙&巻頭スペシャル【ファミ通GREE Vol.9】». Famitsu. 25 de dezembro de 2012. Consultado em 28 de junho de 2016 
  85. Patterson, Mollie L. (15 de outubro de 2013). «Lightning Returns Producer on Sequels, Lightning's Future, Final Fantasy XIII-4». Electronic Gaming Monthly. Consultado em 28 de junho de 2016 
  86. Yip, Spencer (21 de setembro de 2010). «A Chain Of Kingdom Hearts Re:coded Scenes». Siliconera. Consultado em 28 de junho de 2016 
  87. Yip, Spencer (19 de fevereiro de 2016). «Puzzle & Dragons X Final Fantasy's Second Collaboration Adds Lightining, Cloud, And More». Siliconera. Consultado em 28 de junho de 2016 
  88. a b Gantayat, Anoop (27 de setembro de 2010). «The 3rd Birthday Developer Interview». Andriasang. Consultado em 28 de junho de 2016 
  89. «『ファイナルファンタジー』シリーズ×『ガンスリンガー ストラトス2』コラボコスチューム 先行ゲットキャンペーンが本日11月6日よりスタート【動画あり】». Famitsu. 6 de novembro de 2014. Consultado em 28 de junho de 2016 
  90. «Final Fantasy XIII Silver Pendant [Lightning]». Square Enix Online Store. Consultado em 3 de julho de 2016 
  91. «Lightning Returns: Final Fantasy XIII Silver Pendant [Lightning]». Square Enix Online Store. Consultado em 3 de julho de 2016 
  92. Owen, Good (27 de novembro de 2009). «Final Fantasy XIII Toilet Water is Coming Soon». Kotaku. Consultado em 3 de julho de 2016 
  93. Goldman, Tom (30 de novembro de 2010). «Square Enix Shuffles a Final Fantasy Trading Card Game». The Escapist. Consultado em 3 de julho de 2016 
  94. Bakker, Jason (2011). «Check out the PlayStation 'Michael' Live-Action Commercial Featuring Solid Snake, Ezio, Kratos, Cole and More!». Metal Arcade. Consultado em 3 de julho de 2016. Cópia arquivada em 1 de novembro de 2013 
  95. Yip, Spencer (1 de janeiro de 2013). «Valkyrie Lightning At The Final Fantasy 25th Anniversary Special Stage Event». Siliconera. Consultado em 3 de julho de 2016 
  96. Romano, Sal (16 de novembro de 2013). «Lightning Returns: Final Fantasy XIII Japanese TV spot». Gematsu. Consultado em 3 de julho de 2016 
  97. Ashcraft, Brian (4 de abril de 2012). «Final Fantasy Characters Are Now Modeling Italian Clothes». Kotaku. Consultado em 3 de julho de 2016 
  98. «Arena Homme Plus Magazine to Feature Prada Showcase with Final Fantasy Characters». HighBeam Research. 9 de abril de 2012. Consultado em 3 de julho de 2016 
  99. Yip, Spencer (19 de novembro de 2013). «Lightning Returns… To Be On A Pocky Box». Siliconera. Consultado em 3 de julho de 2016 
  100. Makuch, Eddie (26 de dezembro de 2015). «Final Fantasy Character Featured in New Louis Vuitton Fashion Ad». GameSpot. Consultado em 3 de julho de 2016 
  101. Ciolek, Todd (22 de abril de 2009). «The X Button – Blood on Blood». Anime News Network. Consultado em 3 de julho de 2016 
  102. Ciolek, Todd (31 de maio de 2010). «Final Fantasy XIII - Game Review». Anime News Network. Consultado em 3 de julho de 2016 
  103. Yin-Poole, Wesley (5 de março de 2010). «Final Fantasy XIII Review for PS3». VideoGamer.com. Consultado em 3 de julho de 2016 
  104. Parish, Jeremy (5 de março de 2010). «Final Fantasy XIII Review». 1UP.com. Consultado em 3 de julho de 2016. Arquivado do original em 7 de maio de 2011 
  105. VanOrd, Kevin (5 de março de 2010). «Final Fantasy XIII Review». GameSpot. Consultado em 3 de julho de 2016. Arquivado do original em 7 de março de 2010 
  106. Robinson, Martin (9 de março de 2010). «Final Fantasy XIII UK Review». IGN. Consultado em 3 de julho de 2016 
  107. Gudmundson, Carolyn (5 de março de 2010). «Final Fantasy XIII Review». GamesRadar. Consultado em 3 de julho de 2016 
  108. Nutt, Christian (8 de janeiro de 2010). «Analysis: The Conundrum of Final Fantasy XIII». Gamasutra. Consultado em 3 de julho de 2016 
  109. Juba, Joe (28 de janeiro de 2012). «Final Fantasy XIII-2». Game Informer. Consultado em 4 de julho de 2016 
  110. Parkin, Simon (28 de janeiro de 2012). «Final Fantasy 13-2 Review». Eurogamer. Consultado em 4 de julho de 2016 
  111. VanOrd, Kevin (28 de janeiro de 2012). «Final Fantasy XIII-2 Review». GameSpot. Consultado em 3 de julho de 2016. Arquivado do original em 25 de maio de 2012 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lightning (Final Fantasy)
  • Final Fantasy XIII Scenario Ultimania. [S.l.]: Studio Bentstuff. 2010. ISBN 4-7575-2775-6 
  • Final Fantasy XIII Ultimania Omega. [S.l.]: Studio Bentstuff. 2010. ISBN 4-7575-2958-9 
  • Lightning Returns: Final Fantasy XIII Ultimania. [S.l.]: Studio Bentstuff. 2013. ISBN 4757541589